Projeto Sarau difunde a cultura portuguesa em Brasília

Publicado em sexta, 05 julho 2013 12:35

As tradições, as influências, o legado deixado pelos portugueses no Brasil marcam a 6ª edição do Projeto Sarau, iniciativa da Casa da Cultura da América Latina da UnB em parceria com o Programa Música no Museu, que se realiza a 5 de julho, às 20h00, no Museu Nacional da República, em Brasília.

Música, literatura, cinema e artes plásticas compõem o evento, que tem o apoio do Camões, IP.  Portugal, vozes e canções –Canto lírico, sob a orientação da professora do Departamento de Música da UnB (Universidade de Brasília) Irene Bentley, é um dos momentos musicais programados. Ao som do piano de Vânia Marise, os solistas Dielton Paulo, Bernardo Rostand, Rafael Ribeiro, Milena Brito e Sara Goulart interpretarão obras de Camões, Francisco de Lacerda, A. Leal Moreira, Fausto Neves, A. Barbosa, Rafael Ribeiro e Artur Fonseca.

O Quinteto de Sopros da UnB é outro dos convidados da noite. Formado pela flautista Mechthild Bier, o clarinetista Ricardo Dourado Freire, Bojin Nedialkov no oboé, o trompista Daniel Araújo e Ebnézer Nogueira no fagote, o grupo faz uma homenagem ao importante músico brasileiro Oscar Lorenzo Fernandez (1897 – 1948), nascido no Rio de Janeiro, filho de pais espanhóis, executando a Suíte para Quinteto de Sopros, Op.37.

Monycah Ramos é outra grande atração musical  do evento que fecha a temporada de homenagens da CAL às comemorações do Ano de Portugal no Brasil, que teve início em 2012. Acompanhada do violonista Danilo Froes e do violinista Thiago Francis, ela vai reverenciar as grandes cantoras do país ibérico  com o espetáculo Divas Portuguesas.

O repertório contempla os fados tradicionais da eterna diva Amália Rodrigues, canções melodiosas de Dulce Pontes, os arranjos arrojados do grupo Madredeus   e a simpatia e força de Mariza nas interpretações do fado contemporâneo.

Além de arranjos e canções, o sarau conta também com a exibição de duas curtas-metragens dirigidos por Nuno Rocha, cineasta premiado em Portugal:   “3x3” e “Momentos”. A primeira conta a história de um vigilante de um complexo desportivo que passa o tempo a atirar bolas ao cesto de basquetebol; a segunda  mostra momentos na vida de um sem teto.

A literatura marcará presença por meio do momento A vocação da língua – A poesia, textos literários de autorias portugueses e brasileiros interpretados pela professora do Departamento de Teoria Literatura da UnB, Lúcia Helena Marques.

Painéis de papéis reciclados do artista plástico Ramón Carvalho, intitulados de Origens e Carvalhais (1.80 x 1.40 cm), feitos em homenagem ao Ano de Portugal, comporão o cenário do Sarau. As peças foram desenvolvidas por meio dos Projetos Leme/Maquete da UnB,  sob a orientação da professora Thérèse Hofman.

Lançado em abril de 2011,  o Projeto Sarau objetiva difundir a música, o cinema, a literatura, a performance e a dança como artes integradas, dando prioridade aos artistas residentes em Brasília. Realizado três vezes ao ano com temáticas diversificadas, como  projeto de extensão da  UnB, constitui um incentivo para os artistas já consagrados e contribui para solidificar o caminho daqueles em início de carreira.

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.