Referencial Camões PLE

 

O Referencial Camões PLE é um documento de caráter didático, criado pelo Camões, I.P. com o objetivo de facultar aos profissionais da rede Camões e a outros intervenientes ligados ao ensino, aprendizagem e avaliação de Português como Língua Estrangeira (PLE) um referencial de conteúdos que os apoiem na conceção e organização de cursos de PLE.

Elaborado por uma equipa coordenada pelo Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., de acordo com as orientações do Conselho da Europa para o ensino, aprendizagem e avaliação das línguas estrangeiras, estabelecidos pelo Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas – Aprendizagem, Ensino, Avaliação (QECR), apresenta, para a língua portuguesa:

(i) descritores dos seis níveis comuns de referência (do A1 ao C2) e

(ii) inventários de conteúdos, organizados em três componentes do uso comunicativo da língua: componente pragmática, componente nocional e componente linguística.

Os inventários apresentados no Referencial Camões PLE propõem o tratamento sequencial de conteúdos ao longo dos seis níveis de referência do QECR, com diferentes realizações linguísticas, de modo a respeitar os critérios de progressão necessários ao desenvolvimento da competência comunicativa. Pretende-se, desta forma, evidenciar aquilo que se espera que o sujeito em aprendizagem consiga fazer nos diferentes níveis de proficiência, no que diz respeito ao uso da língua para a realização de diferentes atividades linguísticas, em contextos e situações de comunicação diversificados.

O Referencial Camões PLE é constituído por um ebook, que pode ser descarregado gratuitamente na Biblioteca Digital Camões, e pelos inventários de funções, noções e gramática, disponibilizados de forma interativa nesta página, para facilidade de utilização, em pares de níveis de proficiência.



NÍVEL A2

com interlocutor desconhecido
olhe, se faz favor
Olhe, se faz favor, onde fica a saída?

olhe(a), desculpe(a)
Olhe(a), desculpe(a), sabe(s) onde há um multibanco?

forma de tratamento
O(A) senhor(a) diz-me onde fica a estação de metro, por favor?

(forma de tratamento +) imperf. de cortesia
▪ (O senhor / A senhora) Podia dizer-me onde fica o Jardim da Estrela?

ao telefone
▪ Está lá?
▪ Estou, sim?
(forma de tratamento +) nome [conhecido]
(D.) Rosa, como está?
Está(s) bom, Dinis?
Carla, estás boa?

na escrita
[- formal]
Olá, João!
▪ Querida mãe, tudo bem contigo/consigo?
com resposta a questão anterior + interrog. retribuição
[Como está(s)? / Tudo bem?]
▪ Tudo bem. E tu / você /o senhor?
[Estás bom, Carlos?]
▪ Estou bom/bem, sim. E tu, como estás?
▪ Mais ou menos… E vocês?
então
▪ Então, adeus/tchau (Vera)!
▪ Então, boa tarde/noite (D. Fátima)!


aludindo a um próximo encontro
▪ Até ao próximo dia/mês/ano/encontro!

estrutura coordenada
(Então) Adeus e até amanhã!

na escrita
[- formal]
▪ Um (grande) abraço!
▪ (Muitos) Beijos/Beijinhos.
com ou sem (forma de tratamento +) nome
▪ Está(s) bom/triste/chateado, Américo?
▪ Como se sente, (Dra.) Filipa?

em caso de indisposição/ doença/acidente
▪ Está(s) melhor?
▪ Está(s) a sentir-se bem/mal?


perguntando por terceiros
▪ (E) Os teus/seus filhos, como estão?
▪ A Penélope, (já) está boa?
[- formal]
beijo(s), beijinho(s) ou abraço(s) + a/para
▪ Beijinhos a/para todos.
▪ (Um) Abraço a/para todos.

imperativo [dar/enviar/mandar]
▪ Dá/Dê um beijo/abraço ao João.
▪ Mandem um beijinho à vossa irmã.


[+ formal]
cumprimentos + a/para
▪ Cumprimentos ao Duarte / ao Sr. Vaz / para a tua mulher.
[Um beijo/abraço ao Jorge.]
▪ Está bem, obrigado(a).
▪ (Eu) Dou / vou dar, obrigado(a).
perdão
▪ Perdão.

pedir desculpa/perdão
▪ Peço(-te) (muita) desculpa.
▪ Pedimos perdão.
[Desculpe(a).]
▪ Não há problema.

Não foi nada.
▪ Não tem importância/mal.
▪ Não te preocupes.
▪ Que bom que está(s) aqui/cá!
▪ Vieste! Estou muito contente!
ação ou acontecimento
▪ Bom trabalho!

▪ Boa!/Ótimo!
▪ Os meus parabéns!

aniversário ou outro momento especial
parabéns + por + GN
▪ (Muitos) Parabéns pela nota/pelo (seu) novo trabalho!
▪ Saúde!
▪ (Um brinde) Ao Júlio / novo presidente!

brindar + a
▪ Brindo aos meus colegas!
▪ Vamos brindar ao Pedro/a este negócio!
bom/boa/bons/boas + GN (+ prep.)
▪ Bom apetite!
▪ Boa sorte para a apresentação/ na entrevista!

em caso de indisposição/ doença/ acidente
▪ As melhoras!

imperativo
▪ Diverte-te!/ Descansa!/ Aproveita!
▪ Passe um bom/ótimo dia!
▪ Façam boa viagem!
▪ Lamento (muito).
▪ Os meus sentimentos.
obrigado(a) por + GN
▪ Obrigado(a) por tudo (Marisa)!
▪ Muito obrigado(a) pela ajuda.

[-formal]
▪ Obrigadinha(o)!

retribuindo felicitações/votos
obrigado(a) + igualmente
▪ (Muito) Obrigado(a), igualmente.
nada
[Obrigado(a)!]
▪ Não foi nada (de especial)!


agradecer
[Muito obrigada!]
▪ Não tens/precisas de (me) agradecer!
com identificação profissional / marca de hierarquia
▪ Sou o (Dr.) Nuno Ribeiro e sou o diretor da empresa.

com parentesco

▪ Chamo-me João e sou (o) filho do (Sr.) Alberto Silva.

com interrog. introdutória
▪ Apresento-me? Álvaro, muito prazer.
▪ Posso apresentar-me?/Posso conhecer-vos? Prazer, (Sou o) Francisco (Mendes).

cumprimentando
▪ João (Sebastião); como está?
▪ Sou o Ricardo (Pires); muito prazer.
▪ (Muito) Prazer, chamo-me Roberto (Silvestre).
apresentar + nome (+ apelido)
▪ Apresento-vos o Ricardo (Ribeiro).

com identificação profissional / marca de hierarquia

▪ Apresento-lhe o Engenheiro António Lopes/o Sr. Diretor, Dr. Mário Pereira.

com relação/parentesco
▪ Apresento-te o meu irmão/amigo António.
interrog.
▪ Apresentas-me ao teu amigo?

imperativo
▪ Apresenta-me ao teu amigo!
interrog.
▪ Apresentas-me o teu amigo?

imperativo
▪ Apresenta-me o teu amigo!
já/ainda não
▪ Já conheces o Gonçalo?
▪ Ainda não se conhecem? / Ainda não te apresentaram o Fonseca?

(não) querer
▪ (Não) Queres conhecer o meu irmão?
[Este é o Mário, o meu irmão.]
▪ Muito gosto!
▪ Encantado!
imperfeito de cortesia
▪ Podia(s) falar um pouco mais devagar, por favor?
▪ Por favor, podia(s) repetir/dizer outra vez?

imperativo
▪ Fale(m) um bocadinho mais alto, por favor!
▪ Por favor, diga outra vez mas mais devagar!
▪ Dá(s) licença?
▪ Dá(s)-me licença?

imperativo
▪ Deixe-me passar, por favor.
dando licença/permissão
[Podemos entrar?]
▪ Claro que sim!
▪ Com certeza (que podem)!

imperativo
▪ Entrem!
▪ Façam favor!

negando ou adiando licença/permissão
[Dá licença?]
Um momento, por favor.

com imperativo
▪ Espere/Aguarde um pouco/bocadinho (por favor).
identificar/definir

alguém
com/para/de/a/por quem
Com quem (é que) vives?
▪ Para quem é isso?
▪ De quem é esta camisola?

A quem ofereceste o livro?
▪ Por quem é que o André está apaixonado?

alguma coisa
que/qual
Que bolo (é que) queres?
▪ Qual é a tua bebida preferida?


atividades, acontecimentos
o que + fazer/acontecer
O que (é que) fazes?
▪ O que (é que) estás a fazer?

O que (é que) aconteceu?
situar no espaço

localização
sítio/bairro/região
Há algum restaurante neste sítio/bairro?

cá/lá
▪ Vives cá (em Portugal)?

ao fundo/ fim de
O café é ali ao fundo do jardim?

onde + haver
Onde é que há uma farmácia?

sabe(s) onde...
Sabes onde é a estação?

localização relativa
deste/desse/daquele/do outro lado
▪ A estação é deste lado da rua?

antes/ depois de
A farmácia fica depois do jardim, não é?

em frente de
▪ A tua casa é em frente do supermercado?

do lado direito/ esquerdo
▪ O teu andar é do lado direito?

origem
daqui/ daí/ dali
▪ És daqui?

deslocação/direção

para dentro/ fora
▪ Vamos para dentro?

através de/ por
▪ Vamos por esta rua?


distância

qual é a distância entre...?
Qual é a distância entre Lisboa e Porto?

propondo alternativas
ou
Onde está o livro? Aqui ou na biblioteca?
▪A farmácia é perto ou longe?
situar no tempo

ontem
Foste a Lisboa ontem?

antes/depois
Vais ao cinema depois de jantar?

logo à tarde/ noite
Vais à praia logo à tarde?

mais logo/ tarde
▪ Vais a casa da Rita mais logo?

na semana passada/ no mês/ano passado
Foste de férias no mês passado?

na semana que vem/ no mês/ano que vem
Vais para o estrangeiro no ano que vem?

desde/até quando
▪ Desde quando estás em Portugal?
▪ Até quando ficas aqui?


demorar
▪ Demoras muito tempo (a chegar)?

horas

a que
A que horas é a consulta?

ter horas
▪ Tem horas?


dias da semana/meses/anos
em que
Em que mês nasceste?

propondo alternativas
ou
▪ Quando vens? Sábado ou domingo?
quantas/muitas vezes
▪ Quantas vezes por semana vais ao ginásio?
▪ Vais muitas vezes à praia?


muito(s), muita(s)/ pouco(s), pouca(s)
▪ Tens muitos livros?

alguma vez/ X vezes
Alguma vez estiveste em Portugal?

qual é a idade/ que idade + ter
▪ Qual é a idade do Roberto?
▪ Que idade tens?

qual é o preço
Qual é o preço deste livro?
como
Como é que vais para o trabalho?
▪ Como é que correu o teste?
causa
porquê
Ficaste em casa porquê?

por que razão/ motivo
▪ Por que razão faltaste à aula?

provocar/ causar
▪ O que é que provocou o acidente?
conhecer + quant. + GN/inf.
Conheces bem Lisboa?

saber + quant. + GN/inf.
Sabes bem inglês?
▪ Não sabes cozinhar bem?
identificar/definir

alguém

(V +) com/para + GN
[Com quem é que vives?]
▪ (Vivo) com os meus pais.
[Para quem é isso?]
▪ (É) para a minha irmã.
[De quem é esta camisola?]
▪ (É) do Luís.


alguma coisa
(V +) demonstrativo (+ adv.)
[Que bolo é que queres?]
▪ (Quero) este./(Quero) aquele (ali).


(é +) GN
[Qual é a tua bebida preferida?]
▪ (É) água.
situar no espaço

localização
cá/ lá
[Onde é que o Pedro vive?]
▪ Vive cá.

localização relativa
junto a/ separado de/ cerca de
▪ O restaurante fica junto ao cinema.

no princípio/ no fim de/ ao fundo de/ no meio de
▪ Há uma loja de brinquedos ao fundo desta rua.

deste/ do outro lado
▪ A estação está do outro lado da rua.

antes/ depois de
[Onde é que fica a tua casa?]
▪ Ali, antes do jardim.


na parte de trás/ da frente
▪ A garagem é na parte de trás do prédio.

frente a
[Onde é que fica a casa do António?]
▪ Frente à escola.

deslocação/direção

em direção a
▪ Segue pela estrada principal, em direção a Mafra.

para dentro/ fora
▪ O Rui foi para dentro de casa.
▪ A Carla foi para fora do país.

distância
ficar a X quilómetros
▪ A escola fica a 2 Km.

entre... e... são... m/km
Entre Lisboa e Porto são 300 quilómetros.

próximo/ distante de
▪ O supermercado é próximo da estação.
adv.
[Quando é que começaste o trabalho?]
▪ Ontem.


desde/até + GN
[Desde quando estás em Portugal?]
▪ Desde a semana passada.
[Até quando ficas aqui?]
▪ Até ao próximo sábado.

desde que + ind.
[Desde quando vives aqui?]
▪ Desde que cheguei a Portugal.

antes/depois de + inf.
[Quando é que tomas o pequeno almoço?]
▪ Antes de sair de casa./Depois de tomar banho.

demonstrativo + exp. adv. tempo
▪ Esta quarta-feira vou ao médico.

exp. adv. tempo + passado(a)
▪ Partimos no domingo passado.

enquanto/durante
[Quando é que fizeste o bolo?]
▪ (Fiz o bolo) enquanto fazia o jantar.
[Quando é que costumas ir ao ginásio?]
▪ Durante a hora de almoço.

há + exp. adv. tempo
▪ Cheguei há cinco minutos.

exp. adv. tempo + que vem
▪ Vou de férias a semana que vem.

começar a / acabar de + inf.
Comecei a trabalhar às nove.
▪ Acabei de sair de casa.

estar a + inf.
▪ Estou a fazer um bolo.

ter tempo
▪ Não tenho tempo para ir às compras hoje.

um momento/minuto
Espera um momento.
contar/somar
▪ A minha equipa somou mais três pontos.

subir/baixar
▪ O preço destes ténis baixou.


adv. negação/afirmação + quantif. numerais cardinais
[Alguma vez estiveste em Portugal?]
▪ Não./Sim, duas vezes.

adv. quantidade / quantif. / pron. indef.
[Quantos bolos é que sobraram?]
▪ Muitos./Poucos./Alguns./Nenhum.

quantif. numerais fracionários
meio/ metade/ um quarto
[Comeram o bolo de anivesário todo?]
▪ Não. Sobrou metade.
[Quantos frangos assados compraste?]
▪ Comprei um frango e meio.

tudo/ nada
[Sobrou algum dinheiro?]
▪ Não. Gastámos tudo.

o total
▪ O total da conta é 23€.

expressões quantitativas
bocado/colher/caixa/pacote/lata/fatia/par/litro/ dúzia/metro de...
▪ Juntei uma colher de farinha.
▪ Deitei um bocado de água nas plantas.

grupo/equipa
▪ Está um grupo de pessoas na sala.
adv. valor modo / prep.
[Como fizeste a prova?]
▪ Muito devagar.
[Como é que correu o teste?]
▪ Mal./Lindamente.
[Como é que vais para o trabalho?]
▪ De autocarro.
causa
como
▪ Como está a chover não vamos à praia.

consequência
por isso
▪ Está a chover por isso não vamos sair.
logo
▪ Não tenho bilhete logo não vou ao concerto.

finalidade

para + inf.
▪ Saí cedo para ir ao médico.
▪ Estudo português para trabalhar em Portugal.
adv. afirm./neg. + V
[Falas inglês]?
▪ Sim, falo um pouco.
[A Elsa toca guitarra?]
▪ Não, não toca.

mais ou menos
[Sabes tocar guitarra?]
▪ Mais ou menos.


saber + quantif./adv.
Sei um pouco de inglês.
▪ Sei cozinhar muito bem.
[Vais à universidade?]
▪ Se calhar (vou).
▪ Talvez.
interrog. confirmação com "não é"
▪ Aquele é o Paulo, não é?

interrog. confirmação com repetição do V
▪ Viste o filme, não viste?

questionar a verdade da informação
não achas/pensas que
▪ Não achas que ele agiu mal?

interog. confirmação com "não achas"
▪ A Luísa anda mais animada, não achas?
claro
[Viste o filme, não viste?]
▪ Claro./Sim, claro.
V do enunc. + adv. neg.
[A Catarina tem 18 anos.]
▪ Não tem, não. Tem 19.


