Aviso de Abertura - Aditamento: Candidatura para Projetos de Ação Humanitária de ONGD 2021

Publicado em sexta-feira, 19 março 2021 15:43

O Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., no uso das atribuições e competências previstas na lei e nos seus estatutos e no espírito do protocolo de cooperação celebrado entre o Ministério dos Negócios Estrangeiros, o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., e a Plataforma Portuguesa das ONGD, em aditamento ao Aviso de Abertura oportunamente publicado, informa que o período de candidatura foi estendido até 3 de maio de 2021 e que a apresentação de propostas de projeto pode ser efetuada por via eletrónica para o seguinte endereço: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

As candidaturas devem ser remetidas até às 13h00 do dia 3 de maio de 2021.

Caso não seja recebida qualquer confirmação quanto à boa receção da candidatura no espaço de 24 horas, a ONGD proponente deve entrar em contacto com o Camões, I.P., através dos endereços seguintes:

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Mais informa o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., que, considerando os desafios resultantes da pandemia, em particular os efeitos na capacidade efetiva de as ONGD captarem apoio financeiro junto de outras entidades, no quadro das Linhas de Cofinanciamento de Cooperação para o Desenvolvimento e de Ajuda Humanitária 2021, serão excecionalmente aceites contribuições em espécie.

O Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., comunica ainda que foram efetuados ajustamentos aos formulários de candidatura com a inclusão de um novo ponto destinado ao Sistema de Marcadores de Política para efeitos do CAD da OCDE. Tratam-se de seis marcadores temáticos: i) Desenvolvimento Participativo/Boa Governação; ii) Igualdade do Género; iii) Desenvolvimento do Comércio; iv) Saúde Reprodutiva, materno-infantil e da criança (RMNCH); v) Redução do Risco de Desastres (DRR); e vi) Ambiente. Tratam-se ainda de quatro marcadores do Rio: i) Biodiversidade; ii) Alterações Climáticas – Mitigação; iii) Alterações Climáticas – Adaptação; e iv) Desertificação.

 

Tópicos neste artigo: