Centro Virtual Camões 2.0

O Centro Virtual Camões (CVC), portal de recursos de apoio ao ensino, aprendizagem e investigação da Língua e da Cultura Portuguesa do Instituto Camões (IC), foi renovado durante o mês de Maio, surgindo com novos conteúdos, novas valências, nova estrutura e novas funcionalidades, algumas das quais pioneiras em Portugal, como a leitura automática de viva voz de textos inseridos com uma qualidade assinalável (v. Novas funcionalidades).

Número 126   ·   4 de Junho de 2008   ·   Suplemento do JL n.º 983, ano XXVIII

Os responsáveis pelo CVC privilegiaram nesta renovação a simplicidade e a clareza de apresentação, para o que optaram também por uma linha gráfica depurada, com poucas cores, em que estas só intervêm para sublinhar a estrutura do sítio. Os ícones, usados igualmente com parcimónia, reforçam a legibilidade das páginas.

 

● A nova estrutura do CVC

O sítio do Centro Virtual Camões apresenta uma nova organização dos conteúdos, partindo das necessidades de desenvolvimento de competências dos seus utilizadores, sejam eles crianças ou adultos, alunos ou professores, eruditos ou curiosos.

Aprender, Conhecer, Ensinar, Traduzir e E-learning são as grandes áreas temáticas que estruturam o CVC.

Todos os conteúdos do CVC são de acesso livre, com excepção daqueles que fazem parte dos Cursos a Distância, ministrados através da plataforma electrónica de aprendizagem do Instituto Camões. Estes cursos estão sujeitos a um processo de candidatura e o acesso aos seus conteúdos é feito mediante palavras-chave.

 

● O que é que encontramos na página de Entrada?

Em primeiro lugar, a página de Entrada, que é apresentada em http://instituto-camoes.pt/cvc/, possibilita, através de botões colocados no seu topo, aceder directamente aos principais conteúdos que se encontram no sítio institucional do IC, a saber, FAQ (Perguntas Frequentes), Notícias, Agenda e Contactos.

Igualmente no cabeçalho da Página de Entrada figuram os menus flutuantes (v. Formas de Acesso) das principais áreas temáticas (v. A nova estrutura do CVC), para um acesso rápido e directo aos conteúdos.

Na restante página, uma coluna no lado direito está reservada para acesso directo aos destaques e conteúdos mais recentes introduzidos no CVC. Ainda do lado direito uma pequena caixa faz rodar continuamente as últimas notícias publicadas no sítio do Instituto Camões.

O corpo principal da Página de Entrada apresenta cinco botões (v. A nova estrutura do CVC) que dão acesso hierarquizado (v. Formas de Acesso) aos conteúdos desta secção, cada um dos quais é acompanhado por uma sinopse explicativa do que o utilizador pode encontrar.

Aprender

 

 

 

● Aprender o quê?

Nesta área está agrupado um conjunto de recursos que, explica a sinopse, apoiam «a aprendizagem de Português nas suas várias competências». Alguns destes recursos, englobados na secção a brincar, assumem inclusive a forma de jogos, que prendem a atenção das crianças, e mesmo de adultos, permitindo a aprendizagem de uma forma lúdica.

As secções da área são a falar, a ouvir e a ler e, brevemente, a escrever. Em cada uma delas os recursos existentes estão classificados em três níveis de dificuldade, uma característica estruturante de todo o sítio do CVC (v. Reorganização de Conteúdos). Duas destas secções (a ler, a ouvir) têm já um nível próprio para os mais novos.

A partir dos menus pendentes (v. Formas de Acesso) também é possível aceder à secção Apontadores, que tem a característica de ser um recurso transversal a várias áreas do CVC. Esta secção pode ser consultada recorrendo à sua ordenação por ordem alfabética, ou pelas suas duas grandes temáticas - Língua Portuguesa e Cultura - cada uma das quais apresenta subtemas.

Conhecer

 

 

 

● Conhecer o quê?

Constitui uma das mais importantes valias do CVC. Reúne um vasto conjunto de instrumentos de trabalho sobre áreas temáticas da Cultura Portuguesa, a que se soma a Biblioteca Digital Camões (BDC, com mais de 300 títulos de obras, teses, artigos e comunicações sobre a Cultura Portuguesa).

As Bases Temáticas sobre a Cultura Portuguesa cobrem Ciência, Cinema, Figuras da Cultura, Filosofia, História da Língua Portuguesa, Literatura e Navegações.

Uma outra secção contempla as chamadas Exposições Virtuais, que apresenta a digitalização de mostras realizadas pelo Instituto Camões ao longo dos últimos anos.

A área Conhecer engloba ainda uma nova secção sobre a Investigação das Cátedras, que torna acessível ao grande público a produção científica sobre Língua e Cultura Portuguesa das cátedras apoiadas pelo Instituto Camões.

A BDC está organizada tematicamente, «sendo que as [obras] que se encontram esgotadas no mercado estão acessíveis ao público em geral e as que se encontram ainda à venda serão postas à disposição de responsáveis de Centros Culturais Portugueses, responsáveis de Centros de Língua Portuguesa, professores e investigadores estrangeiros de Língua e Cultura Portuguesa, leitores de Português das universidades estrangeiras».

Duas outras secções completam o leque: Efemérides da Cultura Portuguesa e um roteiro «para conhecer cidades e vilas de Portugal, com ligações para os pontos principais de interesse», denominado Percursos virtuais.

Ensinar 

 

 

● Ensinar com o quê?