V do enunc. + adv. afirm.
[A Catarina não gosta de gelados.]
▪ Gosta, sim.
imperativo (atenuado)
Fala mais alto.
Fala mais alto, se faz favor.
fazer um favor
Fazes-me/Fazias-me um favor?
ajudar com + GN
▪ Ajudas-me com o jantar?

ajudar a + GV
▪ Ajudas-me a mudar este sofá para ali?
imperativo (atenuado)
Dê-me um copo de água, por favor.
▪ Passa-me o sal.


poder dar/passar/trazer/ emprestar + GN
Pode trazer-me outra cerveja?
▪ Podes emprestar-me a tua caneta?

ser (imperf. cortesia) + GN
▪ Era um café, por favor.

querer (imperf. cortesia) + GN
▪ Queria uma garrafa de água, se faz favor.

querer (imperf. cortesia) + inf.
▪ Queria ver o casaco que está na montra.
imperativo
Fiquem sentados!
▪ Apague a luz.

ter de + inf.
▪ Tens de chegar mais cedo.

dever
▪ Deves/devias terminar esse trabalho ainda hoje.
acedendo a realizar o pedido
▪ Sim, claro.
▪ Com certeza.
▪ É para já.

hesitando quanto à realização do pedido
▪ Não sei…

recusando-se a cumprir o pedido (justificando)
▪ Desculpa, não posso.
▪ Não posso, tenho uma reunião.
...
...
...
...
...
...
...
apetecer + GN/inf.
▪ Apetece-vos um gelado?
▪ Apetece-te ir ao cinema hoje
precisar de ajuda
▪ Precisas de ajuda?

poder ajudar
▪ Posso ajudar-te?
aceitando a oferta/convite
Sim, claro.
▪ Está bem.
▪ Pode ser.
▪ Com certeza.


recusando a oferta/convite (justificando)
Não é preciso, obrigado.
▪ Desculpa, não posso
▪ Não posso, tenho uma reunião.
então
▪ Então, vens à festa?
imperativo (+ atenuador)
Compra este vestido. Fica-te bem.
Pede o prato de carne, é muito bom.

apetecer + GN/inf.
▪ Apetece-te ir ao cinema hoje?

poder + inf.
▪ Podíamos ir ao cinema.

dever + inf.
▪ Devias acabar o trabalho.
aceitando
▪ Sim, claro.
▪ Está bem.
▪ Pode ser.

hesitando
▪ Não sei…
▪ Talvez…

cedendo
▪ Pronto, está bem.
▪ Está bem, eu vou.

recusando, com justificação
▪ Desculpa, não posso.
▪ Não posso, tenho uma reunião.
imperativo + atenuador
▪ Bebe água, está muito calor.

dever + inf.
▪ Devias sair mais vezes.

poder + inf.
▪ Podias inscrever-te no curso.
achar que + dever/poder
▪ Achas que devia ir ao médico?

dar um conselho
▪ Podes dar-me um conselho?

pedir um conselho
▪ Posso pedir-te um conselho?
(ter) cuidado (com) + GN
Tem cuidado!
▪ (Tem) cuidado com as escadas.


imperativo (neg.)
Não te cortes.
...
agradecendo o conselho
(Muito) obrigado pelo conselho.

respondendo a advertência
Está bem.
prometer
▪ Prometo.

jurar
▪ Juro.
prometer
▪ Prometes?

jurar
▪ Jura?
para mim + or. declarativa (afirm./neg.)
Para mim, ouvir música é/não é importante.

pensar que + or. declarativa (afirm./neg.)
▪ Penso que o português não é fácil.
or. declarativa + e para ti?
Para mim, o português é fácil. E para ti?

or. declarativa + o que é que + pensar/achar
▪ Acho que este casaco é muito caro. O que é que achas?

o que + achar de + GN
O que é que achas destas calças?
ser/estar + bastante/um pouco + adj.
A sala está um pouco escura.
▪ O teste foi bastante difícil.

ficar/estar bem/mal feito (afirm./neg.)
▪ O trabalho está bem feito.
▪ Isto ficou mal feito.

que + adj.
Que bom!
▪ Que caro!
▪ Que bonito/feio!

que + adj. + GN
▪ Que bonita esta casa!


correr bem/mal
O teste correu bem.

fantástico/espetacular/ fenomenal/fabuloso/ extraordinário/impressionante
▪ Extraordinário!!
▪ Fantástico!!

cinco estrelas
[- formal]
▪ Cinco estrelas!
que bom/mau + GN
▪ Que bom este pão!
▪ Que má esta sopa!

(não) estar certo/ estar errado
▪ Isso não está certo!

(não) ser correto/ ser incorreto
▪ Isso é incorreto!
V (+ adv.) + bem + GN
▪ Cantas bem o fado!
▪ Escreves muito bem poesia.


Que bem/mal!
▪ Que bom!

que + adj. + GN
▪ Que gira a tua casa!
or. declarativa
Deixaste a porta aberta.

or. interrog.
▪ O que é que fizeste?
▪ Porque é que fizeste isso?

fazer mal + GN
▪ Fizeste mal o trabalho.
Deixa lá.
▪ Está tudo bem.
▪ Esquece!
▪ Esquece lá isso!
▪ Não há problema.

estar desculpado/perdoado
▪ Estás desculpado.
▪ Está perdoado.
interrog. confirmação com repetição do V
▪ O relatório está bem, não está?

or. declarativa + o que é que + pensar/achar
▪ Acho que esta saia é gira. O que é que (tu) achas?
(sim +) é verdade
[Acho que o concerto é muito caro.]
▪ (Sim,) É verdade.


sim, eu também acho/penso que + repetição de opinião/valoração
[Acho que Lisboa é uma cidade colorida.]
▪ Sim, eu também acho que (Lisboa) é uma cidade colorida.


ter razão
[Acho que o português é fácil].
▪ Tens razão.

claro
[Acho que ler jornais é importante.]
▪ (Sim,) Claro.

concordar
[Acho que é importante ler.]
▪ Concordo (contigo).
não é verdade/nada
[ Londres é uma cidade muito cinzenta.]
▪ Não é verdade.
▪ Não é nada.

estar enganado
[Acho que a Fernanda não gosta de mim.]
▪ Estás enganado.

não concordar com + pron.
[Acho que ler jornais é importante.]
▪ Não concordo (contigo).

não achar / achar que não
[Acho que o português é fácil.]
▪ Eu não acho.

pensar que não
[Quanto a mim, o Francisco anda aborrecido comigo.]
▪ Penso que não.

achar (que sim) (com entoação enfática)
▪ Achas (que sim)?
(não) concordar com + GN
Concordas com a Mariana?
▪ Não concordam com o horário?

or. declarativa + o que é que achar
Acho que os bilhetes são caros. O que é que achas?
interrog. confirmação com "não é"
▪ Este casaco é bonito, não é?

interrog. confirmação com "não achas"
O Vicente é muito simpático, não achas?

interrog. confirmação com "não é verdade"
Estas calças são muito caras, não é verdade?

não + achar que
Não achas que as aulas de português são fáceis?

não + achar que + GN + ser bom/mau
▪ Não achas que o filme é mau?
(não) concordar com + GN
Concordo com a Anabela.
▪ Não concordo com ele.
saber de + GN
▪ Já soube da notícia.

saber + bastante/um pouco de
▪ Sei um pouco de espanhol.

perceber (+ bem) + GN
▪ Percebo bem inglês.
não saber de + GN
▪ Não soube da notícia.

não perceber + GN
▪ O Manuel não percebe português.

perceber (+ mal) + GN
▪ Percebo mal francês.
saber de
▪ Soubeste da notícia?

perceber (bem/mal)
▪ Percebes bem alemão?
▪ Percebes mal português?
recordar-se de + GN
Recordo-me da minha avó todos os dias.

não se esquecer de + GN
Não me esqueci de ti.
não se recordar de + GN
▪ Não me recordo dessa notícia.


esquecer-se de + GN
Esqueci-me do teu aniversário.
or. declarativa + lembras-te / não te lembras
▪ Conheci-te ontem, não te lembras?

recordar-se / não se recordar de
Recordas-te da minha mãe?

esquecer-se / não se esquecer de
▪ Esqueceste-te do meu aniversário?
imperativo + de + inf.
Lembra-te de fechar a porta.
▪ Não te esqueças de me telefonar.
certeza
futuro ind.
A reunião será amanhã.

saber que
Sei que ele não vai faltar.

certeza, em resposta a pedido de confirmação de certeza
de certeza
[De certeza que o Pedro chega hoje?]
▪ Sim, de certeza.

ter a certeza
[O Pedro chega mesmo hoje? ]
▪ Sim, tenho a certeza.

dúvida/reserva
pensar que
▪Penso que o Vasco hoje não vem.

incerteza, em resposta a pedido de confirmação de certeza
não ter a certeza
[O Pedro chega hoje?]
▪ Não tenho (a) certeza.
possível
ser possível
[Aquela é a irmã do Gabriel?]
▪ É possível.


talvez
Sim, talvez.

se calhar
▪ Se calhar, temos aulas.

poder + inf.
▪ Hoje pode chover.

impossível
não poder + inf.
▪ Amanhã não posso vir.
provável
ser provável/possível
[Aquela é a irmã do Jaime?]
▪ É possível.
▪ É provável.


talvez
Sim, talvez.

(não) dever + inf.
▪ A Júlia deve estar em casa.

poder + inf.
▪ Amanhã pode chover.
ter a certeza
Tens a certeza?

poder
▪ Podes vir amanhã?
alta probabilidade
se + pres. ind. + pres. ind.
▪ Se está mau tempo, ficamos em casa.
...
ser capaz de
▪ Sou capaz de fazer o pino.

ser bom a /em/ com/ para
▪ Sou bom com números.
▪ Sou bom na cozinha/ Sou boa a cozinhar.
▪ A Carla é boa para (fazer) esse trabalho.

poder
▪ A Ana pode ajudar-te.
não ser capaz de + inf.
▪ Não sou capaz de andar de bicicleta.

não ser bom/ ser mau a/em/com/para
▪ Não sou bom a Matemática.

não poder + inf.
▪ Não posso ajudar.
(não) ser capaz de
▪ És capaz de andar de patins?

(não) poder
▪ Podes ajudar?
precisar de + GN/inf.
Preciso de sair mais cedo.

necessitar de + GN/inf.
▪ Necessito de ajuda.

é preciso + GN
▪ É preciso chapéu.

(não) dever + inf.
Devemos lavar as mãos antes de comer.
▪ Não deves fumar tanto.


não poder + inf.
Não podes falar alto aqui.
não precisar de + GN/inf.
Hoje não precisas de me ir buscar.

não necessitar de + GN/inf.
Não necessito da tua ajuda, obrigado.

não é preciso + GN
▪ Não é preciso casaco.
precisar de/necessitar de + GN/inf.
Precisas da minha ajuda?

é preciso + GN
▪ É preciso chapéu?
(não) deixar + inf.
Deixo-te levar o carro.
▪ Não te deixo ir.


(não) poder + inf.
▪ (Não) Podes tirar fotografias aqui.

é proibido + inf.
▪ É proibido fumar.

imperativo neg.
Não abras a janela.

não dever + inf.
Não deves deixar a porta aberta.
(não) deixar + inf.
▪ Não me deixas conduzir o teu carro?

é proibido + inf.
▪ É proibido comer aqui?
dando permissão
▪ Com certeza.
▪ Faz favor.


negando permissão
▪ É melhor não.
▪ Desculpa, mas está muito frio.
não fazer mal
▪ Não faz mal.
(não) desejar + GN/inf.
▪ (Não) Desejo (ter) um trabalho assim!

(não) apetecer + GN/inf.
▪ Apetece-me um chocolate!
▪ Não me apeteceu ir ao jantar.


sonhar com
▪ Sonho com uma viagem à Índia!

sonho/desejo + ser
▪ O meu desejo é conhecer o mundo!

ter o sonho/desejo de
▪ Tenho o sonho de aprender várias línguas.


ter esperança de + inf.
▪ Tenho esperança de receber o prémio!
desejar
▪ Deseja (tomar) um café?
▪ Que presente desejas (receber)?


apetecer
▪ Apetece-te (comer) carne ou peixe?
▪ Apetece-vos ir a pé?
▪ O que te apetece jantar?
▪ Que programa te apetece ver?


sonho/desejo
▪ Qual é o seu (grande) sonho/desejo?

sonhar com
▪ Sonhas com o primeiro lugar/uma carreira de sucesso?
pron. poss. + intenção/ideia/ plano/projeto + ser
▪ A minha intenção/O meu plano é ficar em Lisboa.

(não) ter intenção de + inf.
▪ (Não) Tenho intenção de continuar neste país.

(não) ter planos
▪ (Ainda) Não tenho planos para as férias de Natal.
pensar (em) + inf.
▪ Estás a pensar estudar em Portugal?
▪ Quando pensas visitar-me?
odiar + GN/inf.
▪ Odeio revistas cor-de-rosa.
▪ Odiávamos comer na cantina.


amar
▪ Amo Lisboa!

ter/dar/sentir prazer
▪ Passear junto ao rio dá-me muito prazer.

GN + ser (+ adv.) + adj.
▪ Este livro é genial!
▪ Lisboa é muito agradável.
▪ Este restaurante é muito desagradável.

ser fã de / fanático por + GN
▪ Sou fã de jazz.
o que + odiar
▪ O que (é que) odeias que te digam?

ser fã de
▪ És fã de algum cantor?

o que + achar de + inf.
▪ O que achas de ler nos tempos livres?

gostos
▪ Quais são os teus gostos?
gostar mais de… do que (de)
▪ Gosto mais deste casaco do que daquele.
▪ Gostei mais de fazer praia na Costa Alentejana do que no Algarve.


ter mais interesse em... (do que / e menos em)
▪ Temos mais interesse neste concerto do que no outro.

ter preferência por
▪ Tenho preferência por comidas mais condimentadas.

por/para mim
▪ Por mim, vamos a este restaurante.
▪ Para mim, este vinho é melhor.
gostar mais de + GN/inf. + ou (de) + GN/inf.
▪ Gostas mais de vinho ou de cerveja?
▪ Gosta mais de trabalhar em Lisboa ou no Porto?


preferir + GN/inf. + ou + GN/inf.
▪ Preferes este livro ou aquele?
▪ Preferem ficar em casa ou sair?


o que + preferir + inf.
▪ O que preferes fazer (hoje à noite)?

por/para pron. pes.
▪ Por ti, onde vamos amanhã?
▪ Para si, qual é o melhor restaurante?


qual + ser
▪ Quais são as tuas preferências musicais?

ter preferência por/de
▪ Tem preferência de lugar?
que bom/bem
Que bom!

que alegria/felicidade
Que alegria!
que divertido
Que divertido!
já está/passou
Já está.

que bom
▪ Que bom!

interj.
▪ Ufa!
esperar que sim/não
Espero que sim.

acreditar em + GN
Acredito nas tuas capacidades.

confiar em + GN
Confiamos na nossa equipa.
que + N/adj.
Que grande!
▪ Que bonito!
...
perceber
▪ Percebo!
▪ Estou a perceber!

que pena
▪ Que pena!
interessante/desinteressante
▪ Este filme é muito interessante.
▪ A peça é desinteressante!


(não) estar interessado (em)
▪ Estou interessada nesse livro.

que interessante
▪ Que interessante!

a sério
▪ A sério?

contar
▪ Conta! Conta!
não ser importante
▪ (Isso) Não é importante.

não importar/interessar
▪ O que ele disse não (me) importa (para nada).

e então/depois
▪ E então?
▪ E depois?
estar/ficar/sentir-se (+ adv.) aborrecido com + GN
▪ Fiquei bastante aborrecido com a Inês.

que + N
Que tristeza!
Que pena!

é pena
[O Afonso não vem hoje]
▪ É pena!
estar (+ quantif.) aborrecido/chateado com + GN
Estou aborrecido com o José.

Que aborrecido!
▪ Que chatice!
estar (+ adv.) assustado
▪ Estou muito assustado!

estar/ficar preocupado com (+ GN)
▪ Estou preocupado com o teste.
▪ Fiquei preocupada contigo.

▪ Que medo!
▪ Que susto!

ajudar
▪ Ajudem-me!
(já) não acreditar em + GN
Já não acredito na Luísa.
▪ Não acredito em fantasmas.


não confiar em + GN
Não confio no Manuel.

falar a sério
▪ Estás a falar a sério?

poder ser
▪ Não pode ser!

que pena
▪ Que pena!

a sério
▪ A sério?
estar/ficar (+ adv.) zangado/chateado com (+ GN)
Estou/Fiquei zangado com a Maria.

▪ Não me chateies!

