Eduardo Lourenço vence prémio de ensaio Jacinto do Prado Coelho

Publicado em sexta, 29 novembro 2013 12:16

O ensaísta Eduardo Lourenço venceu o prémio Jacinto do Prado Coelho pela obra "Tempo da música. Música do tempo", revelou hoje à Lusa fonte do Centro Português da Associação Internacional de Críticos Literários.

 O prémio, no valor de cinco mil euros e que distingue ensaios literários, foi atribuído por unanimidade a Eduardo Lourenço, por uma obra, publicada em 2012, que reúne textos inéditos de Eduardo Lourenço seleccionados pela historiadora de arte e musicóloga Barbara Aniello.

O júri, composto por Clara Rocha, Maria João Reynaud e Teresa Martins Marques, justificou a escolha pela "qualidade indiscutível da obra, reconhecida por pessoas da área da literatura bem como da musicologia".

O prémio será entregue na quinta-feira, às 18:30, na Sociedade Portuguesa de Autores, em Lisboa.

"Tempo da música. Música do tempo" reúne 212 reflexões (datadas entre 1948 e 2006) de Eduardo Lourenço sobre música, que estavam dispersas em folhas avulsas, em agendas de bolso, páginas soltas ou agrafadas, algumas encontradas dentro de livros, que Barbara Aniello foi juntando, inventariando e catalogando no espólio do ensaísta.

Numa reflexão, Eduardo Lourenço escreveu: "Certamente se um dia voltar para Deus, a nenhuma outra coisa o deverei senão a estas estradas de uma melancolia lancinante que, desde o canto gregoriano até Messiaen, devoram em mim o sentimento da realidade do mundo visível".

Eduardo Lourenço, considerado um dos maiores pensadores portugueses, nasceu em 1923 em São Pedro de Rio Seco (Guarda), e embora resida em França desde os anos 1960, manteve sempre uma grande ligação a Portugal, reflletindo sobre a sociedade portuguesa.

Em 2011, a Fundação Calouste Gulbenkian editou a obra completa de Eduardo Lourenço.

Fonte: LUSA

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.