Brasil: Teatro da Garagem representa Portugal no Festlip 2013

Publicado em quarta, 24 julho 2013 14:33

O Festlip, evento dedicado ao intercâmbio teatral entre países de Língua Portuguesa, chega à sua 5ª edição dando a conhecer ao público do Brasil sete peças inéditas de Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Portugal, incluindo ainda uma participação especial da Guiné-Bissau e de Timor-Leste.

De 21 a 30 de agosto de 2013, no Rio de Janeiro, este festival de teatro lusófono contará com uma ampla programação composta por oficinas, debates, palestras, exposição de fotografias e uma mostra gourmet, além de um total de 20 representações teatrais, que subirão a diversos palcos da cidade e deverão movimentar dezenas de milhar de pessoas, a avaliar pela afluência de anteriores edições.

A atriz e encenadora portuguesa Maria João Vicente e o ator brasileiro Luiz Carlos Vasconcelos estarão à frente das oficinas ‘(Em) Cena’ e ‘Processo Criativo do Ator e a Construção Poética da Cena’, respetivamente.

Nos debates, serão protagonistas o angolano Mena Abrantes, a personalidade homenageada no Festlip 2013, e também o dramaturgo português João Pessoa, diretor artístico do Teatro da Garagem, que falará sobre ‘O Teatro da Língua Portuguesa na Rede’.

Autor de textos líricos, dramáticos e de ficção, e de 22 peças encenadas baseadas em suas obras teatrais, José Mena Abrantes, 68 anos, é considerado um dos principais nomes da cultura angolana e grande artífice do intercâmbio cultural internacional. Em 1988 fundou o Elinga-Teatro, que venceu, em 2008, o Prémio Nacional de Cultura e Artes.

Foi também responsável pelo Departamento de Informação e Divulgação da Cinemateca Nacional de Angola. Recebeu diversos prémios, entre os quais três Prémios Sonangol de Literatura (1986, 1990 e 1994) e o Diploma de Mérito do Ministério da Cultura de Angola, em 2006.

Portugal apresenta neste Festlip “Cromotografia”, uma produção do Teatro da Garagem, companhia fundada em 1989, em Lisboa, cujo trabalho tem sido orientado para a pesquisa e a experimentação. A peça conta a história de um colecionador de cromos que faz uma viagem nostálgica pelo passado, revivendo uma história de amor que não deu certo.

Carlos João Pessoa assina a direção, o texto e a conceção plástica, fazendo parte do elenco Maria João Vicente, Maria Leite, Miguel Mendes, Nuno Nolasco e Nuno Pinheiro. A música é de Daniel Cervantes, o Cenário e Figurinos são de Sérgio Loureiro. “Cromotografia” apresenta-se dias 22 e 23 de agosto de 2013 no Teatro SESI, e dias 24 e 25 no Teatro Ipanema.

O Festlip, organizado pela Talu Produções, conta com diversos apoios e patrocínios, designadamente da Embaixada de Portugal/Camões – Instituto da Cooperação e da Língua I.P., da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e do Governo do Rio de Janeiro.

“Esta 5ª edição chega sedimentada em um histórico de peso, que contabiliza mais de 160 espetáculos e um público total de 220 mil pessoas que circularam pelas quatro primeiras edições, o que só reforça nosso empenho em dar continuidade a esse importante intercâmbio artístico”, salienta a atriz e produtora Tânia Pires, que idealizou o festival.

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.