▪ Que chatice!

como
▪ Como?!
estar/ficar (+ adv.) nervoso com + GN
Fiquei nervosa com esta notícia.
que + N/adj.
▪ Que surpresa!
▪ Que estranho!

exclam. (neg.)
▪ Não pode ser!

interrog.
▪ A sério?

interrog. com repetição da inf. anterior
[A Paula faltou à aula.]
▪ Faltou?
exclamativas de resignação
▪ Paciência!
▪ Deixa lá!
ter vergonha (de + inf.)
▪ Tenho vergonha.
▪ Tenho vergonha de cantar.

exclamativa
▪ Que vergonha!
que pena
▪ Que pena!
...
estar (+ bastante/ um pouco) cansado
Estou bastante cansada hoje.

doer/magoar
▪ Isso dói!
▪ Estás a magoar-me!


dói-me + GN (parte do corpo)
Dói-me a cabeça.

ter dor de + GN (parte do corpo)
Tenho dor de dentes.

magoar + GN
Caí e magoei o pé.

ter vontade/precisar/ter de + necessidade fisiológica
▪ Preciso muito de ir à casa de banho.
sentir(-se)
▪ Como é que te sentes?
▪ O que é que sentes?


sentir-se bem
▪ Sente-se bem?

gostar/saber
▪ Gostas do sabor da tua bebida?
▪ A tua comida sabe(-te) bem?
vai correr (tudo) bem
▪ Vai correr tudo bem.

conseguir/ser capaz
▪ (Anda) Tu consegues.
▪ Força, tu és capaz.

não fiques + emoção
▪ Não fiques triste/aborrecido/zangado.

imperativo (neg.)
▪ Não tenhas medo.
▪ Não te preocupes.
▪ Não desistas.
...
ter + para dizer/contar/falar
▪ Tenho uma coisa para (te) dizer/contar.
▪ Tenho um assunto para falar contigo.


interrog. introdutória
[querer/poder (pres. ind.) + falar/conversar (inf.)]
▪ Queres/Podes falar/conversar um pouco?
começar por (primeiro assunto)
▪ Começo por falar da viagem.

para começar (primeiro assunto)
▪ Para começar, vou falar da nossa instituição.


sobre
▪ Vou falar sobre a música portuguesa.
▪ Sobre esse assunto, quero dizer...


gostar de dizer uma coisa (+ sobre + GN)
▪ Gostava de dizer uma coisa sobre esse assunto...

interrog.
[querer + inf.]
▪ Queres ouvir uma história engraçada?

[(já) saber/ouvir]
▪ Já sabem/ouviram as novidades?
novo tema/assunto
▪ Novo tema: férias e tempos livres.

segundo/terceiro… + ideia de futuro
▪ Segundo, vou falar dos pratos típicos da minha região.

último tema/assunto + ideia de futuro (último assunto)
▪ Último tema: vou falar de música portuguesa.

outro(a) questão/coisa/ideia/ assunto/tema
▪ Outra questão, temos de combinar as datas da viagem.

adicionando tema/assunto
também / e mais
▪ Também temos de falar dos preços.
▪ E mais, tenho de falar sobre os horários.
interrog.
[querer + inf.]
▪ (Não) Querem falar de outra coisa?

[poder + inf.]
▪ Podes falar do novo projeto?

[mudar]
▪ Vamos mudar / Mudamos de assunto (agora)?

outro
▪ Outro(a) questão/assunto, temos de combinar as datas da viagem.
voltar a falar
▪ Vou (agora) voltar a falar das datas importantes.

sobre + ref. a tema/assunto anterior
▪ Sobre o tema que discutimos ontem, mais uma ideia...

ainda
▪ Ainda o tema da viagem: a que horas saímos?
isto/isso faz lembrar/recordar
▪ (Olha!) Isso faz-me lembrar/ recordar aquela vez no Porto…

ainda bem
▪ Ainda bem que falamos nisto. Lembras-te da Maria?

sobre
▪ Ah! Sobre isso, depois tenho uma coisa para te contar...


fechando digressão
mas vamos voltar...
▪ Bem, mas vamos voltar ao assunto…
e (também) é importante
▪ E isto (também) é importante: é uma cidade antiga…

em especial
▪ Ele gosta muito de Portugal, em especial do norte!

principalmente/especialmente
▪ …é para todos os estudantes, especialmente/principalmente para os estrangeiros.

não (se) poder esquecer
▪ E não se podem esquecer desta fórmula!
quantif. numeral
▪ Não vou à festa. Um, estou cansado; dois, tenho de estudar...

adj. numeral
▪ Não vou à festa. Primeiro, estou cansado; segundo, tenho de estudar.

depois
▪ Primeiro lemos o texto, depois procuramos o vocabulário novo, (e) depois respondemos às perguntas.
por exemplo
▪ O Rui, por exemplo, sabe muitas línguas.

dar um exemplo
▪ Vou dar um exemplo: na minha casa não há televisão.

ser um exemplo / exemplos de
▪ «Nadar» é um exemplo de verbo regular. «Fazer» e «querer» são exemplos de irregulares.
ser igual a
▪ A casa dele não é igual à do Rui.

como
▪ O Pedro fala português, como os meus colegas.
▪ Esta mochila é como a minha.


mais/menos… do que
▪ Aqui é mais quente do que no meu país.
▪ Este restaurante é pior do que aquele.


tão/tanto... como
▪ Este filme foi tão bom como o de ontem.
(ou) melhor
▪ Ele chega na próxima semana; melhor, na quarta-feira.

isto é
▪ Gosto da literatura sueca, isto é, de alguns autores.

ou melhor
▪ Ele chega na próxima terça, ou melhor, na quarta-feira.

querer dizer
▪ Eu queria dizer «apanhar sol».
citação
dizer (sempre)
▪ A Mara diz sempre: "O Sol é de todos!"


[Maia: Na sexta-feira não posso vir à aula. Podemos trocar para outro dia?]

discurso indireto
GN + dizer/contar/perguntar/ responder
▪ A Maia disse que não pode vir à aula na sexta-feira e perguntou se podíamos trocar para outro dia.

paráfrase
GN + achar/pensar/acreditar (afirm.) + que
▪ Ela não pode vir na sexta e acha que podíamos trocar para outro dia.
achar que não é assim
▪ Eu acho que não é assim.
enfim
▪ Adormeci e cheguei atrasado. Enfim, o meu dia começou mal.
por isso / logo
Estou doente. Por isso, vou faltar à aula.

por fim / finalmente
▪ Falei da minha família e do meu trabalho. Por fim, vou falar do meu país.

resultado
▪ Resultado: devemos mudar os nossos objetivos.
falar/dizer/contar (imperativo)
Fala (lá).
Diz (lá).
▪ Conte (lá).

falar/dizer/contar (imperativo repetido)
▪ Diz, diz.

falar/dizer/contar (imperativo) com forma de tratamento
[+ formal]
▪ Diga (lá), D. Mariana.

faz favor de + falar/dizer
▪ Faz favor de dizer.

após interrupção
continuar
▪ Continua…
querer dizer
Queria dizer uma coisa…

deixar falar/dizer
▪ Deixas-me falar?
▪ Deixas-me dizer uma coisa?

após interrupção
poder continuar/acabar/ terminar/concluir
▪ Posso continuar?

estar a dizer
▪ Como estava a dizer...
dar a palavra
(já) poder falar/dizer
▪ Já podes falar.

recusar a palavra

(ainda) não poder falar
▪ Ainda não podes falar.

não dizer nada
▪ Não digas nada.
ouvir/escutar/olhar (imperativo) + lá
Ouve lá…
▪ Escuta lá...
▪ Olha lá…


ter um segundo/minuto/ momento
Tens um segundo?
desculpa/perdão + poder interromper
▪ Perdão. Posso interromper?
com delicadeza
não falar (imperativo)
▪ Não falem, por favor.

parar de (imperativo) + falar/conversar
Parem de falar, se faz favor.

com menos delicadeza
calar-se (imperativo)
▪ Cala-te.

estar/ficar calado (imperativo)
▪ Está calado, por favor.
(então) + ver/encontrar/falar + exp. temporal
Falamos logo à tarde.
▪ Então vemo-nos no domingo.

ter de ir embora
▪ Desculpa, tenho de ir embora (agora).
poder (imperf. ind.) falar mais alto/ baixo
▪ Podias falar mais baixo, se faz favor?
▪ Peço desculpa, mas podia falar mais alto?


falar (imperativo) mais alto/ baixo
Fala mais alto, está bem?

ouvir bem/mal
Não estou a ouvir bem.
▪ Desculpa, mas ouvimos muito mal cá atrás.

não ouvir nada
▪ Desculpe, mas não ouço nada daqui.
poder (imperf. ind.) falar mais devagar
▪ Podias falar mais devagar, se faz favor?

falar (imperativo) mais devagar
Fala mais devagar, se não te importas.
entender
▪ Entendes?

estar a entender/ compreender
▪ Estás a entender?

perceber/entender + or. sub.
Percebes o que eu quero dizer?
▪ Entendeste o que eu disse?
(não) entender
▪ Entendo.
▪ Não entendi.


(não) estar a + perceber/ entender + adv.
▪ Não estou a entender bem.

perceber/entender + adv.
▪ Entendi-te perfeitamente!
interrog. confirmação com "não é"
▪ Vives em Lisboa, não é?

interrog. confirmação com repetição do V
Vais ao jantar, não vais?

dizer X (entoação interrog.)
▪ Disseste "hoje"?

dizer X ou Y (entoação interrog.)
▪ Disseste "cato" ou"gato"?
poder (imperf. ind.) + repetir / dizer outra vez
▪ Podias repetir a primeira frase, por favor?

repetir / dizer (lá) outra vez (imperativo)
▪ Repete lá.
▪ Diz lá outra vez.

dizer
▪ Desculpa, o que é que disseste?

pedido de repetição parcial
desculpar + or. interrog.
▪ Desculpe, quando é que...?
▪ Desculpa, quem é que...?
dizer + enunc. anterior
[O que é que disseste?]
▪ Eu disse "quatro".


repetir / dizer outra vez / dizer mais uma vez
Vou dizer outra vez: o número é 92450356.
explicar melhor (imperativo)
▪ Explica lá melhor, se faz favor.

poder explicar (melhor)
Podes explicar melhor?

querer dizer (com)
▪ O que queres dizer com isso?
explicar (melhor)
Vou explicar melhor…
perceber
Não sei se percebi bem.
▪ Não te estou a perceber.

e (então/depois)
▪ E então?
▪ E depois?
▪ E?
...
...
como se diz
▪ Não sei como se diz "snow" em português.
▪ Como é que se diz "arrondissement" em português?

em (língua nativa) é... e em português
▪ Em inglês é "thank you"... e em português?

sobre forma oral/escrita
(como) soletrar / escrever
▪ Soletra esta palavra, por favor.
▪ Como se escreve "chave"?

(como) dizer / pronunciar
▪ Não sei dizer / como é que se diz esta palavra.


sobre significado
querer dizer
▪ O que é que quer dizer "grato"?

significado
▪ Qual é o significado da palavra "soletrar"?
chamar-se/dizer-se
▪ Em português, "arrondissement" diz-se "bairro".


sobre forma oral/escrita

soletrar / dizer as letras
▪ Vou soletrar: c-h-a-v-e.

sobre significado
querer dizer + tradução/ sinónimo
▪ "Snow" quer dizer "neve".

significar + tradução/sinónimo
▪ "Estar farto" significa "estar cansado".

género
masculinos terminados em -ão
▪ irmão, irmã

masculinos terminados em -a
▪ dia, cinema, problema

nomes invariáveis quanto ao género
▪ o/a estudante; o/a artista
▪ a criança; a pessoa

número

masculinos terminados em -ão
▪ leão, leões; pão, pães; irmão, irmãos

nomes invariáveis quanto ao número
▪ o/os lápis
▪ os óculos; as calças;

género
adjetivos invariáveis quanto ao género
▪ pobre, amável, jovem, simples, feliz

número
adjetivos invariáveis quanto ao número
▪ simples, piegas

outros casos de flexão em género e número (Cf. 1.1)

grau

comparativo
▪ mais alto (do) que
▪ tão alto como / quanto
▪ menos alto (do) que


superlativo relativo
▪ o mais alto de
▪ o menos alto de

comparativos e superlativos irregulares frequentes
▪ bom, mau, grande, pequeno, alto, baixo
▪ Este livro é bom / melhor (*mais bom) / ótimo.
pretérito perfeito simples do indicativo

forma
verbos regulares [-ar, -er -ir]
▪ falar (falei, falaste, falou, falámos, falaram)
▪ comer (comi, comeste, comeu, comemos, com eram)
▪ abrir (abri, abriste, abriu, abrimos, abr iram)


verbos irregulares [-ar, -er -ir]
▪ ser, estar, ter, haver, ir, vir, ver, querer, sair, fazer, trazer, dizer, dar, saber, pôr...

uso/valor
ação passada, completamente concluída
▪ Ontem/No ano passado, visitei os Açores.
▪ Já provaste bacalhau assado? pretérito imperfeito do indicativo

forma
verbos regulares [-ar, -er -ir]
▪ falar (falava, falavas, falava, falávamos , falavam)
▪ comer (comia, comias, comia, comíamos, comiam)
▪ abrir (abria, abrias, abria, abríamos, abriam)


verbos irregulares
▪ ser, ter, vir, pôr

uso/valor
descrição do que, no passado, era presente
▪ Eu estava ali sentada e olhava para o mar. / Nesse ano, estava no estrangeiro. / Ontem, a sala de cinema estava vazia.

ação habitual ou repetida no passado (imperfeito frequentativo)
▪ Ela aparecia sempre depois do jantar.

ação que estava a decorrer quando outra aconteceu (ações simultâneas)
▪ Ele gritava e todos acordaram assustados.

expressão de desejo/intenção (valor de condicional - afirmar desejo futuro ou intenção)
▪ Adorava conhecer a Austrália! / Eu ajudava-te com as compras, mas não tenho tempo.

forma delicada de pedir algo (valor de condicional - imperfeito de cortesia)
▪ Queria um café e um queque, por favor. imperativo (afirmativo e negativo)

forma
imperativos regulares - tu neg.; você (af. e neg.) e vocês (af. e neg.) - de verbos regulares [-ar, -er -ir]
▪ cantar: não cantes, (não) cante, (não) cantem
▪ comer: não comas, (não) coma, (não) comam
▪ abrir: não abras, (não) abra, (não) abram

imperativos regulares - tu af. - de verbos regulares [-ar, -er -ir]
▪ cantar: canta
▪ comer: come
▪ abrir: abre

imperativos irregulares (af. e neg.)
▪ ser, estar, ir, dar, dizer, querer, saber

uso/valor
ordem
▪ Vão embora!


pedido, súplica
▪ Ajuda-me, por favor!


conselho, exortação
▪ Não trabalhes tanto.

convite, solicitação
▪ Vê o que te comprei. / Anda comigo... particípio passado

forma
particípios regulares
▪ cantar: cantado
▪ comer: comido
▪ partir: partido

particípios irregulares (frequentes)
▪ ver (visto), pôr (posto), abrir (aberto), pagar (pago), vir (vindo), dizer (dito), escrever (escrito),

uso/valor
formação de tempos compostos - invariável
▪ Quando cheguei a casa, ela já tinha preparado tudo.
mais-que-perfeito composto do indicativo

forma
auxiliar ter no imperfeito do indicativo + particípio passado do verbo principal
▪ tinha saído

uso/valor
ação anterior a outra também passada
▪ Não falei com o Manuel, porque ele já tinha saído. mais-que-perfeito composto do indicativo

forma
auxiliar ter no imperfeito do indicativo + particípio passado do verbo principal
▪ tinha saído

uso/valor
ação anterior a outra também passada
▪ Não falei com o Manuel, porque ele já tinha saído.
estar (p.p.s. ind.) a + inf.
ação contínua num momento delimitado do passado.
▪ Estiveram a estudar toda a tarde.
▪ Estive a falar com a tua irmã durante muito tempo.

estar (imperf. ind.) a + inf .
ação em progresso num momento preciso do passado, simultânea ou não de outra ação.
▪ Às 21h elas ainda estavam a trabalhar.
▪ Ela estava a atravessar a rua quando me viu.


andar (pres. ind.) a
+ inf. (ação em desenvolvimento)
▪ Andamos a aprender português.

poder + inf.
(capacidade)
▪ Eles podem ajudar-te.

poder + inf. (possibilidade)
▪ Os rapazes podem estar atrasados.


dever + inf.
(certeza/probabilidade)
▪ O João devia estar em casa.
comparativo
▪ mais longe (do) que
▪ tão longe como / quanto
▪ menos longe (do) que


superlativo relativo
▪ o mais longe de
▪ o menos longe de

comparativos e superlativos irregulares
▪ bem, mal, muito, pouco
▪ Dormi bem / melhor (*mais bem) / otimamente
pronomes sujeito
uso / valor

uso deítico / uso anafórico
▪ A minha irmã é ela.
▪ Telefonei ao João, mas ele não atendeu.

ausência do pronome
▪ Ela abriu a porta e entrou. / A minha irmã ligou quando chegou a casa.

pronomes complemento
forma

variação em pessoa, número e género
▪ me, te, o, a, se; nos, vos, os, as, se
▪ me, te, lhe; nos, vos, lhes
▪ a mim, a ti, a si, ele, ela; a nós, a vós, a eles, a elas
▪ comigo, contigo, consigo, com ele, com ela; connosco, convosco, consigo, com eles, com elas

colocação do pronome
antes da forma verbal
▪ Ele não se chama João.
▪ Como te chamas?
forma
contração com preposições
▪ de - deste, desse, daquele (e variantes)
▪ em - este, nesse, naquele (e variantes)
▪ a - àquele (e variantes)

uso / valor
uso deítico (reforço com advérbios)
▪ este aqui, aquele ali
forma
formas de desambiguação da 3.ª pessoa
▪ dele, dela, deles, delas
▪ Este carro é seu / dele.


uso / valor

valor de posse - uso anafórico
▪ A minha casa fica ao lado da casa da Ana. A sua é uma casa azul.
forma
variação em género e número
▪ muito, muita, muitos, muitas
▪ pouco, pouca, poucos, poucas

▪ todo, toda, todos, toda
▪ algum, alguma, alguns, algumas
▪ nenhum, nenhuma, nenhuns, nenhumas

invariáveis
▪ tudo, nada, alguém, ninguém

uso / valor
expressão de quantidade ou identidade indefinidas
▪ O João tem muitos primos, mas o Rui tem [poucos].

