Nampula: Exposição “Futuros Presidentes de Moçambique”

Date
01-08-2019 - 20-09-2019
Location
Nampula

Description

Entre o 1 de agosto e 20 de setembro de 2019, estará patente, na Biblioteca da Faculdade de Ciências Sociais e Humana da Universidade Lúrio, na Ilha de Moçambique, a exposição Futuros Presidentes de Moçambique, numa organização conjunta da ONGD Helpo, do Museu da Ilha de Moçambique, da Universidade Lúrio e do Camões, I.P.

Esta exposição integra um conjunto de vinte fotografias de Luís Mileu e de histórias da autoria de Ricardo Henriques. O fotógrafo e o escritor estiveram nas Províncias de Nampula e de Cabo Delgado, durante duas semanas, a convite da Helpo, para captarem a realidade em que vivem muitas crianças moçambicanas. Desse trabalho resultaram vinte histórias de crianças vulneráveis, que espelham também uma imagem das comunidades rurais em que estão inseridas, acompanhadas das fotografias que lhes dão rosto. A mensagem inequívoca inerente a esta exposição é a de que através da educação qualquer criança pode ter um futuro promissor, pode aspirar a ser tudo o que quiser, inclusive Presidente da República. A educação é, neste sentido, tomada como um instrumento transformador da vida de milhões de crianças e alerta-se para a importância das crianças terem direito a sonhar e a serem simplesmente crianças.

O projeto foi produzido pela agência de criatividade Big Fish e contou com os seguintes apoios: Camões, I.P., Millennium Bim, Galp. Este projeto de Luís Mileu e de Ricardo Henriques esteve já patente em Lisboa, na Assembleia da República, na Ribeira das Naus, no Mercado de Santa Clara e no Clube de Criativos; em Maputo, Moçambique, no Camões - Centro Cultural Português; em Nampula, no Museu Nacional de Etnologia; e, durante este ano e o próximo, estará patente em outras cidades portuguesas e moçambicanas.

A inauguração da exposição terá lugar no dia 1 de agosto, às 10h00, na Biblioteca da FCSH da UniLúrio, na Ilha de Moçambique.

Sobre a ONGD HELPO:

Presente em Portugal, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Guiné-Bissau, a Associação Helpo tem como objetivo prestar apoio às populações mais vulneráveis de países com baixo índice de desenvolvimento humano. Nos países em vias de desenvolvimento trabalha junto das instituições locais para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, nomeadamente das áreas ligadas à infância, educação e saúde materno-infantil e nutricional, setores chave da sua intervenção. A Helpo chega a mais de 19 mil crianças em situação vulnerável.

Em Moçambique, desde 2008 que a Helpo está no norte do país, onde intervém diretamente em comunidades rurais desfavorecidas em Cabo Delgado e em Nampula, trabalhando para a promoção do desenvolvimento através da educação e da nutrição.