PACED representado no Dia da Europa em Luanda

Publicado em quinta-feira, 09 maio 2019 17:37

A Delegação da União Europeia em Luanda associou-se às comemorações do Dia da Europa, celebrado todos os anos a 9 de maio, convidando alguns dos 12 Projetos de Cooperação desenvolvida com Angola e financiados pela União Europeia, para estarem presentes numa exposição conjunta que contou com centenas de convidados, a 8 de maio de 2019.

A representação do Projeto de Apoio à Consolidação do Estado de Direito nos PALOP e Timor-Leste (PACED) foi assegurada por Kiandara do Nascimento e Itiandro Simões, pontos focais da Unidade Técnica Nacional de Angola, em colaboração com a Embaixada de Portugal em Luanda, representada por Teresa Mateus, Adida da Cooperação, e por Rodrigo Subtil, Técnico de Cooperação.

No espaço reservado ao PACED, esteve disponível informação em folhetos e pequenas publicações dando conta das atividades realizadas, exibindo-se uma apresentação geral do Projeto, incluindo resultados já alcançados.

Em simultâneo, decorreu a exibição dos spots televisivos alusivos às temáticas do PACED e que, em breve, começarão a ser exibidos na Televisão Pública de Angola e nos restantes PALOP e Timor-Leste.

O Projeto de Apoio à Consolidação do Estado de Direito nos PALOP e Timor-Leste (PACED) é cofinanciado pela União Europeia (no valor de 7 Milhões EUR ao abrigo do 10.º Fundo Europeu de Desenvolvimento) e cofinanciado e executado pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. (no valor de 1,4 Milhões EUR). Tem como objetivos a afirmação e consolidação do Estado de direito nestes países, assim como a prevenção e luta contra a corrupção, o branqueamento de capitais e a criminalidade organizada, em particular, o tráfico de estupefacientes.

Em Angola, para além da Presidência da República, o PACED trabalha diretamente com o Tribunal Supremo, a Direção Nacional para Integração, Cooperação e Negócios Internacionais, do Ministério da Economia e Planeamento, com o Banco Nacional de Angola, o Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, a Procuradoria-Geral da República de Angola, a Unidade de Informação Financeira e o Ministério do Interior - Serviço de Investigação Criminal (SIC).

Mais informações em: www.paced-paloptl.com