Moçambique: Exposição 30 Anos da Escola Nacional de Artes Visuais

Publicado em sexta, 29 novembro 2013 13:46

Uma mostra de trabalhos de cerâmica, grafismo, têxteis e artes visuais, inaugurada a 25 de novembro de 2013 no Centro Cultural Português/Camões, IP, de Maputo, assinala os 30 anos de ensino artístico e técnico-profissional da Escola Nacional de Artes Visuais (ENAV) de Moçambique.

A escola «é uma instituição de ensino técnico-artístico, criada em 1983 com o objetivo de formar técnicos na área artístico-cultural, nas especialidades de Cerâmica, Gráficas e Têxteis. Atualmente, conta com mais um curso de Artes Visuais e uma especialização em Formação de Professores de Educação e Ofícios», reza o texto de apresentação do catálogo da exposição 30 Anos da ENAV.

«Ao longo destes 30 anos, a ENAV tem vindo a desempenhar um importante papel na sociedade moçambicana», tendo criado «um espaço próprio nos caminhos da arte», proporcionado «novas oportunidades de vida aos seus estudantes» e moldado «novas formas de ser e de estar nas artes e na cultura», com contributo dos vários profissionais que por ela passaram.

A exposição, explica ainda o catálogo, «é constituída por trabalhos de professores e ex-professores, alunos e ex-alunos, e trabalhos realizados na escola em diferentes projetos».

Os organizadores esperam que a exposição, patente até 14 de dezembro, «espelhe a história do crescimento desta escola e (…) reflita a sua determinação em continuar o processo de germinação de futuras referências no ensino técnico-artístico em Moçambique e no mundo».

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.