Gabriel Abrantes no Festival de Cinema de Locarno

O português Gabriel Abrantes, em dupla com Daniel Schmidt, participa com o apoio do Instituto Camões, na 63ª edição do Festival de Cinema de Locarno, a decorrer em Agosto na Suíça. A curta-metragem seleccionada chama-se "A history of mutual respect". O filme português está incluído na competição da secção de curtas de jovens talentos, na qual os concorrentes se candidatam a ganhar o prémio "Pardi di domani" ("Leopardo do amanhã").

Gabriel Abrantes e de Daniel Schmidt venceram o prémio de melhor curta-metragem portuguesa no festival Indielisboa 2010, em Abril, com esta curta, filme que foi exibido também, na semana passada, no 18.º festival de Curtas-metragens de Vila do Conde.

A produção portuguesa marca ainda presença na secção de curtas-metragens de autor, com o filme "Todos iguais a dormir", da autora de naturalidade suíça Jeanne Waltz.

Portugal marca também presença como júri, com o realizador Miguel Gomes que entregará o prémio "Pardi di domani" e com o jornalista Francisco Ferreira que integrará o júri que atribui o prémio para o melhor primeiro filme.

O Festival de Locarno, ocorre anualmente na cidade de Locarno, Suíça desde 1946 e o seu principal prémio atribuído é o Leopardo de Ouro que é atribuído à categoria de Melhor Filme. Outros prémios que se incluem no festival são o Leopardo de Honra para a carreira dos realizadores e o Prix the Public UBS para a escolha do público.

Este ano, a 63ª edição prestará homenagem aos realizadores Jia Zhang-ke e Alain Tanner com a atribuição do Leopardo de Honra e fará uma retrospectiva dedicada a Ernst Lubitsch, que decorrerá de 4 a 14 de Agosto na Suíça.

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.