Apresentação Pública da Obra “ Camões e Cervantes – Contrastes e Convergências”

Publicado em terça, 22 janeiro 2019 11:31

Foi apresentado no dia 21 de janeiro de 2019, às 16h30, no Auditório do Camões, I.P. (Rua Rodrigues Sampaio, 113, Lisboa), a obra “ Camões e Cervantes – Contrastes e Convergências”, uma publicação do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. e do Instituto Cervantes, que presta homenagem aos dois maiores expoentes da literatura ibérica e europeia. Esta sessão contou com a presença do autor, Helder Macedo, bem como do Presidente do Camões, I.P., Luís Faro Ramos e do Presidente do Instituto Cervantes, Luís Garcia Montero.

O livro é composto por dois ensaios: o primeiro assinado por Helder Macedo, reflete sobre “Luís de Camões: os opostos complementares”, colocando o Poeta como o «pioneiro da moderna consciência universalista» e um segundo capítulo, da autoria de Carlos Alvar, sobre Miguel de Cervantes, intitulado “O pintor de Lisboa (Os trabalhos de Persiles e Sigismunda,iii,1)”. Os dois autores sublinham os vasos comunicantes entre os maiores vultos da cultura ibérica: Camões escreveu em Castelhano e Cervantes refere-se várias vezes a Lisboa.

Na mesma ocasião foi apresentada a obra “Cervantes y Portugal – Historia, Arte y Literatura”, que reúne as atas do congresso realizado na Biblioteca Nacional de Portugal por ocasião da comemoração do IV Centenário da Morte de Cervantes com organização de Aurelio Vargas Díaz-Toledo e José Manuel Lucía Megías, editada pelo Instituto Cervantes. O evento contou com a presença de Aurelio Vargas Díaz-Toledo e Alfredo Alvar, que serão apresentados pelo diretor do Instituto Cervantes de Lisboa, Javier Rioyo Jambrina.

Este evento enquadra-se no reforço da parceria entre o Camões, I.P. e o Instituto Cervantes  e nas comemorações dos 500 anos da Circum-navegação realizada por Fernão de Magalhães e Juan Sebastián Elcano.

20446 1

20446 2

20446 3

20446 4

20446 5

20446 6

20446 7

20446 8