Esta área «disponibiliza um conjunto de recursos para apoio ao ensino do Português nas suas diferentes vertentes, sendo dirigida principalmente a professores e formadores de Português Língua Estrangeira ou Língua Segunda», explica a respectiva sinopse.

É o caso das Fichas Práticas, dos Percursos Temáticos e das Caças ao Tesouro, que apresentam uma «selecção comentada de recursos disponíveis na Internet. Tem por objectivo facilitar a preparação de actividades no âmbito dos temas indicados».

Os recursos práticos destinados ao ensino não esgotam a área, que apresenta ainda o Programa de Cultura Portuguesa, de Pedro Calafate. Trata-se de um conjunto de «tópicos significativos da Cultura Portuguesa, não directamente relacionados com a sua dimensão literária e poética» e mais ligados ao «pensamento», apesar da assumida fluidez entre as duas dimensões, que permitem a construção de programas de ensino no domínio da Cultura Portuguesa.

Traduzir 

 

 

● Instrumentos de tradução

Glossários terminológicos e bases de tradumática, que estavam dispersos no anterior CVC, foram agora agrupados e sistematizados numa valência única de recursos de tradução do e para o Português.

Lá podemos encontrar o acesso ao Wordnet, do Grupo de Computação do Conhecimento Léxico-Gramatical do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa, ao Lexnet, que apresenta um Léxico Técnico do Português em que se «inclui um glossário que integra expressões linguísticas de domínios Banca, Comércio, Construção, Seguros e Turismo», ao Temanet, «wordnets do Português organizadas em domínios semânticos» e ao Consultório Terminológico. Existe ainda uma secção de Recursos de Tradumática.

E-learning 

 

 

● Ensino a distância (E-learning)

A secção de E-learning articula os cursos do programa de formação a distância do IC, a decorrer, já terminados ou previstos. A plataforma de ensino a distância é a única área de acesso reservado do CVC (v. A nova estrutura do CVC).

 

● As formas de acesso

Para quem chega à página de entrada do CVC existem duas formas básicas de aceder aos conteúdos que o portal encerra. Quem já esteja familiarizado com o sítio e saiba o que procura, poderá recorrer aos menus flutuantes que, de uma forma sucinta apresentam uma listagem das matérias e tópicos a que se pode ter acesso directo.

Aqueles que não sabem bem o que poderão encontrar terão vantagem em navegar através das páginas que visualizam, porque estas são sempre acompanhadas de uma sinopse dos materiais que vão encontrar. Essa sinopse está actualmente disponível em Inglês. No futuro, além do botão em Língua Inglesa, surgirão botões para Espanhol e Francês.

 

● As novas funcionalidades

Uma das principais inovações introduzidas no CVC é a leitura automática de textos, baseada no premiado projecto dinamarquês Robobraille, que converte automaticamente texto para voz. Esta é uma funcionalidade que serve uma dupla função, não só de assistir a utilização do sítio por parte de utilizadores com necessidades especiais, como também permitir a utilizadores estrangeiros o contacto com uma versão oral com bastante qualidade dos conteúdos. A funcionalidade será aplicada gradualmente a todo o conteúdo do CVC e também ao sítio na Internet do IC.

Outra funcionalidade nova é o «efeito lightbox», utilizado em pequenos exercícios da área Aprender. O efeito destaca o conteúdo numa janela iluminada no centro da página, ao mesmo tempo que escurece o resto da página, reduzindo assim o ‘ruído\' e permitindo ao utilizador concentrar-se na resolução dos exercícios e regressar depois ao índice sem ter de abrir novas páginas.

 

● Navegação para não falantes de Português

(V. As formas de acesso)

 

● Reorganização de conteúdos

Para além de uma nova arrumação e explicitação, uma das principais inovações introduzida na organização do novo CVC, que constitui um seu aspecto estruturante, é a hierarquização dos conteúdos, de acordo com o seu grau de dificuldade, de forma a facilitar a navegação.

Para tal foram introduzidos níveis básicos ou iniciais, intermédios e avançados, relativamente aos quais são dadas explicações sobre o que o utilizador vai encontrar em cada secção. Nalguns casos existe também um quarto nível, específico «Para os mais novos».

 

● Revisão de conteúdos

Os conteúdos já existentes no anterior portal, foram objecto de uma revisão científico-pedagógica com vista à sua actualização.

 

● Os novos conteúdos

Novos ConteúdosUma das novidades do CVC renovado foi a introdução de uma nova rubrica - Investigação e Cátedras - que torna acessíveis ao grande público as numerosas teses académicas produzidas tanto em universidades portuguesas como estrangeiras relativas aos temas que são objecto da actividade do IC, isto é, Língua e Cultura Portuguesa. Estes textos, juntamente com outros, estarão também disponíveis a partir da Biblioteca Digital Camões, integrada na grande área Conhecer.

Outra novidade é a disponibilização em formato multimédia da série de livros infantis "Era uma vez um rei...", publicados no Expresso, adaptados por encomenda do IC pela empresa produtora, a ZeroaOito. Este é um dos materiais específicos, construídos para uma faixa etária mais nova - crianças de 5-10 anos, declarou Rui Vaz, coordenador do núcleo de produção de materiais para o ensino a distância e responsável pelo CVC.

Novidade é também o novo jogo da forca, redesenhado para servir de instrumento de treino e aprendizagem lexical em três níveis de dificuldade, com categorias temáticas relacionadas com o Quadro Europeu Comum de Referência (QECR) para as línguas.

 

 

 CVC 2.0

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.