Angola: Exposição “Água e Luz”, do artista plástico Francisco Vidal

Publicado em sexta, 07 fevereiro 2014 15:31

A exposição “Água e Luz”, do artista plástico Francisco Vidal, vai ser inaugurada a 11 de fevereiro de 2014, pelas 18h30, no Centro Cultural Português de Luanda, onde ficará patente ao público até 24 de fevereiro.

Nesta mostra, Francisco Vidal aborda dois elementos essenciais da vida e também da pintura, através de duas formas de expressão artística: o desenho a tinta-da-china sobre papel e a pintura a óleo sobre catanas. Segundo o artista, “a reflexão sobre os materiais de trabalho assume particular importância no estudo que pretende atingir a essência das coisas e a história da evolução humana”.

Enquanto fontes de inspiração para “Água e Luz”, Francisco Vidal recorre a alguns marcos históricos na luta pela independência de Angola, como o início da luta armada, assinalado a 4 de fevereiro de 1961.

Segundo o artista, a pintura de flores de algodão sobre catanas simboliza aquilo que qualifica de “revolução industrial angolana”. A catana é um símbolo de revolta do 4 de fevereiro, mas também um instrumento de trabalho. O algodão é a matéria-prima, que vai alimentar transformação industrial, abrindo caminho ao processo de desenvolvimento de Angola.

Francisco Vidal dos Santos, filho de pai angolano e de mãe cabo-verdiana, nasceu em Lisboa em 1978, onde passou a infância e fez grande parte da sua formação académica. Licenciou-se em Artes Plásticas na Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha, fez um curso avançado em Artes Visuais na Escola de Artes Visuais de Maumaus, em Lisboa, e um Mestrado na Universidade de Columbia, em Nova Iorque.

Esta iniciativa é organizada pelo Centro Cultural Português de Luanda, do Camões IP, em parceria com o Banco Atlântico e com o E-studio Luanda.

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.