Contra a minha vontade: desafiando as práticas que prejudicam mulheres e meninas e impedem a igualdade entre os géneros

Publicado em quarta-feira, 01 julho 2020 09:49

A edição de 2020 do Relatório do Fundo das Nações Unidas sobre a Situação da População Mundial, sobre o tema “Against my will: defying the practices that harm women and girls and undermine equality”, foi apresentado no dia 30 de junho de 2020, às 14h30, numa iniciativa conjunta Camões, I.P., P&D Factor e FNUAP.

Este importante relatório das Nações Unidas tem sido apresentado, nas suas anteriores edições, na Assembleia da República com o Grupo Parlamentar Português sobre População e Desenvolvimento. Este ano, a apresentação teve lugar no Auditório do Camões, I.P.

O evento foi co-presidido pelo presidente do Camões, I.P. por Luís Faro Ramos e pela deputada Maria António Almeida Santos, contando ainda com participação de Catarina Furtado, Embaixadora da Boa Vontade do FNUAP (Fundo das Nações Unidas para a População) e de Mónica Ferro, Diretora do Escritório da FNUAP em Genebra, que apresentou o relatório deste ano. Após intervenções de deputados dos vários grupos parlamentares, Alice Frade, da ONGD P&D Factor fez uma intervenção sobre práticas nefastas e direitos das meninas e mulheres. A sessão terminou com uma exposição de Fatumata Djau Baldé do Comité Nacional para o Abandono de Práticas Tradicionais Nefastas à Saúde da Mulher e da Criança da Guiné-Bissau (CNAPN).

O FNUAP é, para a Cooperação Portuguesa, um parceiro tradicional e estratégico, com quem tem sido desenvolvido trabalho conjunto na implementação de projetos com impacto comprovado: no combate à Mutilação Genital Feminina, na luta contra os casamentos infantis, na redução da mortalidade materna e neonatal, na luta contra a fístula obstétrica, ou na sensibilização e luta contra a descriminação dos albinos, sendo uma das parcerias mais importantes que o Camões, I.P. mantém com as Nações Unidas.

No quadro nacional, o Camões, I.P. integra também o Grupo de Trabalho intergovernamental para Eliminação da Mutilação Genital Feminina, desde a sua criação em 2008, grupo esse responsável pela elaboração dos vários Programas de Ação para a Prevenção e Eliminação da Mutilação Genital Feminina (MGF), colaborando ainda nas iniciativas deste grupo para dar a conhecer a prática da MGF.

Pode ler o relatório aqui: https://www.unfpa.org/swop

31670 1

31670 2

31670 3

31670 4

Tópicos neste artigo: