Mais do que desporto

Número 140   ·   1 de Julho de 2009   ·   Suplemento do JL n.º 1011, ano XXIX

 

2os Jogos da Lusofonia

António Guterres, Luís Figo, Rosa Mota, Jorge Coelho, Luís Mah, Carlos Queirós, José Carlos Vasconcelos e Fernando Nobre são algumas da cerca de meia centena de personalidades ligadas ao desporto, à política, à vida empresarial e à cultura que participam no Fórum que decorrerá a 17 e 18 de Julho em Lisboa no âmbito dos 2os Jogos da Lusofonia (JL)

Encarte«Encaramos os jogos como sendo muito mais do que desporto», declara João Ribeiro, o director executivo dos 2os JL, para explicar a iniciativa de realizar um fórum e promover um programa cultural no quadro de um evento eminentemente desportivo, que terá lugar na capital portuguesa de 11 a 19 de Julho próximo.

 

«O Fórum dos Jogos da Lusofonia será um momento de expressão, debate e comunicação em que os principais agentes são a língua portuguesa, a dimensão do género nas práticas e políticas desportivas, o desenvolvimento, a governação e o ambiente na lusofonia e o desporto, como placa giratória e, simultaneamente, de reencontro de todas estas temáticas», explicam os organizadores, que pretendem ainda que os jogos sejam, segundo o director executivo, «um ponto de referência da discussão lusófona».

 

João Ribeiro classifica os Jogos da Lusofonia, cuja 1.ª edição decorreu em Macau, em Outubro de 2006,como «o maior evento do mundo a pretexto da língua portuguesa», com os seus dois mil e quinhentos participantes, entre atletas (1.173), oficiais desportivos (298), médicos (50), jornalistas e voluntários, oriundos de 12 países e regiões, «que vão além da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa».

 

Com as suas mil medalhas «a sério», no dizer do director executivo, os jogos são também «a maior operação de medalhas desportivas em Portugal», sendo transmitidos durante 120 horas pelos vários canais da RTP, a televisão oficial do evento.

 

Os jogos são uma iniciativa da ACOLOP (Associação dos Comité Olímpicos de Língua Portuguesa), que tem como fundadores os comités olímpicos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau (China), Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e Guiné Equatorial, este país na qualidade de membro associado. Em Abril de 2006 passaram a integrar a ACOLOP, como membros associados, os comités olímpicos da Índia, a pretexto de Goa, e do Sri Lanka, que terão representações nestes 2os JL.

 

EncarteO programa cultural dos jogos está a cargo do Teatro da Malaposta, compreendendo música, exposições e teatro, mas «o grande momento», na expressão de João Ribeiro, é a cerimónia de abertura, que segue o protocolo olímpico, com o respectivo desfile das selecções participantes, embora tenha prevista uma «surpresa», pelo modo «inédito» como será acendida a chama olímpica.

 

O Ginásio Clube Português preparou especialmente vários quadros para a cerimónia, durante a qual o hino dos jogos Gentes da Lusofonia, composto por Luís Pedro Ferreira, com arranjo de António Chaínho, será interpretado em dueto Kátia Guerreiro e Olavo Bilac e pelo Coro de Santo Amaro de Oeiras.

 

O Fórum da Lusofonia, que terá o formato de debates em painel, decorrerá nas instalações da Universidade Lusófona em Lisboa.

 

O 1º painel terá como tema ‘Da Lusitaniedade à Lusofonia’, e será moderado pelo jornalista e director do Jornal de Letras, José Carlos Vasconcelos. Participam Fernando Cristóvão (Associação de Cultura Lusófona), Maria José Craveiro (Faculdade de Letras de Lisboa), Simonetta Luz Afonso (Instituto Camões) e Inocência Mata (Faculdade de Letras de Lisboa).

 

Encarte‘Dimensão do Género nas Práticas e Políticas Desportivas’ será o tópico do 2º painel moderado por Ana Lima, com a intervenção de Elza Pais (Comissão Cidadania e Igualdade de Género) e as desportistas Rosa Mota, Joana Lemos e Odete Fiúza.

 

O 3º Painel focará o tema ‘Lusofonia e Desenvolvimento’, com moderação de Luís Mah e debate entre Jorge Braga de Macedo (IICT), Jorge Coelho (Mota Engil), Fernando Gomes (GALP Energia) e Manuel Chantre (BCN).

 

‘Governação e Ambiente’ e ‘Informação em português para os jovens lusofalantes’ são os temas do 4º e 5º painéis. O 6º painel porá em debate sobre ‘Desporto e Paz’ António Guterres (ex-primeiro-ministro e Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados), Luis Figo, Fernando Nobre (AMI) e Madalena Marçal Grilo (Comité Português para a UNICEF).

 

Desporto e Lusofonia, com a participação de diversos responsáveis olímpicos, e um debate entre treinadores, com a participação de Carlos Queirós constituem os 7º e 8º painéis do Fórum que terá uma sessão de encerramento com Vicente Moura (Presidente do Comité Olímpico Português), António Costa (Presidente da CML), Eddie Lamm (Presidente do Comité Olímpico de Macau), Arthur Nuzman (Presidente do Comité Olímpico Brasileiro) e João Ribeiro, com moderação de Bernardino Barros (Porto Canal).

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.