Assinatura da Estratégia Conjunta Europeia para o Senegal 2018-2023

Publicado em sexta, 14 dezembro 2018 10:58

Teve lugar no dia 7 de dezembro de 2018, em Dakar, a Cerimónia de assinatura da Estratégia Conjunta entre o Governo do Senegal (Ministro da Economia Finanças e do Plano, Amadou Ba), a União Europeia (Embaixadora Irene Mingasson) e 12 Estados Membros da UE presentes no Senegal (Alemanha, Áustria, Bélgica, França, Espanha, Holanda, Itália, Luxemburgo, Polónia, Portugal, República Checa e Roménia).

 

Portugal esteve representado pelo Embaixador Vítor Sereno, Chefe de Missão na Embaixada de Portugal em Dakar desde setembro último.

A Embaixadora da UE, na sua alocução, frisou que, Estratégia Conjunta “ilustra a vontade de manter e de consolidar uma parceria económica e política privilegiada entre as duas partes; promove uma maior coordenação e complementaridade na preparação e execução das intervenções e robustece o impacto global e a visibilidade da cooperação europeia”. Anunciou ainda estar a ser mobilizada uma dotação orçamental indicativa comum de 750 M€ para o período de 2018-2023.

O Ministro Amadou Ba, começou por fazer referência ao PSE (Plano Senegal Emergente) - estratégia nacional adotada em 2014, que tem por objetivo tornar o Senegal num país emergente até 2035 – congratulando-se com alinhamento da Estratégia Conjunta com os 3 eixos prioritários do PSE, aludindo a “um desenvolvimento sustentável gerador de emprego, integrando a questão das alterações climáticas”, “uma população de boa saúde e educada, que beneficia de proteção social adequada”, e por fim, “o reforço da governação, segurança e gestão das migrações”.

O governante senegalês pôs ainda em relevo os domínios cobertos pela 2.ª fase do Programa Indicativo Nacional da UE (período 2018-2020 do PIN para o Senegal do 11.º FED) “energia; emprego e setor privado; governação económica e gestão das finanças públicas; a segurança; as migrações; e o desenvolvimento rural”.

20391 2

20391 3