Lisboa: Inauguração da exposição “Arquitetura Portuguesa. Discrição é a nova visibilidade”

A exposição “Arquitetura Portuguesa. Discrição é a nova visibilidade”, que irá circular pela rede externa do Camões, IP, será inaugurada no dia 2 de dezembro de 2013, às 18h, na sede do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, IP (Palacete Seixas, Avenida da Liberdade, 270).

Concebida e produzida no âmbito de um protocolo assinado entre o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, a Associação Estratégia Urbana (EU) e a Ordem dos Arquitetos (OA), esta mostra, patente no Palacete Seixas até 20 de dezembro de 2013, de onde seguirá para São Tomé e Príncipe, surge no quadro da iniciativa governamental que consagra o ano de 2013 à arquitetura nacional, tendo por objetivo o reforço da sua projeção no mundo.

Destinada prioritariamente à itinerância em parte da rede externa do Camões, IP, a exposição “Arquitetura Portuguesa. Discrição é a nova visibilidade” tem o apoio da Ordem dos Arquitetos. Esta intervirá na articulação com os arquitetos locais e com as respetivas associações profissionais, tendo em vista, sempre que possível, a realização de um programa paralelo de encontros e debates com arquitetos no espaço CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa).

A empresa EU, com sede em Matosinhos, tem como missão desenvolver e divulgar conteúdos técnico-científicos na área da Arquitetura que criem um valor acrescentado para a sociedade contemporânea, nomeadamente exposições, ciclos de conferências e workshops.

O protocolo que consagra os termos da conceção, produção, itinerância e divulgação desta mostra foi assinado a 22 de outubro de 2013 em Lisboa, no Palacete Seixas, pelos responsáveis de cada uma das entidades signatárias: a presidente do Camões, IP, Ana Paula Laborinho, o diretor da EU, Nuno Sampaio, e o presidente da OA, João Belo Rodeia.

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.