EUA: Exames NEWL de português nos Estados Unidos com maior número de inscritos de sempre

Publicado em terça-feira, 08 junho 2021 17:28

O exame online de português nos Estados Unidos no âmbito do National Examinations in World Languages (NEWL) teve este ano o maior número de inscritos, 345 pessoas.

De 345 inscrições, 279 chegaram à fase final ou ‘main exam’, nos dias 03, 17 ou 25 de maio de 2021, oriundos de 29 escolas em 13 estados norte-americanos.

Os NEWL são exames realizados através do computador, para ler, escrever, ouvir e gravar respostas faladas, para que sejam avaliados conhecimentos em português, árabe, coreano ou russo e destinam-se a estudantes a partir do 9.º ano de escolaridade, ou com idades a partir dos 14 anos.

Os exames NEWL são aceites como créditos para candidaturas ao ensino superior nos EUA e representam uma certificação dos conhecimentos linguísticos de português como vantagem para entradas em algumas universidades.

No presente ano letivo contam-se 20 mil alunos de português e 386 professores, em 189 escolas em todos os Estados Unidos.

Deste total, 130 são da Direção Escolar do Estado do Utah (com a qual o Camões, I.P. celebrou um Memorando de Entendimento) e 109 são lusodescendentes, que beneficiaram do apoio financeiro previsto no Memorando tripartido, assinado em 30 de abril de 2020, entre o Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., a Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento (FLAD) e a American Councils for International Education (AC). 

Verificou-se, este ano, uma maior participação de alunos de origem brasileira – 140 dos estudantes que efetuaram o exame optaram pela versão PB.

Esta edição de 2021 do exame NEWL foi realizada em formato online, na maioria dos casos a partir de casa, com o equipamento tecnológico exigido, com a supervisão de proctors/vigilantes da AC e com garantia de qualidade por parte do College Board. 

Pelo segundo ano consecutivo, os exames contaram com a participação de estudantes da Escola Internacional das Nações Unidas (UNIS). Registou-se, ainda, uma maior participação de alunos das escolas comunitárias portuguesas e uma grande percentagem de estudantes que aprendem o nosso idioma nas escolas americanas (regime integrado do português) de Massachusetts, Nova Jérsia e Califórnia, e de outros estados nos EUA, onde residem fortes comunidades de expressão portuguesa.

32431 7 

Tópicos neste artigo: