Formação no âmbito do projeto “Cultura i nô balur” promovido pela FEC na Guiné-Bissau

Publicado em terça-feira, 09 julho 2019 12:12

Os alunos da formação contínua “Cultura e Tradição da Guiné-Bissau em Contexto Educativo”, desenvolvida no âmbito do projeto “Cultura i nô Balur”, visitaram o Museu Etnográfico de Bissau, onde descobriram um pouco mais acerca da cultura e das tradições guineenses.

“As nossas formações têm vindo a acontecer dentro de 4 paredes e tudo aquilo de que falamos durante a formação é no domínio teórico. Por isso, achámos por bem deslocarmo-nos hoje até ao Museu para os alunos conhecerem in loco aquilo que andavam a estudar na teoria”, refere Eduardo Badjebo, um dos formadores.

“Cultura i nô balur” é um projeto desenvolvido pela Fundação Fé e Cooperação (FEC) na Guiné-Bissau, em parceria com a ENGIM Guiné-Bissau, a Universidade Católica da Guiné-Bissau, o Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, a Associação de Escritores da Guiné-Bissau e a ONGD Afectos com Letras, com financiamento da União Europeia, Misereor e do Camões, I.P.

O projeto visa: i) Recuperar e divulgar a cultura guineense através do estudo da literatura, música e artesanato; ii) Promover a cultura guineense a partir do conhecimento científico, através da formação de quadros graduados e pós graduados; iii) Promover o acesso livre da população guineense a feiras e ateliers demonstrativos do património cultural no campo da literatura, música e artesanato.