Luxemburgo: “Collage / Décollage” | Exposição do duo de artistas Borderlovers

Publicado em quinta-feira, 11 julho 2019 15:23

A Embaixada de Portugal e o Camões - Centro Cultural Português (CCP) no Luxemburgo têm o prazer de divulgar a exposição “Collage / Décollage”, do duo de artistas Borderlovers, Pedro Amaral e Ivo Bassanti, que estará patente no CCP de 12 de julho a 9 de outubro de 2019.

Nesta ocasião serão apresentados uma série de trabalhos que surgem de um processo criativo iniciado no ano de 2018. Em resposta ao convite deste CCP, os artistas Pedro Amaral e Ivo Bassanti realizaram uma residência artística neste país, da qual resultaram intervenções de colagem e descolagem de pinturas de figuras portuguesas e luxemburguesas célebres, nas ruas da capital do Luxemburgo.

A inauguração da exposição terá lugar no 12 de julho, às 18h30.

No dia 13 de julho, às 19h30, acontecerá no CCP do Luxemburgo a estreia do filme Borderlovers, de François Baldassare, na presença do realizador e dos artistas Pedro Amaral e Ivo Bassanti.

Unidos por uma paixão pela representação, apropriação, excesso e improviso Pedro Amaral (Lisboa, 1960) e Ivo Bassanti (Lisboa, 1979) formam em 2017, em França, o duo artístico Borderlovers. 

Com um vasto corpo de trabalho produzido em apenas dois anos destacam-se diversas obras e ações realizadas com o apoio do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. e respetivas representações em França e no Luxemburgo. Em junho de 2018, a convite do CCP no Luxemburgo, e no âmbito da celebração do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, fazem uma residência na capital do Luxemburgo, da qual resultam diversas colagens de pinturas originais nas paredes das ruas da cidade. Tratou-se de uma série de homenagens a autores e artistas portugueses e luxemburgueses em diálogo: Anise Koltz e Sophia de Mello Breyner Andresen, Almada Negreiros e Joseph Kutter, Sérgio Godinho e Serge Tonnar, entre outros. O material colado e posteriormente descolado constitui o ponto de partida para a exposição “Collage/Décollage”. A exposição será desta vez no interior do CCP no Luxemburgo, localizado na Praça Joseph Thorn.

Os artistas que gostam de referir a Trégua de Natal de 1914, como um avatar do seu trabalho e do seu pensamento, recapitulam a sua última ação na residência artística realizada no Luxemburgo no ano transato: uma significativa colagem, feita no Grund, no dia Nacional do Luxemburgo, de representações de Aristides de Sousa Mendes, cônsul de Portugal em França e no Luxemburgo e da Grã-Duquesa Charlotte de Luxembourg. São estas duas personalidades que servem de anfitriões da exposição “Collage / Décollage”, onde se poderão ver também representados outros ícones das culturas dos dois países, como Fernando Pessoa, Sophia de Mello Breyner Andresen, a Gelle Fra e o seu autor, Claus Cito, Michel Rodange e Edmond de la Fontaine, entre outros. Segundo Pedro Amaral, os artistas juntaram às variações conceptuais, gráficas e cromáticas noções de cura, de espiritualidade e de pacificação universais e dedicam a exposição aos povos dos dois países.

20951 2

20951 3