- referência a pessoas / coisas
▪ alguém, ninguém
▪ tudo, nada

-
com valor afirmativo / negativo
▪ todo, tudo
nenhum, nada, ninguém
uso / valor
com preposições (a, de, com, por, para...)
- quem
▪ A quem é que emprestaste o livro?

- que, o que
▪ De que estás a falar?

- qual, quais
▪ Com qual vais ficar?

- quanto, quanta, quantos, quantas
▪ Por quanto compraste a tua mochila?



posição
posição inicial
▪ Quem mora aqui?
▪ O que estudas?
▪ Qual é a tua casa?
▪ Quanto pesas?
...
artigo definido

forma
contração com preposições
▪ de - do/da/dos/das
▪ em - no/na/nos/nas


uso/valor
- com nomes próprios (apelido)
▪ os Ribeiro
- com superlativo
▪ a funcionária mais simpática/o mais interessante

posição/distribuição
antes do nome
▪ os livros

impossibilidade de ocorrência com demonstrativos
*o este livro

artigo indefinido

uso/valor

antes de numeral, indica aproximação numérica
▪ ficava a uns 10km da sua casa/demora uns 20 minutos

posição/distribuição
antes do nome
uns livros

impossibilidade de ocorrência com demonstrativos e possessivos
▪ *um este livro
▪ *um meu livro
forma
contração com preposições
▪ de - deste, desse, daquele (e variantes)
▪ em - este, nesse, naquele (e variantes)
▪ a - àquele (e variantes)

uso / valor

uso deítico temporal (presente ou futuro próximo)
▪ Esta noite, há um concerto.

posição/distribuição
antes do nome
▪ este livro

impossibilidade de ocorrência com artigo
*o este livro
forma
formas de desambiguação da 3.ª pessoa
▪ dele, dela, deles, delas
▪ Este é o seu carro / o carro dele.


uso / valor

valor de posse - uso anafórico
A minha amiga chama-se Ana e a sua filha é a Rita.

posição/distribuição

antes do nome, em contextos definidos
▪ o meu livro

obrigatoriedade de ocorrência
- com artigo (definido)
▪ o seu pai

- sem artigo
▪ Meu amigo, como estás?
...
posição/distribuição
em posição inicial, seguido de nome
▪ Que línguas sabes falar?

com preposições (a, de, com, por, para…)
- que
Em que países já viveste?
▪ De que comida gostas mais?
▪ Com que amigo foste ao cinema?
...
forma
variação em género e número
▪ muito, muita, muitos, muitas
▪ pouco, pouca, poucos, poucas
▪ algum, alguma, alguns, algumas

uso / valor
expressão de número ou quantidade indefinidos
▪ Falo muitas línguas.

expressão de parte dos elementos de um conjunto
▪ Alguns alunos estudaram muito.

posição
antes do nome
▪ muitos / alguns livros
forma
variação em género e número
▪ todo, toda, todos, todas
▪ nenhum, nenhuma, nenhuns, nenhumas

uso / valor
referência a todos os elementos de um conjunto
▪ Acordo cedo todos os dias.

referência a um conjunto vazio (valor negativo)
▪ Não tenho nenhum animal de estimação.

posição/distribuição
antes do nome
▪ Visito o meu país todos os anos.
▪ Não gostei de nenhum livro.

ocorrência com artigo definido
▪ todos os dias / *todos dias

possibilidade de ocorrência com pronomes e determinantes
▪ todos eles / todos estes livros / todos os meus amigos
▪ nenhum dos amigos/ nenhum deles/ nenhuma destas
forma
multiplicativos
- em expressões com cardinal + vez/vezes
▪ duas/dez/cem vezes


fracionários
▪ meio, metade
posição/distribuição
posição inicial, seguido de nome
▪ Quantas línguas sabes falar?

com preposições (a, de, com, por, para...)
- quanto, quanto, quantos, quantas
▪ De quanto tempo precisas?
▪ Com quantas pessoas falaste?
...
para exprimir movimento
- no tempo
▪ a, em
▪ Viajamos de mês [a] mês.
▪ Visito o castelo de vez [em] quando.

para exprimir situação
- no espaço
por, antes de (+ GN), depois de (+ GN), ao fundo de, frente a, em frente de, por trás de, por cima de, por baixo de, junto a/de, cerca de, próximo de, no meio de
▪ A escola fica [antes do]/[depois do] cruzamento.
▪ O jardim é [próximo da] escola.


- no tempo
▪ a x de (+ mês), durante, por
▪ Faz anos [a] 12 de outubro.
▪ Ficou em Bruxelas [por]/[durante] 3 dias.


- na noção
▪ a, sobre
▪ Escreveu [a] lápis.
▪ Falaste com a Rita [sobre] o fim de semana?
para ligar dois elementos semelhantes da mesma oração ou duas orações, com diferentes valores
▪ nem
▪ logo, por isso
▪ pois
[conclusiva] Está a chover, por isso ficamos em casa.
para introduzir orações subordinadas adverbiais, com diferentes valores
▪ como
▪ enquanto, desde que
▪ se
▪ mais / menos...(do) que, tão... como/quanto, tanto...como
[temporal] Enquanto dormíamos, ouvimos um barulho.
>
grupo adjetival (GAdj)
- núcleo: adjetivo
▪ Eles são muito [simpáticos].
▪ A Rosa está [feliz] com o curso.

grupo adverbial (GAdv)
- núcleo: advérbio
▪ Estão [bem]?
▪ A Filomena mora [aqui].
▪ [Hoje] não temos aulas.
▪ [Infelizmente], o Hans não pode participar na atividade.

grupo preposicional (GP)
- núcleo: preposição
- sempre formado pela preposição e o seu complemento
▪ A Fátima estuda japonês [desde] março.
▪ Gostas [de] cinema europeu?
▪ Estamos aqui [para] aprender português.
sujeito
nulo
- com referente específico retomado através de processo anafórico ou contextualmente (subentendido):
▪ O João chegou. [-] Trouxe prendas para todos!

- sem interpretação/referente (expletivo):
▪ [-] Choveu muito.

predicado
ausência de predicado - quando se subentende facilmente (resposta a interrogativas totais, por ex.)
▪ - Queres ir ao cinema?
- Não [-].

modificador
- de frase ou oração
▪ [Felizmente], a Maria também vai ao passeio.

vocativo
identificação do interlocutor (invocando, chamando ou nomeando pessoa ou coisa personificada)
em frases imperativas e exclamativas
▪ [Patrícia], não feche a porta, por favor.
▪ [Madalena], estás tão bonita!


complemento direto
nominal (pronome pessoal)
▪ A Joana comprou-[as] ontem.
▪ Ainda não [o] vi.

oracional
- verbos como 'dizer' (completiva com verbo no indicativo)
▪ Ele disse [que o curso é/era muito longo].

complemento indireto

pronominal (sem preposição)
▪ A Rita deu[-lhe] um livro.

modificador
oração
subordinada adverbial (temporal/causal/final)
▪ O Gonçalo chegou [quando tu saíste].
▪ Ele vestiu o casaco [porque tinha frio].
▪ Elas vieram para Lisboa [para trabalhar].
complemento do nome
- com nomes icónicos, como 'foto'/'fotografia', 'imagem', 'desenho', 'figura' (GP)
▪ O desenho [de Lisboa] estava muito bonito.
- com nome derivados de outros nomes, de adjetivos ou de verbos (GP)
▪ O produtor [de cinema] marcou uma reunião para hoje.
▪ A beleza [da serra] agradou a todos.
▪ A construção [do novo teatro] está atrasada.


modificador de nome
restritivo

oração subordinada adjetiva relativa restritiva
▪ O rapaz [que chegou agora] é holandês.
ordem inversa (VS)
- com frases exclamativas
▪ Que bonita é a cidade!

- com frases imperativas
▪ Diz-me tu onde preferes ir.

- em construções com verbos impessoais (inversão opcional)
▪ Aconteceram muitas coisas nestes dias.

- nas frases que se iniciam pelo predicativo, o objeto ou o modificador
▪ Esta é a minha irmã.
▪ Nesta escola estudam muitos alunos.


- em respostas com verbo inacusativo em que o sujeito não é tópico
▪ O que é que aconteceu?
Chegaram os alunos.
entre sujeito e verbo (sujeito simples contendo complementos ou modificadores)
▪ A mãe dos gémeos vive no meu prédio. / *A mãe dos gémeos vivem no meu prédio.

entre sujeito e verbo (sujeito composto pré-verbal com e sem 1.ª pessoa)
▪ Eu e a Ana vivemos na mesma rua.
▪ Tu e Ana vivem na mesma rua.

entre sujeito e verbo (sujeito simples pós-verbal)
Telefonaram os teus pais.

com o verbo haver com sentido de existência
▪ Havia muitos turistas no museu. / *Haviam muitos turistas no museu.
...
interrogativa parcial
- com o elemento interrogativo em posição final
- sem alteração da ordem básica da frase
- apresenta o mesmo valor da interrogativa em que elemento interrogativo ocorre em posição inicial
▪ Vives onde?


interrogativa de confirmação
- expressa um pedido de confirmação da informação contida na declarativa que a precede

- forma-se com não é ou não + V da frase declarativa
▪ Vives em Lisboa, não é?
▪ Vives em Lisboa, não vives?
exclamativa total
- com alteração da ordem básica
▪ É uma cidade linda Lisboa!

exclamativa parcial
elemento exclamativo + expressões nominais e adjetivais
▪ Que medo!
▪ Que grande!
imperativa direta
- expressa uma ordem, pedido, exortação
- apresenta uma entoação descendente
- na escrita, termina tipicamente com ponto final (.) ou ponto de exclamação (!)

imperativo (afirmativo e negativo)
▪ Liga o botão.
▪ Não comas doces.

imperativas atenuadas / intensificadas
por favor / se faz favor
▪ Dá-me esse livro, por favor.
frase passiva
passiva adjetival
- com auxiliar estar + particípio passado
▪ As portas estão fechadas.
▪ O trabalho está terminado.
negativa
- marcada por outras palavras de valor negativo
▪ Ninguém foi à aula.
▪ Nunca visitei Portugal.
coordenada copulativa
nem
▪ Não comprei pão nem leite.

coordenada conclusiva
logo, por isso
João está doente, logo não vem à aula.
▪ A Rita está doente, por isso não vem à aula.

coordenada explicativa
pois
Estou cansado, pois deitei-me tarde.
subordinada substantiva completiva
flexionada
iniciada por que
com função de complemento
- com verbos epistémicos (pensar, saber)
▪ Penso que a Ana é uma boa amiga.

- com verbos declarativos (dizer)
▪ O João disse que vai ao jantar.

de infinitivo (impessoal)
com a função de complemento
- com verbos optativos e volitivos (esperar, desejar, ...)
▪ O Paulo deseja ter um carro novo.

- com verbos epistémicos (pensar...)
▪ A Maria pensa ir ao cinema.

- com precisar, necessitar + de
▪ Preciso de dormir.

subordinada adverbial
temporal
enquanto (+ indicativo)
▪ Enquanto dormíamos, ouvimos um barulho.

desde que (+ indicativo)
▪ Desde que cheguei, ainda não vi o Pedro.

causal
como (+ indicativo)
▪ Como nos atrasámos, perdemos o comboio.

condicional
factual - se (+ indicativo)
▪ Se queres ir ao concerto, compra o bilhete pela Internet .

comparativa
mais / menos...(do) que (+ adj. / adv.)
▪ O Rui é mais alto do que o João.

tão...como / quanto (+ adj. / adv.)
▪ A Rita canta tão bem quanto a Maria.

tanto...como (+ N / V)
▪ Gosto tanto de cantar como de dançar.


