Exposição de fotografia “Aquedutos de Portugal”, de Pedro Inácio

A exposição “Aquedutos de Portugal”, um levantamento fotográfico de 21 aquedutos portugueses da autoria de Pedro Inácio, é inaugurada a 20 de março de 2013, pelas 18:00, no Palacete Seixas, sede do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, em Lisboa.

Esta mostra, de entrada livre, ficará patente ao público até ao próximo dia 19 de abril, podendo ser visitada de segunda a sexta-feira, no horário 10h-13h e 14h-18h.

O património fotografado por Pedro Inácio, de norte a sul do país, evidencia um importante legado relacionado com a história do abastecimento de água em Portugal, construído principalmente entre os séculos XVI e XIX.

“O autor leva-nos a fazer uma viagem pelo país através dos aquedutos, inserindo-os no património artístico, onde o estético se confunde com a beleza paisagística da implantação destes monumentos”, afirma o historiador e museólogo João Nabais a propósito da exposição.

Pedro Inácio é Coordenador do Museu da Água da EPAL e Vice-Presidente da APOM – Associação Portuguesa de Museologia. Tem três livros publicados com fotografias da sua autoria: “O Silêncio das Cegonhas”, “Aquedutos de Portugal, arte e património” e “Galerias Subterrâneas e Chafarizes de Lisboa“.

Iniciou a sua atividade fotográfica em 1985 e desde então tem exposto em diversos museus nacionais. Internacionalmente, com o apoio do Camões, I.P., realizou a exposição “Pedras: A Paz Perpétua” (2010), no Centro Cultural Korea Foundation, e em 2012, apresentou “Aquedutos de Portugal”, no Museu Nacional da História da Roménia, em Bucareste.

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.