Lisboa: Dicionário de Arabismos de Língua Portuguesa, de Adalberto Alves

Publicado em terça, 08 outubro 2013 12:08

A obra “Dicionário de Arabismos da Língua Portuguesa”, da autoria do escritor, jurista e historiador Adalberto Alves, vai ser lançada em Lisboa, na Sala dos Espelhos do Palácio Foz, a 7 de outubro de 2013, pelas 18:30.

O trabalho de pesquisa de Adalberto Alves sobre a cultura árabe, materializado numa extensa bibliografia (mais de 30 livros), valeu-lhe em 2008 o reconhecimento da UNESCO, com a atribuição do Prémio Internacional Sharjah, por ter “inspirado muitos escritores portugueses e espanhóis (um deles o romancista Pedro Plasencia, autor de “El Tiempo de los Cerezos”) a divulgar a história da cultura árabe do Gharb al-Andalus”.

Arabista, poeta, ensaísta, Adalberto Alves licenciou-se em Direito pela Universidade de Lisboa. No início da década de 80 começa a dedicar-se ao estudo da Civilização Árabe, um interesse para o qual despertara ainda em criança. Aprendeu a língua árabe, e desde então nunca mais abandonou a investigação nesse campo.

Este Dicionário de palavras portuguesas com origem árabe, elaborado através da consulta de muitas obras e fontes árabes, inclui toponímia, antroponímia, léxico corrente e empréstimos semânticos. Explica, nomeadamente, a origem de vocábulos como “bochecha” (mashash) e “açaime” (al-zimân).

A apresentação da obra está a cargo de Badr Hassanien, professor universitário e tradutor de árabe para português, responsável pela tradução portuguesa de algumas das mais notáveis obras do escritor egípcio Naguib Mahfouz, Nobel da Literatura em 1988.

A sessão de lançamento, no Palácio Foz, será seguida de um momento musical, protagonizado pelos artistas Pedro Jóia (guitarra), Ana Barroso e Ricardo Ribeiro (canto) e Rute Maluma (dança).

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.