▪ fazer
▪ nascer, morrer
▪ não haver nada/ninguém
▪ falta
▪ faltar
▪ presente, ausente
▪ livre, ocupado(a)
▪ acontecer
▪ sítio, região
▪ cá, lá
▪ ao fim/fundo de, ao princípio
▪ à mesa, à janela
▪ deste/desse/daquele/do outro lado
▪ em frente de
▪ frente a
▪ (por) trás/detrás (de)
▪ na/da parte de trás/da frente
▪ no/ao centro, no/a meio de
▪ antes/depois de, a seguir a
▪ por cima/baixo de
▪ junto a/de, cerca de, próximo de
▪ através de, por
▪ sobre
▪ do lado direito/esquerdo
▪ do lado de trás/da frente
▪ próximo(a), distante
▪ ficar a X quilómetros
▪ desde… a/até…
▪ ir-se/vir-se embora
▪ empurrar, puxar
▪ (deixar) cair, levantar(-se)
▪ saltar
▪ subir, descer
▪ pôr, tirar, passar
▪ mexer(-se), parar
▪ virar(-se), voltar(-se)
▪ estar parado(a)
▪ caminhar, correr, passear
▪ atravessar
▪ fazer desporto/exercício
▪ dar uma volta
▪ partir
▪ começar, acabar
▪ devagar, depressa
▪ em direção a
▪ destino, direção
▪ para dentro/fora
▪ através de, por
▪ seguir
▪ atravessar, virar
▪ empurrar, puxar
▪ pôr, enviar
▪ subir, descer
▪ levar, trazer
▪ enviar, pôr
▪ princípio, causa
▪ fora de
▪ desde
▪ lugar
▪ seguinte, a seguir
▪ entre
▪ primeiro(a), último(a)
▪ tamanho
▪ tamanho único
▪ médio(a)
▪ apertado(a)
▪ comprimento
▪ ter X centímetros/metros
▪ centímetro (cm)
...
▪ peso
▪ obesidade, magreza
▪ pesado(a), leve
▪ chávena, colher
▪ copo, garrafa
▪ cheio(a), vazio(a)
▪ metro quadrado (m2), quilómetro quadrado (km2)
▪ ter
▪ grau
▪ temperatura
▪ zero
▪ ter frio/calor
▪ ser X (13-24) horas
▪ faltar/ser X (minuto(s)) para a(s) X (horas)
▪ ser um quarto para a(s) X (horas)
▪ ser X (horas) e um quarto
▪ ser X (horas) e meia
▪ quarto de hora, meia hora
▪ século
▪ momento
▪ final de tarde
▪ feriado
— numeração romana (I a XXI)
▪ tempo
▪ antes, depois
▪ ontem
▪ anteontem, depois de amanhã
▪ durante
▪ mais logo/tarde
▪ umas horas/uns dias mais tarde
▪ logo à tarde/noite
▪ nessa/naquela manhã/tarde/noite
▪ há duas horas/muito tempo
▪ desde as três da tarde/desde janeiro
▪ até às cinco da tarde/até ao verão
▪ na semana passada, no mês/ano passado
▪ na/para a semana (que vem), no/para o mês/ano que vem
▪ no(a) dia/mês/semana/ano seguinte/anterior
▪ no primeiro/1º de maio
▪ a 1/no dia 1 de maio de 2016
▪ estar a (dia) 15 de agosto
▪ no(a) Natal/Páscoa/Carnaval/Ano Novo
▪ aniversário
▪ antigamente, dantes
▪ começar (pres. ind.) a + infinitivo
▪ ainda, já
▪ pretérito perfeito simples do indicativo
▪ pretérito imperfeito do indicativo
▪ pretérito mais-que-perfeito composto do indicativo
▪ estar (pret. perf. simp. ind.) a + infinitivo
▪ estar (pret. imperf. ind.) a + infinitivo
▪ ontem, anteontem
▪ nessa/naquela manhã/tarde/noite
▪ há dois dias/uma semana/um mês (atrás)
▪ no(a) mês/semana/ano passado(a)
▪ antigamente, dantes
▪ depois de amanhã
▪ mais logo/tarde
▪ logo à tarde/noite
▪ umas horas / uns dias mais tarde
▪ na / para a semana (que vem), no / para o mês/ano que vem
▪ em breve
...
▪ pretérito imperfeito do indicativo
▪ estar a + infinitivo
▪ andar a + infinitivo
▪ haver X horas/dias
▪ um bocado, um momento
▪ todo(a) o(a) manhã/tarde/noite/dia/semana
▪ por um(a) hora/tarde/noite/dia/semana
▪ até às X horas/quarta-feira/fevereiro
▪ demorar, levar
▪ durante
▪ enquanto
▪ rápido(a)
▪ antes da hora/data (marcada)
▪ antes do tempo
▪ ter tempo
▪ adiantar(-se)
▪ depois da hora/data (marcada)
▪ atraso
▪ atrasar(-se)
▪ demorar(-se)
▪ pretérito mais-que-perfeito composto do indicativo
▪ já, ainda
▪ anteontem
▪ há X horas/dias/semanas
▪ no dia/mês anterior
▪ a seguir
▪ seguinte, próximo
▪ mais logo/tarde
▪ depois de amanhã
▪ umas horas / uns dias mais tarde
▪ no(a) dia/mês/semana/ ano seguinte
▪ primeiro(a), último(a)
▪ seguinte, a seguir
▪ entre
▪ enquanto
▪ durante
▪ quando
▪ juntamente
▪ ficar para depois / mais logo/tarde
▪ demora
▪ demorar
▪ adiar
▪ adiado(a)
▪ rápido(a), lento(a)
▪ breve, longo(a)
▪ rapidamente, lentamente
▪ X vez(es) por dia/semana/mês/ano
▪ todos(as) os(as) dias/semanas/meses/anos
▪ todas as manhãs/tardes/noites
▪ aos(às) sábados/terças/fins de semana
▪ algumas/muitas/poucas vezes
▪ sem parar
▪ quase nunca/sempre
▪ frequente
▪ normalmente
▪ (não) frequentemente
▪ pretérito imperfeito do indicativo
▪ estar a + infinitivo
▪ andar a + infinitivo
▪ (durante) todo(a) o(a) manhã/tarde/ noite/dia/semana
▪ ainda
▪ às vezes… às vezes…
▪ sempre, nunca
▪ ainda
▪ sem parar
▪ estar a + infinitivo
▪ por agora
▪ neste momento
▪ por um(a) hora/tarde/noite/dia/semana
▪ outra vez, mais uma vez
▪ várias/muitas vezes, X vezes
▪ novamente
▪ uma só vez, só uma vez
▪ só
▪ começo
▪ desde
▪ desde esta manhã / ontem / o mês passado
▪ nascer
▪ fim, conclusão
▪ destino
▪ morte
▪ até às X horas / quarta-feira / fevereiro
▪ morrer
▪ fechar
▪ mudança
▪ de repente
▪ tornar-se
▪ trocar (por)
▪ números cardinais até quatro dígitos
▪ números ordinais até dois dígitos
▪ frações:
— meio(a)
— quarto
— <,> (vírgula)
▪ (meia) dúzia
▪ dezena
▪ total
▪ tudo, nada
▪ outro(a)
▪ muito(s), muita(s), pouco(s), pouca(s)
▪ algum(a)
▪ nenhum(a)
▪ tudo, nada
▪ um bocado (de)
▪ metade
▪ entre X e X
▪ X vezes
▪ tão
▪ total
▪ uma colher de
▪ um(a) pacote/caixa de
▪ um ramo de
▪ grupo, equipa, conjunto
▪ totalmente
▪ comparativo de superioridade/igualdade/ inferioridade (Adjs. e Advs.)
▪ superlativo relativo de superioridade/inferioridade (Adjs.)
▪ bastante
▪ um pouco/bocado
▪ nada
▪ quase
▪ tão
▪ até
▪ círculo, quadrado
▪ forma
▪ ponto, lado
▪ redondo(a), quadrado(a)
...
▪ [cor] claro(a)/escuro(a)
▪ lilás, bege, grená
▪ vinho tinto/branco/verde
▪ pintar
▪ pele
▪ ouro, prata
▪ tecido, lã, algodão
▪ cristal
▪ cartão
▪ cartolina
▪ resistente
▪ em bom/mau estado
▪ morrer
▪ ferido(a)
▪ morto(a), vivo(a)
▪ partido(a)
▪ tinta
▪ pintado(a)
▪ usado(a)
▪ antigo(a), moderno(a)
▪ limpo(a), sujo(a)
▪ lavado(a)
▪ secar(-se), molhar(-se)
▪ seco(a), húmido(a)
▪ saída de emergência
▪ abrir, fechar
▪ (des)tapar
▪ aberto(a), fechado(a)
▪ tocar, sentir
▪ olhar, vista
▪ luz
▪ ar, aspeto
▪ ver-se, não se ver
▪ ver-se bem/mal
▪ claro(a), escuro(a)
▪ barulho
▪ voz, grito
▪ silêncio
▪ perceber
▪ gritar
▪ tocar
▪ (não) ter gosto
▪ sabor
▪ gosto
▪ provar
▪ amargo(a), azedo(a)
▪ (des)agradável
▪ (não) ter cheiro
▪ cheirar a
▪ (mau) cheiro
▪ (des)agradável
▪ forte, suave
▪ preço
▪ não ser caro(a)/barato(a)
▪ valer
▪ alto(a), baixo(a)
▪ (o/a) melhor/pior
▪ regular
▪ interessante
▪ difícil, fácil
▪ giro(a), lindo(a)
▪ certo(a), correto(a)
▪ proibido(a)
▪ certo(a), correto(a)
▪ desejar
▪ apetecer
▪ (des)agradável
▪ correção
▪ erro, falta
▪ (não) dever ser
▪ estar certo(a)/errado(a)
▪ acertar
▪ (in)correto(a)
▪ tentar
▪ conseguir
▪ passar (num exame)
▪ ganhar, perder
▪ valor
▪ uso
▪ utilizar
▪ (in)útil, prático(a)
▪ ser capaz de
▪ ser bom/mau em/para/com
▪ poder
▪ preparado(a)
▪ sem importância
▪ dia-a-dia, rotina
▪ normal
▪ frequente, habitual, regular
▪ estranho(a), diferente, esquisito(a)
▪ normalmente, frequentemente, habitualmente, regularmente
▪ não ser nada fácil
▪ custar
▪ simples, complicado(a)
▪ facilmente, dificilmente
▪ ideia
▪ (in)certeza
▪ opinião
▪ conclusão
▪ perceber, entender
▪ (não) acreditar, (não) ter a certeza
▪ inteligente
▪ claro (que sim/não)
▪ palavra, frase, texto
▪ conversa
▪ pedido
▪ recado, aviso, convite
▪ conversar, contar
▪ proibir, pedir
▪ convidar
▪ agradecer
...
...
...
▪ objeto como sujeito
A flor murchou com o calor.
...
▪ instrumento como modificador do predicado
— Podes abrir a gaveta com esta chave.
...
...
...
...
▪ dono(a)
▪ pertencer a
▪ conseguir
▪ nem
▪ juntos(as)
▪ juntar
▪ separados(as)
▪ separar
▪ por outro lado
▪ afinal, mesmo assim
▪ na mesma
▪ menos, mais
▪ adicionalmente
▪ por que razão/motivo
▪ logo, por isso, por essa razão
▪ provocar, causar
▪ como
▪ de forma/maneira a
▪ se
▪ sem
▪ por isso
▪ portanto
▪ concluir
▪ só
▪ acerca de
▪ em relação a
▪ diminutivo de nome próprio
▪ formas de tratamento:
— nome de profissão (Professor(a))
— título académico (Dr(a).)

▪ apresentar
▪ passe
▪ cartão de estudante
▪ direção, endereço
▪ largos, estradas, pracetas
▪ freguesia, concelho, distrito
▪ rés do chão (r/c), cave (cv)
▪ andar: esquerdo (esq.), direito (dto.), frente (fte.), 1.º, 2.º
▪ casa prória/alugada/arrendada
▪ mudar de casa/morada
▪ página/site de internet
▪ página/site de internet
▪ freguesia, concelho, distrito
▪ aniversário, dia de anos
▪ fazer (X) anos
▪ bebé, miúdo(a)
▪ ser/estar novo(a), velho(a)
▪ ser maior de idade
▪ miúdo(a)
▪ heterossexual, homossexual, bisexual, transexual
▪ ex(-marido/-mulher)
▪ casar-se, separar-se, divorciar-se, juntar-se, namorar
▪ ter/pedir nacionalidade
▪ ser natural de
▪ colega, turma
▪ andar em (estabelecimento de ensino)
▪ estabelecimentos de ensino:
— escola (de música)
— colégio
— academia

▪ graus académicos:
— mestrado
— doutoramento

▪ ter (uma licenciatura)
▪ programa, matrícula
▪ departamento
▪ grau de competência, fluência (em línguas estrangeiras): mau, suficiente, bom, muito bom
▪ nomes de profissões
▪ nomes de locais de trabalho:
— escritório
— fábrica
— hospital

▪ nomes de entidades empregadoras:
— empresa
— firma
— instituição
— organização

▪ nomes de atividades ligadas à profissão:
— ensinar
— comprar
— trabalhar
— montar

▪ ter um trabalho em
▪ dedicar-se a
▪ escritório, sala de reuniões
▪ secretária, mesa de reuniões, fotocopiadora, impressora
▪ tirar fotocópias, imprimir
▪ negócio, cliente
▪ ter uma reunião (de trabalho)
▪ reforma/pensão
▪ ser/estar reformado(a)
▪ ter férias
▪ marcar/pedir férias
▪ nomes de parentesco:
— cunhado(a)
— sogro(a)
— genro, nora

▪ noivo(a)
▪ filho(a) único(a)
▪ irmã(o)s gémeos(as)
▪ ex(-marido/-mulher)
▪ viver juntos
▪ religiões:
— cristianismo
— judaísmo
— islamismo
— hinduismo
— budismo

▪ divindades:
— Deus
— Jeová
— Alá

▪ locais de culto:
— igreja
— sinagoga
— mesquita

▪ ir a (+ lugar de culto)
▪ feriados religiosos:
— Natal
— Ramadão
— Sabat

▪ crer em Deus/Alá/na reencarnação
▪ ateísmo, agnosticismo
...
▪ parecer
▪ ser/estar careca
▪ ter o cabelo liso/ondulado/encaracolado/comprido/ curto
▪ usar gorro/chapéu/cachecol/luvas
▪ usar (roupa), calçar
▪ pentear-se
▪ ter barba, bigode
▪ ter/usar rabo de cavalo/franja
▪ usar óculos
▪ medir, pesar
▪ altura, peso
▪ parecer
▪ amável, calmo(a), compreensivo(a), educado(a), inteligente, estúpido(a), otimista, egoísta
▪ andar: esquerdo (esq.), direito (dto.), frente (fte.), 1.º, 2.º
▪ divisões:
— hall
— corredor
— cave (cv)
— rés do chão (r/c)

▪ assoalhada (T0, T1, T2)
▪ escadas, varanda, teto, lareira
▪ elevador, entrada, quintal, portão
▪ roupeiro, prateleira, gaveta, lava-louça, bidé, autoclismo, campainha
▪ procurar casa
▪ aluguer, alugar
▪ senhorio(a)/proprietário(a), inquilino(a)
▪ casa própria, alugada/arrendada
▪ partilhar casa
▪ mudar de casa
▪ mobília, móvel
▪ peças de mobília:
— armário
— estante
— mesa de cabeceira
— roupeiro
— cadeirão

▪ têxteis para o lar:
— cobertor
— almofada
— lençol
— pano da louça/das mãos
— toalha de mãos/rosto/pés/banho/mesa

▪ utensílios domésticos:
— louça
— panela
— tacho
— frigideira
— cafeteira
— caneca
— tabuleiro
— jarro
▪ ar condicionado (AC, AVAC)
▪ wifi
▪ contentor de lixo
▪ reciclagem
▪ acender, apagar
▪ corrente
▪ fatura, conta, recibo
▪ eletrodomésticos:
— torradeira
— máquina de lavar roupa
— máquina de lavar louça
— microondas
— (leitor de) DVD
— aquecedor
— aspirador
— secador
— ferro de engomar

▪ equipamentos:
— esquentador
— corda (da roupa)
— bidé
— autoclismo
— lava-louça

▪ lâmpada, tomada, ficha, fio, botão
▪ acender, apagar
▪ aldeia, vila, região, zona, bairro
▪ habitante
▪ geografia urbana:
— estrada
— praceta
— largo
— porto
— esquina

▪ espaços e estruturas:
— câmara municipal
— correios
— multibanco
— centro comercial
— supermercado
— farmácia
▪ geografia física:
— parque natural
— lagoa
— margem
— costa
— interior
— montanha
— monte
— continente
— oceano

▪ natureza, paisagem
▪ noroeste, nordeste, sudoeste, sudeste
▪ Europa, Ásia, África, América, Oceânia
▪ animal doméstico/selvagem
▪ nomes de animais (domésticos e selvagens):
— vaca, boi
— galinha, galo
— coelho(a)
— cavalo, égua
— porco(a)
— mosca
— mosquito

▪ erva, vegetal, folha
▪ parque natural
▪ nomes de árvores:
— pinheiro
— oliveira

▪ nomes de flores:
— rosa
— cravo

▪ ramo de flores
▪ estado do tempo, clima
▪ chuva, neve, nevoeiro, tempestade
▪ nuvem, ar, céu
▪ vento quente/frio/húmido/fresco
▪ humidade
▪ estar quente/frio/húmido/fresco
▪ temperatura alta/baixa
▪ acordar, adormecer, dormir
▪ tomar banho (de chuveiro)/duche
▪ pentear-se, fazer a barba, lavar/escovar os dentes
▪ maquilhar-se
▪ tomar café/chá
▪ fazer, tomar, beber, comer
▪ lavar, limpar
▪ limpo(a), sujo(a)
▪ às x horas
▪ das x às x horas
▪ ver televisão
▪ refeitório, biblioteca
▪ material, manual, fotocópia, apagador, marcador
▪ carteira, cadeira, secretária
▪ escrever, apagar
▪ perguntar, responder
▪ ir ao quadro
▪ trabalhos de casa (tpc)
▪ teste, prova, exame, ficha
▪ nota
▪ aprovar, reprovar
▪ (não) ter aulas
▪ ter aula de
▪ férias, folga
▪ estar disponível
▪ colega, chefe
▪ refeitório, gabinete, escritório, receção, departamento
▪ ter uma reunião
▪ telefonar, atender uma chamada
▪ mandar/responder a um email
▪ tirar fotocópias, imprimir
▪ sair mais tarde/cedo
▪ ganhar
▪ impostos
▪ estar livre/desocupado(a)
▪ ter/estar de férias
▪ folga, feriado
▪ divertir-se
▪ passear
▪ tomar café/um copo
▪ ir a/dar uma festa
▪ ir a casa de amigos
▪ brinquedo
▪ desenho
▪ desenhar, pintar, colorir
▪ nomes de jogos:
— cartas
— damas
— xadrez
— jogo do galo

▪ pontos
▪ jogo de computador
▪ ganhar, perder, empatar
▪ nomes de brinquedos:
— boneca
— carrinho
▪ fazer um curso
▪ ir ao(à) cinema/teatro/ballet/ópera
▪ ser fã
▪ CD, DVD
▪ hi-fi
▪ ultra HD
▪ leitor de DVD
▪ programa de televisão/rádio
▪ videoclipe
▪ canal de televisão/rádio/YouTube
▪ notícias, telejornal
▪ canção, música
▪ (computador) portátil
▪ podcast
▪ telespectador(a)
▪ conferência
▪ cinema, teatro, dança, ópera, ballet
▪ pintura, escultura, fotografia
▪ atuar, declamar
▪ programa
▪ bilhete, entrada, convite
▪ comprar/reservar um(a) bilhete/entrada
▪ espetador, público
▪ duração
▪ banda
▪ tipos de espetáculo:
— concerto
— peça
— exposição
— obra de teatro

▪ espaços:
— teatro
— cinema
— museu

▪ artistas:
— ator, atriz
— cantor(a)
— artista plástico(a)
— bailarino(a)
— guitarrista

▪ instrumentos musicais:
— guitarra
— piano
▪ ginásio, piscina, campo
▪ desportista, jogador, fã
▪ ganhar, perder, empatar
▪ partida de ténis
▪ nomes de desportos:
— andebol
— basquetebol
— voleibol
— ténis
— surf
— ginástica
— esqui

▪ praticar desporto/ténis/surf
▪ andar de bicicleta/a pé
▪ jogar contra
▪ debater
▪ leitura, debate, conversa
▪ literatura
▪ escritor(a), jornalista, autor(a)
▪ linha, título
▪ capa, contracapa
▪ feira do livro
▪ livraria, biblioteca
▪ tipos de textos/livros:
— ficção
— poesia
— conto
— artigo

▪ jornal diário/semanário
▪ mapa
▪ apanhar um táxi/o metro/comboio/autocarro
▪ andar de táxi/metro/autocarro/avião
▪ entrar no/sair do táxi/autocarro/avião/barco
▪ piloto, assistente de bordo
▪ passageiro
▪ bilheteira
▪ bilhete, passagem
▪ viagem
▪ mudar de comboio/linha/avião
▪ primeira/segunda classe, classe económica/executiva
▪ bagagem de mão/porão/especial/proibida
▪ check-in
▪ partidas/chegadas
▪ balcão de informações
▪ meios de transporte:
— bicicleta
— elétrico
▪ andar de carro/bicicleta
▪ roda
▪ mecânico
▪ lavar o carro
▪ meter gasóleo/gasolina, encher o depósito
▪ dar passagem
▪ estar verde/vermelho/amarelo
▪ esquina, quarteirão, cruzamento
▪ perguntar/pedir direções
▪ indicar, mostrar
▪ aí
▪ à frente de, atrás de, entre, frente a, detrás
▪ do lado direito/esquerdo
▪ distância
▪ cortar/dobrar à esquerda/direita
▪ seguir (sempre) em frente/a direito
▪ seguir por/ao longo de
▪ ir em direção a
▪ voltar atrás/para trás
▪ atravessar/passar a rua/estrada
▪ demorar, levar
▪ origem, destino
▪ a pé, de carro
▪ ter /estar de férias
▪ ter/fazer planos
▪ fazer uma reserva
▪ pacote de férias
▪ passar férias em
▪ casa/apartamento de férias
▪ passear
▪ guia turístico
▪ gorjeta
▪ voo, excursão, passeio
▪ viajar de avião/barco/comboio/autocarro/carro
▪ fronteira, alfândega
▪ monumentos e locais de interesse:
— museu
— galeria de arte
— castelo
— miradouro
— ruínas
▪ alojamento
▪ hóspede
▪ categoria do hotel: uma/duas/três/quatro/cinco estrelas
▪ receção
▪ reservar, fazer uma reserva
▪ dormida
▪ pensão completa, meia pensão
▪ servir o pequeno-almoço
▪ fatura, recibo
▪ oferta, desconto, promoção
▪ estar cheio, não ter/haver quartos disponíveis
▪ tipos de alojamento:
— casa/apartamento de férias
— motel
— pousada
— residência

