Cabo Verde: CEDU 2013 debate Reformas Educativas

Publicado em sexta, 28 junho 2013 11:29

O I Colóquio Cabo-Verdiano de Educação [CEDU 2013], intitulado “… Nas pegadas das reformas educativas”, realiza-se nos dias 3 e 4 de julho de 2013 no Campus do Palmarejo (Cidade da Praia), numa iniciativa apoiada pelo Centro de Língua Portuguesa/ Camões - Instituto da Cooperação e da Língua.

Este evento, promovido pelo Departamento de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Cabo Verde, pretende ser um fórum colaborativo de discussão sobre a educação que se vive, que se constrói e que se projeta no interior dos espaços nacionais e internacionais, num mundo globalizado de conhecimentos e experiências.

O programa do Colóquio inclui quatro Painéis Temáticos: “Desafios da globalização e reformas educativas”, “Processos, realidades educativas e inovações curriculares”, “Formação de professores: políticas, inovações e desafios” e “Educação e desenvolvimento sustentável”.

Segundo a organização, a partilha de conceções, perspetivas e olhares entre diferentes atores educativos é fundamental para a divulgação de trabalhos de investigação científica que estão a ser realizados neste domínio por educadores (docentes e não docentes), nos mais variados domínios da Educação, em diferentes níveis de ensino e formação.

Paralelamente, pretende-se transformar o CEDU 2013 num organizador de contributos para a compreensão da realidade educativa nacional e transnacional, correlacionando o global e o local.

A Educação é um setor considerado chave para o desenvolvimento. Em Cabo Verde, assim como em vários outros países, vivem-se atualmente processos de renovação, de mudança profunda global ou parcial do setor educativo, que configuram ou decorrem de políticas educativas mais ou menos voluntaristas.

Essas reformas tocam diversas dimensões e diversos aspetos (curriculares, administrativos, formação, etc.). Importa analisar, explicar e compreender as dinâmicas de reformas educativas em diferentes contextos, bem como produzir e difundir conhecimento sobre elas, seguindo uma das máximas de Amílcar Cabral (1924-1973) "pensar para agir e agir para melhor pensar".

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.