Brasil: Cátedra João Lúcio de Azevedo na Universidade Federal do Pará (UFPA)

Publicado em terça, 26 setembro 2017 18:10

O Camões – Instituto da Cooperação da Língua, I.P. e a UFPA acordaram na criação da Cátedra João Lúcio de Azevedo, que visa estreitar os laços de colaboração com vista à pesquisa e difusão da História, Cultura, Literatura de Portugal e da Amazónia, incluindo as suas relações com as culturas de expressão portuguesa. A assinatura do Protocolo decorrerá no dia 29 de setembro, na Universidade Federal do Pará, em Belém, com a presença do Embaixador de Portugal.

Pretende-se ainda a formação, integração e fortalecimento de uma rede de intercâmbio cultural e científico internacional, que contemple investigadores da Amazónia e de Portugal, incluindo ações de campo em Portugal, no Brasil e nos países de expressão portuguesa.

Será desenvolvido junto da Universidade e da cidade de Belém do Pará, um conjunto de iniciativas de caráter científico e cultural que visem as seguintes linhas de investigação: cultura e literatura luso-afro-brasileira; história da língua portuguesa.

A proposta nesse sentido foi apresentada em maio de 2017, em Lisboa. Após o acolhimento inicial da intenção da UFPA, uma equipa constituída pelos Professores Maria Adelina Amorim, da Universidade Nova de Lisboa, Maria de Nazaré Sarges e Aldrin de Moura Figueiredo, da UFPA, elaborou um detalhado projeto para a sua concretização. Em agosto passado, a proposta foi aprovada.

A Cátedra João Lúcio de Azevedo ficará diretamente vinculada à Pró-Reitoria de Relações Internacionais e ao Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia. Terá como coordenadora na UFPA a Prof.ª Dra. Maria de Nazaré Sarges, docente do Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia, da UFPA. As suas atividades serão desenvolvidas em parceria com a Universidade Nova de Lisboa e instituiçõesda comunidade luso-brasileira no Pará, de prestígio no campo académico, cultural, social e do desporto, em especial a Sociedade Beneficente Portuguesa do Pará, fundada em 1854, o Grêmio Literário e Recreativo Português, fundado em 1868, e a Tuna Luso-Brasileira, fundada em 1903, todas elas com sede em Belém do Pará.

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.