▪ comodidades:
— ar condicionado
— acesso à internet gratuito
— piscina interior/exterior
— serviço de quarto
— cozinha/kitchenette
— estacionamento
▪ seguro de viagem
▪ bilhete, passagem
▪ bagagem de mão/cabina/porão/especial/proibida
▪ fazer a(s) mala(s)
▪ embrulho, caixote
▪ entrega/devolução/recolha/depósito de bagagem
▪ mala de computador portátil
▪ saco de máquina fotográfica
▪ mala de bebé
▪ visto de turista/residência/trabalho
▪ autorização de residência
▪ declaração
▪ moeda estrangeira
▪ fatura, recibo
▪ cartão multibanco/de crédito
▪ licença internacional de condução
▪ cabeça, tronco, membro
▪ costas, barriga
▪ características externas:
— cara
— braço
— mão
— dedo
— perna
— pé
— dente
— pescoço
— garganta
— coluna
— peito

▪ órgãos
— estômago
— ouvido
— pele
▪ ter gripe/febre/tosse/alergia
▪ ser alérgico(a)
▪ estar nervoso
▪ ter dor de cabeça/dentes
▪ doer a cabeça/os dentes
▪ magoar um(a) pé/perna/a coluna
▪ ter uma vida/ser saudável
▪ ter vontade/precisar de ir à casa de banho
▪ dormir/comer bem
▪ chorar, rir
▪ estar mal do(a) estômago/garganta/barriga
▪ dormir bem/mal
▪ pente, pentear(-se)
▪ duche, banheira, chuveiro, lavatório, sanita
▪ champô, desodorizante
▪ gel duche
▪ gilete
▪ escova de dentes/do cabelo
▪ pasta de dentes
▪ fazer a barba
▪ lavar a roupa
▪ creme de mãos/para o corpo
▪ penso higiénico
▪ papel higiénico
▪ limpar
▪ ter as mãos/o cabelo/os dentes limpos(as)/sujos(as)
▪ água morna/quente/fria
▪ adoecer, ficar doente
▪ paciente
▪ nomes de doenças e condições médicas:
— alergia
— constipação
— depressão
— obesidade
— ansiedade
— stress

▪ penso
▪ vacina
▪ centro de saúde
▪ consulta médica
▪ ir ao médico/dentista/às urgências
▪ consultório
▪ médico(a) de família
▪ paciente
▪ horário de visitas
▪ visitar um(a) paciente
▪ seguro de saúde médico
▪ segurança social
▪ pílula, pastilha, gotas, pomada, injeção
▪ preservativo
▪ analgésico, anti-inflamatório
▪ medicamento contra/para a gripe/constipação/ depressão
▪ tomar um(a) medicamento/comprimido/pílula
▪ levar uma injeção/vacina
▪ colocar pomada/gotas
▪ penso (rápido)
▪ vacina
▪ mostrar, ver, procurar
▪ balcão
▪ centro comercial
▪ tipos de lojas:
— loja de roupa
— sapataria
— livraria
— papelaria

▪ vendedor(a), cliente
▪ provador(es)
▪ oferta, desconto, promoção, saldos
▪ blusa, fato, pijama, blusão, camisola
▪ chapéu, gorro, lenço, luvas, cachecol
▪ soutiã, cuecas, bóxeres, meias
▪ fato de banho, biquíni, calções de banho
▪ botas
▪ provador
▪ roupa/secção (de) homem/senhora/criança/jovem
▪ vestir, despir, experimentar
▪ carteira, saco
▪ colar, anel, brincos
▪ óculos de sol
▪ lã, algodão, nylon
▪ pele
...
▪ alimento
▪ (meia) dúzia de ovos
▪ lata de tomate/atum/salsichas
▪ pacote de arroz/esparguete
▪ litro de leite/água
▪ quilo de batatas/frango
▪ meio quilo/litro de
▪ cem/duzentos gramas de
▪ fazer a lista de compras
▪ pesar
▪ unidade
▪ pedir, atender
▪ caixa
▪ fatura, recibo
▪ pagamento
▪ quantia
▪ cartão multibanco/de crédito
▪ porta-moedas, carteira
▪ oferta, desconto, promoção
▪ alimento, dieta (alimentar)
▪ ter fome
▪ vitamina, caloria
▪ ter uma vida/ser saudável
▪ obesidade, magreza
▪ vegetarianismo, vegetariano(a)
▪ peso corporal/saudável
▪ energia
▪ alimento
▪ refeição, entrada, prato principal, sobremesa
▪ laticínio
▪ nomes de hortaliças e legumes:
— alface
— couve
— cenoura
— cebola
— alho

▪ salsa
▪ nomes de frutos:
— uva
— pêra
— tangerina
— melancia
— amêndoa
— noz

▪ nomes de cereais e derivados:
— milho
— farinha

▪ nomes de laticínios:
— queijo
— iogurte
— manteiga

▪ nomes de alimentos de origem animal:
— peru
— salsicha

▪ nomes de peixes:
— atum
— salmão
— bacalhau

▪ nomes de mariscos:
— gamba
— camarão

▪ azeite, vinagre
▪ nomes de doces:
— bolo
— bolacha

▪ nomes de bebidas:
— água mineral / sem/com gás / natural/fresca
— sumo
— vinho
— cerveja
— chá
▪ pastelaria
▪ restaurante/comida chinês(a)/italiano(a)/indiano(a)
▪ reservar mesa
▪ empregado(a) de mesa/balcão, cozinheiro(a), chef
▪ servir, escolher, decidir
▪ guardanapo
▪ gorjeta
▪ bom apetite
▪ piquenique
▪ refeição, entrada, prato principal, sobremesa
▪ prato/menu do dia
▪ cozido(a), frito(a), grelhado(a), assado(a), torrado(a)
▪ (meia) dose
▪ estar bem/mal cozido
▪ bem/mal passado
▪ entradas:
— pão
— manteiga

▪ tipos de pratos e acompanhamentos:
— omelete
— batatas fritas
— arroz
— piza

▪ azeite, vinagre
▪ cafetaria:
— sandes mista/de queijo/fiambre
— torrada
— pão com manteiga

▪ bebidas:
— copo de vinho
— água mineral/sem/com gás/natural/fresca
— sumo
— café cheio/curto, bica, descafeinado

▪ tomar um(a) café/copo/ bebida
▪ garrafa, lata
...
▪ cozinheiro(a)
▪ receita
▪ tempo de preparação
▪ preparar/fazer o pequeno-almoço/almoço/lanche/ jantar
▪ refeição, entrada, prato principal, sobremesa
▪ ingrediente, tempero
▪ lavar, cortar, descascar, picar
▪ partir, bater, juntar, mexer, misturar
▪ temperar
▪ cozer, fritar, grelhar, assar, torrar, ferver
▪ decilitro (dl), centilitro (cl), mililitro (ml)
▪ colher de sopa/chá/sobremesa
▪ posto dos correios/ponto CTT
▪ enviar/receber um(a) carta/postal
▪ ir aos correios
▪ carteiro, empregado(a) dos correios
▪ caixa/marco de correio
▪ correios online
▪ carta digital
▪ direção, endereço
...
▪ cartão multibanco/de crédito
▪ caixa multibanco/automática
▪ abrir/fechar uma conta
▪ pôr/meter/tirar dinheiro da conta
▪ cheque
▪ saldo negativo/positivo
▪ balcão, caixa
▪ número de conta
▪ posto da da polícia
▪ chamar a polícia/os bombeiros
▪ queixa
▪ socorro
▪ telefone/número de emergência
...
...
NÍVEL B1

com interlocutor conhecido
com identificação profissional / marca de hierarquia
▪ Senhora Diretora, queria falar comigo?

com parentesco
▪ (Ó) Mãe, pode(s) chegar aqui, por favor?

reconhecendo o interlocutor
▪ Lembras-te/Lembra-se de mim?
sem nome/forma de tratamento
[- formal]
▪ Então?
▪ Como é que isso vai?
▪ Que tal (vai isso / estás)?

sem nome/forma de tratamento
[+ formal]
▪ Viva! Como está? / Passou bem?


(forma de tratamento +) nome [conhecido]
▪ (Então) Sérgio, como vais/que tal estás/que tal (vai isso)?
▪ Boa tarde, (D.) Sofia, como vai/como tem passado/passou bem?


com identificação profissional/marca de hierarquia

Como vai, Senhor Engenheiro?
▪ Como tem passado, Senhora Diretora?

com parentesco
Como está(s), avô?

na escrita
[+ formal]
▪ Caro João/colega, como tem passado?
com resposta a questão anterior + agradecimento e/ou interrog. retribuição
[Como tem passado, D. Rosa?]
Estou ótima/Tenho andado muito bem, obrigada!
▪ Vou indo, obrigada. E o senhor?
[Então, que tal vais/estás, Rodrigo?]
▪ Tudo ótimo! / Espetacular! E tu?
▪ Menos mal... E tu, como estás?
aludindo a um próximo encontro
▪ Até para a semana/o ano!
▪ Até qualquer dia!
▪ Até à próxima!


mostrando agrado
[+ formal]
▪ (Tive muito) Prazer em vê-lo(a)!
▪ Adeus! (Tive) Muito gosto em encontrá-lo(a)!

na escrita
[+/- formal]
▪ Com amizade,
▪ Saudações cordiais,
com ou sem (forma de tratamento +) nome
▪ Que tal vai isso, Miguel? / Que tal essa saúde?
▪ O que se passa? / Passa-se alguma coisa, Mariana?

em caso de indisposição/ doença/acidente
▪ Que tal vai essa recuperação?
▪ Como tem/tens passado esta semana? (Melhor?)

perguntando por terceiros
[- formal]
▪ Que tal os (teus) miúdos? (Ainda constipados?)
[+ formal]
▪ Dê, por favor, os meus cumprimentos à Sra. Diretora.
▪ Cumprimentos da minha parte (para todos).
[Dá um abraço/beijinho meu ao teu primo.]
▪ Darei, com certeza.
(pedir) desculpa/perdão (por)
▪ Peço(-te) (muita) desculpa pelo atraso.

sentir/lamentar (muito) (+ forma de tratamento e/ou nome) [conhecido]
▪ Sinto muito.
▪ Lamento, Pedro.
[Peço desculpa.]
▪ Está(s) desculpado(a).
▪ Não tens/precisas de pedir desculpa!

▪ Não te incomodes.
▪ Seja(m) bem-vindo(s)!
▪ Fico muito contente por estar(es) aqui!
ação ou acontecimento
▪ Está(s) de parabéns!
▪ Excelente!/Magnífico!/ Fantástico!
▪ Que maravilha!

aniversário ou outro momento especial
parabéns + por + or.
▪ (Muitos) Parabéns por passares no exame!
▪ À amizade / Ao amor!
▪ Quero fazer um brinde [a…]!!
▪ À nossa/vossa (saúde)!

brindar + a
▪ Gostava/Gostaria de brindar à nova diretora!
▪ Queremos brindar ao sucesso desta parceria!
desejar + GN
▪ Desejo-te tudo de bom!
▪ Desejo-vos umas férias fantásticas!

em caso de indisposição/ doença/acidente
▪ Desejo-lhe (umas) rápidas melhoras.
[- formal]
▪ (Muita) Força/Coragem!
obrigado(a)
Não era preciso, (mas) obrigado(a)!

obrigado(a) por + or.
▪ Obrigado(a) por me ajudar(em)!
▪ Muito obrigado(a) por telefonar(es), Luísa.


agradecer
▪ Agradeço-te(lhe) muito/imenso.

reagindo a boas vindas
obrigado(a) por + GN
▪ Obrigado(a) pelo convite.

retribuindo felicitações/votos
obrigado(a) (+ voto) + para + forma de tratamento + também
▪ (Muito) Obrigado(a), (feliz Natal) para si também.
agradecendo
[Obrigado(a)!]
▪ Obrigado(a) eu!
▪ Eu é que (te/lhe) agradeço!


não ter de quê
[+ formal]
[Muito obrigado(a)!]
▪ Não tem de quê!

nada
[Obrigadíssimo(a)!]
▪ Não há nada a/para agradecer!
com frase introdutória
▪ Queria apresentar-me./Gostava de me apresentar: Chamo-me Gustavo Silva (e tenho 23 anos/e sou português).
Gostava/Gostaria de te conhecer... Eu sou o Diogo (Andrade).

cumprimentando

▪ Luís (Pacheco); muito prazer/gosto em conhecê-lo(a).
querer/gostar + apresentar + nome (+ apelido e/ou outra inform. pes.)
▪ Gostava de vos apresentar/Queria apresentar-vos o Bruno (Sousa).

interrogativa
▪ Posso apresentar-vos o Jaime?
▪ Já conheces o meu primo da Suíça?
interrog. negativa
▪ Não me vais/queres apresentar à tua amiga?
interrog. negativa
▪ Não me vais/queres apresentar a tua amiga?
interrogativa
▪ Querias conhecer o meu irmão, não/pois era?
▪ Ainda não se conhecem, pois não/certo?
[Queria apresentar-te o meu amigo Bruno (Sousa).]
▪ (Muito) Prazer em conhecer-te!
▪ Muito gosto em conhecê-lo!
importar-se
▪ Importa(va)-se de repetir?
▪ Não se importa(va) de falar um pouco mais alto?
▪ Deixa(s)-me entrar/passar, por favor?
▪ Dá-nos licença de entrar?

imperfeito de cortesia
▪ Precisava de passar/entrar…, posso?
dando licença/permissão
imperativo repetido
[Dás-me licença (de entrar)?]
▪ Entra, entra!


negando ou adiando licença/permissão
imperativo
[Posso entrar?]
▪ Dê-me só um pouco/um bocadinho (por favor).

[- formal]
▪ Espera aí (um minuto)!
identificar/definir
alguém
em quem
Em quem (é que) confias mais?

alguma coisa
qual de
Qual destes bolos (é que) preferes?
▪ Qual dos casacos é o teu?

com que / com qual de
Com que livro (é que) ficaste?
Com qual dos livros ficaste?

atividades, acontecimentos
o que + fazer
O que (é que) tens feito nos tempos livres?

o que + passar
▪ O que (é que) se passou?

atividade/profissão

a que + dedicar-se
▪ A que (é que) se dedica?
situar no espaço
localização
local/localidade/zona
Esta zona da cidade é segura?

na vizinhança
Há algum café na vizinhança?

ao longo/ ao redor/ à volta de
Há vários cafés à volta da praça, não é?

daqui/dali/daí
A estação dos correios fica perto daqui?

onde + encontrar/encontrar-se/ situar-se/estar situado
Onde é que se encontra/posso encontrar o parque de estacionamento?
▪ Onde é que está situado o hospital?


diz-me onde
▪ Diz-me onde é a estação, se faz favor?

pode(s) dizer-me/sabe(s) dizer-me
▪ Pode dizer-me onde é a estação, por favor?
▪ Sabe dizer-me onde é que fica o museu?

localização relativa
de frente/ de costas para
▪ Queres ficar de costas para a janela?

no interior/ exterior
▪ Preferes jantar no exterior?

deslocação/direção
ir para/qual é o caminho para
Sabe como é que posso ir para a estação?
Qual é o caminho para a tua casa?

distância

qual é a distância de...até...
Qual é a distância daqui até tua casa?
situar no tempo
quanto + exp. adv. tempo
▪ Quantas horas tens para almoçar?

quanto tempo falta
Quanto tempo falta para acabar a aula?

há quanto tempo
▪ Há quanto tempo saíste de casa?


dentro de quanto tempo
▪ Dentro de quanto tempo começa o espetáculo?

daqui a + exp. adv. tempo
▪ Daqui a quantos dias vais de férias?

de quando
De quando é este filme?

durante + exp. adv. tempo
▪ Durante quantos anos viveste no Porto ?
com que idade
▪ C om que idade começaste a trabalhar?

quanto + caber/trazer/levar/ haver/constituir
▪ Quantas pessoas cabem no teu carro?
▪ Quantos chocolates traz esta caixa?
▪ Quantas embalagens de ovos levas aí?
▪ Quantos planetas há no sistema solar?
▪ Quantos alunos constituem a turma?

por cento (%)
Houve 100% de aprovações no exame?
que tal
Que tal o filme?
causa
qual + ser + a causa/a razão/ o motivo
Qual é a razão de teres chegado atrasado?

por que + é que
Por que é que saíste sem avisar?

levar a que + GN/ conj.
▪ O que é que levou à demissão do Vasco?
▪ O que é que levou a que o Vasco se demitisse?

fazer com que
▪ O que é que fez com que a Rute se zangasse com a Ana?

consequência
resultar em
▪ Em que é que resultou a tua conversa com o teu pai?

finalidade
para que
▪ Para que é que estudas português?
perceber (alguma coisa) de
Percebes de computadores?
Percebes alguma coisa de culinária?

conseguir
Consegues pronunciar este som?

ser capaz
És capaz de fazer o pino?
alguém
(V +) a + GN
[A quem é que telefonaste?]
▪ (Telefonei) ao meu irmão.
[A quem é que ofereceste esse livro?]
▪ (Ofereci-o) à minha colega.


alguma coisa
com + GAdj.
[Com que casaco é que foste à festa?]
▪ (Fui) com o azul.
[Com qual dos livros é que ficaste?]
▪ (Fiquei) com o maior.


atividades, acontecimentos
prep. + inf.
[O que é que estás a fazer?]
▪ (Estou) a ouvir música.
[Estás a fazer o quê?]
▪ (Estou) a passar a ferro.


or. declarativa
[O que é que se passou?]
▪ Houve um acidente.
situar no espaço
localização
em qualquer lado
▪ Deixo sempre as chaves em qualquer lado.

lado nenhum/ todo o lado
▪ Não encontro o meu casaco em lado nenhum.
▪ Há lixo em todo o lado.


localização relativa
de frente/costas para
▪ Quando estás de frente para o rio, a esplanada é do lado esquerdo.

contra/ diante de
▪ A casa da Marta é diante da minha.

no interior/exterior
A minha tia vive no interior do país.

à volta de/ ao longo de/ à porta de
▪ Há muitas árvores à volta da escola.
▪ A bilheteira fica à porta do cinema.
▪ Há muitos restaurantes ao longo desta estrada.

deslocação/direção
com destino a
O comboio com destino a Faro vai sair da linha 3.

por + cima/baixo/meio
▪ Este autocarro passa pelo meio da cidade.

distância
daqui... até... são... m/km
▪ Daqui até minha casa são 500 metros.

estar/ ficar a X quilómetros de distância
▪ Lisboa fica a cerca de 300 quilómetros de distância do Porto.

afastado de
O aeroporto é muito afastado da cidade.
situar no tempo
até + inf.
[Até quando ficas aqui?]
▪ Até acabar o estágio.


assim/logo que
[Quando é que soubeste da notícia?]
▪ Assim que liguei a televisão.
[Quando é que vais de viagem?]
▪ Logo que entre de férias.


antes que
[Quando é que entregas o relatório?]
▪ Antes que o meu chefe o peça.


até que
[Até quando ficas aqui?]
▪ Até que acabe o estágio.


ao mesmo tempo que
[Quando é que fizeste o bolo?]
▪ (Fiz o bolo) ao mesmo tempo que fazia o jantar.

por volta de
[A que horas é que vais almoçar?]
▪ Por volta do meio-dia.


perder/ganhar tempo
▪ Perdemos muito tempo na fila.

neste instante
▪ Estou a sair de casa neste instante.
somar/subtrair/dividir/ multiplicar
▪ O jantar custa 20 €, a dividir pelos dois.


aumentar/diminuir
▪ O número de nascimentos diminuiu este ano.

quantif. numerais fracionários/multiplicativos
▪ Um terço dos funcionários fez greve.
▪ Este ano houve o dobro de inscrições no curso.


num. cardinal + vezes + mais/menos
Hoje há três vezes mais turistas em Lisboa do que há 10 anos atrás.

adv. quantidade /quantif.
suficiente/ bastante/ ambos/ cada um/ qualquer um
▪ Hoje estudei bastante.
▪ Ambos os alunos passaram no exame.

pelo menos/ cerca de
▪ Hoje quero estudar pelo menos 30 páginas do manual.
▪ Já li cerca de 30 páginas do livro.

a maior/ menor parte
▪ A maior parte dos jovens gosta de sair à noite.

no total
▪ No total, havia 100 pessoas na sala.

por cento (%)
O desemprego baixou 1% este ano.

subida/baixa de
▪ Houve uma subida de preços .

expressões quantitativas
colherada/tablete/ramo de...
Adiciona uma colherada de mel.
▪ Ofereceram-me um lindo ramo de rosas.

banda/conjunto/associação...
▪ Tenho um conjunto de revistas antigas.
por/através de
[De que forma é que me posso inscrever?]
▪ Por carta.
▪ Através da Internet.


adv. valor modo / com + GN
[Como é que reagiram os alunos?]
▪ Alegremente.
▪ Com alegria.


de uma forma / de um modo
[Como é que ele falou na reunião?]
▪ Falou de uma forma brilhante.
causa
por + GN
▪ Contratámos este professor pela sua experiência.

por + inf.
▪ Escolhemos este hotel por ser barato.

por causa de + GN/ inf.
▪ Contratámos este professor por causa da sua experiência.
[Porque é que ficaste em casa?]
▪ Por causa de estar a chover.

visto / já / dado / uma vez que
▪ Vendi a minha casa, visto que vou mudar de cidade.

consequência
tão/tanto… que
▪ O barulho era tanto que tivemos de fechar a porta.

finalidade
para que
[Para que é que fugiste?]
▪ Para que ele não me visse.

com o objetivo/a intenção de + inf.
▪ Trabalhei nas férias com o objetivo de juntar dinheiro.
perceber + quantif./adv.
[Percebes de computadores?]
▪ Percebo pouco/muito/alguma coisa/bastante.

conseguir
▪ Consigo pronunciar este som.

(não) ser capaz de
▪ Não sou capaz de fazer o pino.
▪ Sou capaz de andar de bicicleta.
[Vens ao cinema connosco?]
▪ Talvez vá.
▪ Pode ser que sim/vá.
interrog. confirmação
▪ A sério?
▪ É isso?
▪ Pois não?
▪ É mesmo?
▪ É mesmo assim?
▪ É mesmo verdade?


interrog. confirmação com "não é verdade/assim?"
Vais começar um novo trabalho, não é verdade?

poder dizer se
Podias dizer-me se é assim que se escreve esta palavra?

poder confirmar
▪ Podes confirmar-me a que horas é o almoço amanhã?

querer saber se (sempre)
▪ Queria saber se sempre vens trabalhar amanhã.

questionar a verdade da informação
garantir/prometer/jurar
▪ Podes garantir que estiveste em casa o tempo todo?
expressão para confirmação
É verdade.
▪ É mesmo.
▪ A sério.


(pois) claro que + V
[Ligaste à Filipa ontem, não ligaste?]
▪ Claro que lhe liguei.

garantir/prometer/jurar que
▪ Garanto-te que vou amanhã ao médico.
▪ Prometo que não vou sair de casa.
▪ Juro-te que vi o Afonso à porta do restaurante.
entoação enfática
[O João mora em Lisboa.]
▪ Não, o João mora EM SINTRA.

é + inform. nova
[O João mora em Lisboa.]
▪ O João mora é em Sintra.


enunc. prévio negado com repetição
[O João mora em Lisboa.]
Não, não, mora em Sintra.

negação da inform. prévia
[O João mora em Lisboa.]
▪ Em Lisboa não, em Sintra.
poder + inf.
▪ Podias fechar a janela, por favor?


interrog.
Fechas a janela, por favor?
▪ Fechavas-me a janela, por favor?
precisar de/que
▪ Preciso de te pedir um favor.
▪ Preciso que me faças um favor.


ter de + pedir + GV + é que + or.
▪ Tenho de te pedir um favor. Podes emprestar-me cinco Euros? É que me esqueci da carteira em casa.

posso pedir que/para
▪ Posso pedir-te que me faças um favor?
▪ Posso pedir-te para me fazeres um favor?
precisar de ajuda para
▪ Precisava de ajuda para terminar este relatório.
dar/passar/trazer/emprestar + GN + atenuador
Traz-me o livro amanhã. Vou precisar dele.
▪ Empresta-me o teu guarda-chuva. É que está a chover.

poder dar/passar/trazer/ emprestar + GN
Podias emprestar-me o teu telemóvel para fazer uma chamada?

dar/passar/trazer + GN
Dá-me um café, por favor?
▪ Passas-me os guardanapos?
▪ Traz-nos a conta, por favor?
imperativo duplicado
Anda, anda!

inf.
Puxar aqui.
▪ Lavar à mão.


é preciso/necessário + inf.
▪ É preciso informar todos os clientes.
▪ Não é necessário colocar o vinho no frigorífico.
acedendo a realizar o pedido
Claro que sim.
▪ Do que precisas/precisavas?
▪ Que queres que faça?


acedendo a realizar o pedido com reservas
▪ Empresto-te o telemóvel, mas tens de ser rápido.


recusando-se a cumprir o pedido (justificando)
Desculpa, mas não me apetece. Estou cansado.
Desculpa, mas não posso. É que tenho um trabalho para terminar.
...
...
...
...
...
...
...
imperativo duplicado
▪ Sente-se, sente-se.

convidar (na escrita)
▪ Convido-te para a minha festa de aniversário amanhã à tarde.
querer que + ajudar (conj.)
▪ Queres que te ajude a levar as caixas?

deixar que + ajudar (conj.)
▪ Deixa-me que te ajude.

V + eu
▪ Posso ir eu ao supermercado.
aceitando a oferta/convite
Boa/Ótima ideia.
▪ Perfeito./Fantástico.
▪ Com muito gosto.


aceitando a oferta/convite com reservas
Bem, já que insistes...

recusando a oferta/convite (justificando)
Deixa estar.
▪ Fica para outro dia.
▪ Desculpa, mas não me apetece. Estou cansado.
▪ Desculpa, mas não posso. É que tenho um trabalho para terminar.
já saber se
▪ Já sabes se podes ir ao jantar?

sempre
▪ Sempre vamos ver o jogo?
propor/sugerir + GN/que
▪ Sugiro-te aquele restaurante mexicano, é muito bom.
▪ Proponho que comeces por este trabalho.


por que não + pres. ind.
▪ Por que não vamos beber um copo?

parecer bem / boa ideia + inf. pes.
▪ Parece-vos boa ideia esperarmos pelo João para tratar deste assunto?
aceitando
▪ Boa/Ótima ideia.
▪ Perfeito./Fantástico.

aceitando, com reservas
▪ Achas que sim?

hesitando
▪ Ainda não sei se vou.
▪ Ainda vou pensar no assunto.
▪ Talvez faça isso.

cedendo
▪ Pronto, está bem. Não insistas mais.
▪ Está bem. Se insistes tanto, eu faço o tu queres.

recusando, com justificação
▪ Talvez outro dia.
▪ Desculpa, mas não me apetece. Estou cansado.
▪ Desculpa, mas não posso. É que tenho um trabalho para terminar.
tentar + inf.
▪ Tenta descansar mais. Andas muito cansado.

aconselhar/recomendar + GN
▪ Recomendo-te este restaurante. É muito bom.

aconselhar a/recomendar que + conj.
▪ Recomendo-te que fales com o teu chefe.

por que não + pres. ind.
▪ Por que não te inscreves no curso?

achar que + ter de/dever/poder
▪ Acho que devias beber mais água.
achar que + conj.
Achas que telefone ao meu chefe?

recomendar/aconselhar + GN
▪ Que restaurante típico é que me recomendas?
▪ Que livro é que me aconselhas?

aconselhar/recomendar que + conj.
▪ O que recomendas que eu faça nesta situação?
or. declarativa + consequência
▪ Não subas para aí. Podes cair e magoar-te.

avisar
Avisamos os nossos clientes de que fechamos para férias amanhã.
avisar
▪ Aviso-te de que podes ter sérios problemas.
agradecendo o conselho
▪ Agradeço o teu conselho.

respondendo a advertência
Eu sei.
▪ Não te preocupes.
prometer
Prometo que te telefono amanhã.

jurar
▪ Juro que não o fiz de propósito.

garantir
▪ Garanto-lhe que amanhã recebe a encomenda.
prometer
▪ Prometes que me vens ajudar amanhã?

jurar
▪ Juras que essa é a verdade?

garantir
▪ Garante-me que de táxi chego mais depressa?
na minha opinião / a minha opinião é que
Na minha opinião, não devíamos ir ao jantar.

quanto a mim
Quanto a mim, saber informática é fundamental.

não pensar/achar que + pres. conj.
▪ Não penso que o Jorge acabe o trabalho a tempo.
▪ Não acho que a farmácia esteja aberta a esta hora.

parece-me/parece que
▪ Parece-me que o trabalho correu bem.

parecer/achar bem/mal que + pres. conj.
▪ Não acho bem que fumes aqui.

parecer/achar bem/mal + inf.
▪ Parece-me bem irmos à conferência para aumentar os nossos contactos.
▪ Acho mal fumares ao pé de crianças.


não parecer que + pres. conj.
▪ Não me parece que isso seja importante.

crer que
Creio que é mais importante ler do que ver televisão.

achar/parecer (imperf. ind.) melhor/ótimo/fantástico
▪ Achava melhor reler o documento.
▪ Parecia-me fantástico um fim de semana em Paris.
or. declarativa + o que é que + pensar/ parecer
Acho que este programa de TV não é muito interessante . O que é que tu pensas?
▪ Acho que este casaco é muito caro. O que é que te parece?


o que é que + pensar/ achar que
▪ O que é que pensas que devemos estudar primeiro?

o que + pensar sobre/de + GN
▪ O que é que (tu) pensas sobre o novo diretor?
▪ O que é que pensas deste livro?


o que é que + parecer + GN
▪ O que é que te pareceu o filme?

achar que + pres. conj.
▪ Achas que eu vá ao médico?

parecer (que)
▪ Parece-te que este livro é um bom presente?

parecer/achar bem/mal que + pres. conj.
▪ Parece-te bem que os trabalhadores façam greve?

na tua/sua/vossa opinião + or. interrog.
Na tua opinião, qual é o melhor restaurante desta zona?

quanto a/para ti/si/vós + or. interrog.
▪ Quanto a ti, qual é o melhor programa deste canal?
ser/estar/ficar + adj. (+ demasiado/demais)
Este bolo está demasiado doce.
▪ Este bolo ficou doce demais.


não ser/estar nada + adj.
Este bolo não é nada doce.
▪ Esta bebida não está nada forte.


achar (+ adv.) + adj. + GN
▪ Acho muito útil esta informação.

achar + adj./GN + que + conj.
▪ Acho fantástico que fiques cá.
▪ Acho uma maravilha que fiques cá.


parecer (+ adv.) + adj./GN
▪ Estes sapatos parecem-me caros.
▪ O exame pareceu-me um pouco difícil.
▪ Passear parece-me uma boa terapia.

ser assim-assim
O jantar estava assim-assim!
(não) aprovar
▪ Aprovo a tua decisão.
▪ Não aprovo o teu comportamento.


(não)apoiar
▪ Apoiado!
▪ Tens o meu apoio!


(não) estar certo/ estar errado + inf.
▪ Não está certo falar mal das outras pessoas!

achar + GN + inf.
▪ Acho uma parvoíce faltar às aulas.

achar bem/mal/normal/natural que + conj.
▪ Acho mal que as pessoas sejam consumistas.
▪ Acho normal que queiram ter mais filhos.


(não) achar que + pres. conj.
▪ Não acho que este trabalho esteja bem.

parecer (+ adv.) + adj./GN
Esse perfume parece-me uma boa escolha!
▪ Parece-me uma excelente ideia!

ser + boa/má ideia + inf.
É boa ideia ir à praia.

que boa/má ideia + inf.
Que boa ideia ir ao cinema!

que bem/mal que + ind.
▪ Que bem que está a tua exposição!
▪ Que mal que ele esteve na apresentação.

que bom/mau + que + pres. conj.
▪ Que mau que ele esteja sempre a reclamar!


do meu agrado/ao meu gosto
Este vinho (não) é do meu agrado.
▪ Prepararam tudo ao meu gosto.


poder + inf. + melhor
Podias fazer melhor.
▪ Podes desenhar melhor.

agradar/desagradar
▪ Agrada-me chegar e ver tudo pronto!
▪ O seu comportamento desagrada-me muito.
▪ Ótimo!
▪ Excelente!
▪ Fantástico!


que bem que + ind.
▪ Que bem que cantaste!
▪ Que bem que está o teu cabelo!
▪ Que bem que te fica esse vestido!


tão + adj.
O teu cabelo está tão bonito!
▪ Tens uma casa tão bonita!
então + or. interrog.
Então não foste à aula?

olhar para + GN
▪ Olha para isto!
▪ Olha para este!
▪ Olha para ele (ela)!
▪ Olhem para esta desarrumação!
não ter importância
▪ Não tem importância.
▪ Não importa.


não se preocupar
▪ Não te preocupes.
▪ Não se preocupe.


não + V + assim tão mal/mau
Não está assim tão mal.
▪ Não foi assim tão mau.
▪ Não fizeste assim tão mal.


acontecer
Acontece!

esquecer
▪ Já está esquecido!


não ter culpa
Não tens/tiveste culpa.
▪ Não é/foi culpa tua.
parecer + bom/bem/mal + GN/inf.
Pareceu-te boa a minha apresentação?
▪ Parece-vos bem ir ao cinema mais logo?


parecer boa/má ideia + GN/inf.
Parece-te boa ideia a sugestão do Zé?
▪ Parece-vos má ideia comprar este telemóvel?


parecer boa/má ideia que + pres. conj.
▪ Parece-te uma boa ideia que eu vá de férias a Itália?

or. declarativa + o que é que + pensar/achar/parecer
Acho que estas calças são bonitas. O que é que te parece?

o que é que + parecer + GN/inf.
O que é que te pareceu o filme?
▪ O que é que te parece pintar o quarto de azul?


que tal + GN
Que tal o jantar?
▪ Que tal as tuas férias?

ter + alguma crítica a fazer
▪ Tens alguma crítica a fazer?
isso é verdade
[Acho que é importante ler muito.]
▪ Isso é verdade.


claro que sim
[Quanto a mim, saber informática é fundamental.]
▪ Claro que sim.


estar de acordo com + pron. pes.
[Na minha opinião, não devíamos ir ao jantar.]
▪ Estou de acordo contigo.

estar de acordo com + GN
Estou de acordo com o novo regulamento interno.

também me parece que sim/não
[Parece-me que o trabalho correu bem.]
▪ Também me parece que sim.


também não me parece que + pres. conj.
[Não me parece que isso seja importante.]
▪ Também não me parece que seja importante.

também (não) parecer bem
[Parece-me bem levar o vestido preto à festa.]
▪ A mim também me parece bem.
[Não me parece nada bem que o Vicente não vá connosco.]
▪ A mim também não me parece bem.

com firmeza

ter toda a razão
[Creio que é mais importante ler do que ver televisão.]
▪ Tens toda a razão.


é evidente
[Acho que ler muito é importante.]
▪ É evidente!

com reserva
concordar / talvez ter razão + mas + opinião
▪ Concordo (consigo), mas também acho que...
▪ Talvez (até) tenhas razão, mas não te esqueças que...

expressando dúvida
(sim +) talvez / pode ser que sim
▪ Sim, talvez.
▪ Pode ser que sim.
isso não é verdade
[Acho que o professor não gostou do meu trabalho.]
▪ Isso não é verdade.


não estar de acordo com + pron.
[Creio que ver televisão não é importante.]
▪ Não estou de acordo (consigo).


não estar de acordo com + GN
Não estou de acordo com o novo regulamento interno.

não estar de acordo que + pres. conj.
Não estou de acordo que mudemos de horário.

parecer que sim/não
[Parece-me que o trabalho não correu muito bem.]
▪ A mim parece-me que sim.


não parecer que + pres. conj.
[Acho que o trabalho está a ficar muito bem.]
▪ Não me parece que esteja.


não parecer bem / parecer mal
[Parece-me bem que o almoço seja desmarcado.]
▪ A mim não me parece bem.


com firmeza
não achar/concordar nada com
[Penso que o uso do computador não é bom para as crianças.]
▪ Não acho nada.
▪ Não concordo nada contigo.


nada disso
[Atualmente, os jovens já não sabem conversar uns com os outros.]
▪ Nada disso! (Têm outras formas de comunicar.)


com reserva
não saber bem
[Este bar é muito tranquilo.]
▪ Não sei bem, acho que às vezes é barulhento.

nem por isso
[Este filme é muito violento.]
▪ Nem por isso.
(não) estar de acordo com + GN
Estás de acordo com o Hugo?

(não) estar de acordo que + pres. conj.
▪ Não estão de acordo que mudemos o horário da aula?

or. declarativa + o que (é que) te parece? / a ti o que te parece?
Parece-me que a nossa apresentação correu bem. O que é que te parece? / A ti o que te parece?

or. declarativa + (e tu) o que é que + pensar?
Penso que hoje as crianças comem demasiados doces. E tu, o que é que pensas?
não + achar que + ser (uma) boa/má ideia + inf.
▪ N ão achas que é má ideia faltar à aula?
▪ Não achas que é uma boa ideia ir ao cinema hoje?


não + parecer (uma) boa/má ideia
▪ Não te parece uma boa ideia jantar fora hoje?

interrog. confirmação com "não te parece"
As aulas de português são interessantes, não te parece?

interrog. confirmação com "não achas que tenho razão"
As crianças hoje têm pouco tempo livre. Não achas que tenho razão?

interrog. confirmação com "não concorda/está de acordo"
▪ A educação devia ser gratuita para todos, não concordas?
(não) estar de acordo com + GN / pres. conj.
▪ Estou de acordo com o Silvestre.
▪ Não estou de acordo com o novo horário.
▪ Não estou de acordo que mudemos de horário.

ser a favor de / contra + GN
▪ Sou a favor de uma nova eleição.
▪ Sou contra a aprovação do novo regulamento.

apoiar (+ adv.)
▪ Apoio totalmente a decisão da Margarida.
saber se/onde/como/que
O Salvador sabe onde fica o museu.

saber/conhecer/ perceber (+ muito/bastante/ alguma coisa) de + GN
▪ Percebo bastante de Geografia.
Sei alguma coisa de História.
▪ O Fernando percebe alguma coisa de informática.

ouver/ler/ver que
Ouvi que amanhã há greve.
não saber se/onde/como/que
Não sei como ir para o museu.

não conhecer/saber/ perceber nada de
Não sei nada de matemática.

não/nunca ouvir/ler/ver nada sobre
Nunca li nada sobre esse assunto.
sabes/sabias que
▪ Sabias que o Eduardo recebeu um prémio?

não conhecer/saber nada de
Não sabes nada de futebol?

perceber de
▪ Percebes de matemática?

perceber alguma coisa / não perceber nada de
Percebes alguma coisa de culinária?

ouviste/leste/viste que
Ouviste a notícia de que os impostos vão subir?

já ouviste falar de
▪ Já ouviste falar de José Saramago?
lembrar-se/recordar-se (de) que + or. declarativa
Lembrei-me de que hoje tenho uma consulta.
▪ Recordo-me que passava os verões com os meus primos.


não se esquecer (de) que + or. declarativa
Não me esqueci de que tenho de entregar o trabalho amanhã.
não se lembrar de + inf.
▪ Não me lembrei de trancar a porta.

esquecer-se (de) que + or. declarativa
▪ Esqueci-me de que hoje saías mais tarde.
lembrar-se/recordar-se/ esquecer-se (de) que + or.
Lembras-te de que viemos aqui um dia jantar?
▪ Esqueceste-te de que hoje íamos ao cinema?

não se lembrar / recordar (de) que + or.
Não te recordas de que o teu pai te proibiu de sair?
imperativo + (de) que + or. declarativa
Lembra-te de que amanhã não venho trabalhar.
certeza
estar certo (de) que
Estou certo de que vai correr tudo bem.

ter a certeza (de) que
Tenho a certeza de que ele não vem.

não/nunca duvidar + GN/(de) que
Não duvidei das suas intenções.
▪ Nunca duvidei de que ias passar o exame.


(não) é verdade que
É verdade que os jovens saem de casa mais tarde.
▪ Não é verdade que o chocolate faça mal à saúde.


dúvida/reserva
parecer
Parece-me que a loja está fechada agora.

talvez
Talvez vá à festa.

duvidar (muito)
Duvido que a Júlia venha ao jantar.

incerteza
não estar certo (de) que + conj.
Não estou certo de que o António vá à reunião.

não ter a certeza (de) que + conj.
Não tenho a certeza de que a Ângela goste desta comida.
muito possível
de certeza (que)
O Rui não te respondeu? De certeza que está numa reunião.

possível

ser possível que
É possível que amanhã não venha à aula.

(muito) possivelmente
▪ Possívelmente, amanhã vai chover.


talvez + pres. conj.
Talvez seja muito tarde para lhe ligar.

impossível
não ser possível / ser impossível
Não é possível que o trabalho esteja terminado amanhã.
▪ É impossível que o trabalho esteja terminado amanhã.
muito provável
de certeza (que)
O Rui não te respondeu? De certeza que está numa reunião.

o mais provável
▪ A Teresa ainda não chegou. O mais provável é que esteja doente.

provável

ser provável/possível
É possível que amanhã não venha à aula.

provavelmente/possivelmente
▪ Provavelmente, amanhã vai chover.


talvez + pres. conj.
Talvez seja muito tarde para lhe ligar.

pouco/nada provável
não ser provável / ser improvável
▪ É improvável que chova amanhã
ter a certeza (de) que
Tens a certeza de que a Rita não vem à reunião?

é (mesmo) certo que
É mesmo certo que vais mudar de casa?

é possível/provável que
▪ É possível que estejas enganado?

será que + estar certo/errado
▪ Será que a Florinda estava certa?
alta probabilidade
imaginar/supor que + pres. ind. + pres./fut. ind.
▪ Imagina que ele não chega a tempo. Temos/Teremos de adiar a reunião.
fut. ind.
A Inês virá à festa?
Estará a Teresa doente?
poder com
▪ Não preciso de ajuda, eu posso com os sacos.

ter facilidade/ habilidade para
▪ As crianças têm facilidade para aprender línguas.
▪ O Francisco tem habilidade para o piano.
ser incapaz de + inf.
O António é incapaz de falar em público.

não poder com
▪ Não posso com esta caixa.

não ter habilidade/ facilidade para
▪ O Simão não tem habilidade para os trabalhos manuais.

ter dificuldade em
▪ Tenho dificuldade em aprender línguas.
(não) ser bom a/em/com/para
▪ És bom com números?

(não) poder com
▪ Podes com essa bagagem?

ter facilidade/dificuldade para
▪ Tens facilidade para aprender línguas?

(não) ter habilidade para
▪ Tens habilidade para trabalhos manuais?
é preciso/necessário + GN/inf.
▪ É necessário conservar este alimento no frigorífico.
▪ É preciso acabar o trabalho até ao fim da semana.


é obrigatório + GN/inf.
É obrigatório o uso de vestuário adequado.
▪ É obrigatório usar cinto de segurança.


é preciso/necessário/ obrigatório que + conj.
▪ É necessário que todos os alunos leiam o livro.

precisar que + conj.
Preciso que me ajudes com este relatório.
não é preciso/necessário + GN/inf.
Para este trabalho, não é necessário ter um curso superior.

não é obrigatório + GN/inf.
Não é obrigatório o uso de farda neste colégio.

não é preciso/necessário/ obrigatório que + conj.
Não é preciso que tragas nada para o jantar.

é (completamente/totalmente) desnecessário
▪ É completamente desnecessário que imprima o relatório.

não precisar que + conj.
▪ Não preciso que vás comigo. Conheço o caminho até à casa da Luísa.
é preciso/ necessário/ obrigatório + GN/inf.
▪ É preciso usar chinelos na piscina?
É necessário inscrever-me para a conferência?
Quantos anos é obrigatório ter para conduzir em Portugal?

(não) é permitido + inf.
É permitido levar bagagem de mão.
▪ Não é permitido alimentar os animais.


poder-se/não se poder + inf.
▪ Pode-se fumar.
▪ Não se pode tirar fotografias.

(não) é possível + inf.
▪ Desculpe, mas não é possível passar por aqui.
é permitido + inf.
É permitido estacionar neste sítio?

poder-se/não se poder + inf.
▪ Pode-se fumar aqui?

(não) é possível + inf.
▪ É possível fazer lume aqui?
dando permissão
▪ Claro que te deixo levar o meu carro.
▪ Sim, pode-se.
▪ Claro que não me importo.
▪ Não incomodas nada.

negando permissão
Desculpa, mas não podes sair. É que amanhã tens de acordar cedo.
▪ Preferia que não o fizesses.
▪ Lamento, mas não é possível.
▪ De maneira nenhuma!
não (se) importar
▪ Não me importo.

questionando
por que razão/motivo
▪ (Mas) Por que razão é que não se pode comer aqui?
gostar de (imperf. ind. / cond.) + inf.
▪ Gostava de aprender mais sobre esse assunto.

esperar/querer/desejar + que + pres. conj.
▪ Espero que amanhã não chova!

ficar (imperf. ind. / cond.) contente/feliz/encantado com
▪ Ficaríamos contentes com o convite.

sonhar (em) / esperar + inf.
▪ Sonho em ter mais tempo para mim!

andar com / sentir desejo(s) de
▪ Ando com desejos de rever esse filme.

imperf. ind.
▪ (Eu) Fazia uma caminhada.

agora/até + imperf. ind.
▪ Agora nadava um bocadinho...


o que mais quero/desejo no(a) mundo/vida + ser
▪ O que mais quero na vida é encontrar bons amigos.
▪ Encontrar um trabalho é o que mais desejo neste mundo!
gostar de (imperf. ind. / cond.) + inf.
▪ Gostavam de saber o que aconteceu?

querer/desejar + que + pres. conj.
▪ Queres que eu te ajude?

que tal + GN/inf.
▪ Que tal um passeio na praia amanhã?
▪ Que tal irmos passear na praia amanhã?


achar
[o que + achar + de + GN/inf.]
▪ O que achas de um cinema mais logo?
▪ O que achas de lavarmos o carro hoje?


imperf. ind. / cond.
▪ Vias mais um episódio?

sonhar (em) / esperar + inf.
▪ Espera ser o diretor desta empresa?
pensar (em) + inf.
▪ Estou a pensar (em) investir no Líbano.
▪ Não pensavam contar-lhe.


planear + GN/inf.
▪ Planeavam um jantar/ir à praia no sábado.

futuro ind. (+ inf.)
▪ Descobrirei/Irei descobrir o que se passa.

cond. (+ inf.) [intenção futura no passado]
▪ Falariam/Iriam falar com o diretor mais tarde.

fazer o possível para
▪ Vou fazer o possível para estar presente.
pron. poss. + intenção/ideia/ plano/projeto + ser
▪ Qual é o teu plano?
▪ É sua intenção ficar em Portugal?


planear + GN/inf.
▪ Planeiam um passeio/passear pelo centro depois da conferência?

futuro ind. (+ inf.)
▪ Irás dizer-lhe alguma coisa sobre isso?

ter algo previsto/planeado/ pensado (para)
▪ Tens alguma coisa prevista/planeada para o teu aniversário?


(não) ter intenção de + inf.
▪ (Não) Tens intenção de ir ao jantar?

(não) ter planos
▪ (Não) Tens planos para quinta-feira à noite?
(não) agradar/desagradar + GN/inf.
▪ Os comentários dele (des)agradam-me sempre!
▪ Não me agrada acordar (tão) cedo ao domingo...


ser (um) apaixonado por / ter uma paixão por
▪ Sou (um) apaixonado por equitação.
▪ Tenho uma grande paixão por esta cidade.


do agrado
▪ Nenhum vinho é do meu agrado.

antipatizar / (não) simpatizar (+ adv.) com
▪ Não simpatizo (nada) com gente falsa.

ser fanático por + GN
▪ Eles são fanáticos por futebol!
agradar
▪ Agrada-te o cinema de animação?

paixão
▪ Qual é a vossa paixão?

do agrado
▪ Refeições mais leves são do seu agrado?

(não) antipatizar/simpatizar com
▪ Simpatizas com a vizinha do terceiro andar?

gostar/adorar/detestar/odiar + que + conj.
▪ Gostas que te ofereçam flores?
▪ O que detestas que te aconteça?
preferir que (pres. ind.)
▪ Prefiro que venhas amanhã.

preferir… a...
▪ Prefiro o branco ao azul.
▪ Preferimos estar aqui a ir embora.


interessar-se mais por/em... (do que / e menos por/em)
▪ Interesso-me mais pela defesa dos animais (do que por outras causas ambientais).

o melhor + ser (imperf. ind. / cond.)
▪ O melhor era conseguirmos bilhetes para a primeira fila.

o que / aquilo que (mais/menos) + preferir/ interessar/gostar + ser
▪ O que menos me interessa são os problemas dela.
▪ O que prefiro é ver um bom filme.
▪ Aquilo que menos gosto de fazer é arrumar a casa.

do que / aquilo de que mais gosto + ser
▪ Do que mais gosto é passar tempo a conversar com amigos.

ser preferível/melhor + GN / inf. (pes.)
▪ É preferível ficarmos em casa.
preferir que (pres. ind.)
▪ Preferes que eu volte mais tarde?

preferir… a…
▪ Preferes continuar neste projeto a começar com o novo?

interessar-se mais por/em... do que
▪ Interessas-te mais por este tema do que pelo anterior?

ser melhor/preferível/mais adequado
▪ Que datas são preferíveis para si?
▪ O que (é que) é melhor para ti?


prep. + preferir
▪ Com quem preferes fazer esse trabalho?
▪ Até que horas preferias ficar?


o que mais/menos + interessar/ gostar
▪ O que menos gostas de fazer de manhã cedo?
▪ O que mais te interessa neste trabalho?


de que/qual + gostar
▪ De qual é que gostas mais?
▪ De que prato gostas mais (nesta ementa)?

(não) ser preferível/melhor + GN / inf. (pes.)
▪ Não era melhor ficarmos em casa?