Portugal: 5.º Encontro – Rede de Ensino Português no Estrangeiro, em Lisboa

Publicado em quinta-feira, 30 julho 2020 17:31

O 5.º Encontro - Rede de Ensino Português no Estrangeiro, organizado pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., decorreu nos dias 22 e 23 de julho de 2020, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, sob o lema "Aprender e Ensinar em Tempos de Emergência", com transmissão online, tendo contado com mais de 420 inscritos e a presença de cinco membros do governo.

Na sessão de abertura, o Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, sublinhou que a pandemia de Covid-19 veio acelerar uma era de transformação digital e que o Ensino Português no Estrangeiro (EPE) tem também que se adaptar a essa grande transformação em muitas das suas modalidades de ação, acrescentando que será necessário “mudar a nossa forma sistémica de abordagem a essa transformação digital” e que esta é construída em cinco grandes áreas complementares.

110603532 10157027845030443 2225119667155700784 n

A primeira é a da organização, destacou, defendendo que foi possível “aumentar exponencialmente” a eficácia das formas de contacto com professores, coordenadores de ensino, alunos e familiares. Augusto Santos Silva apontou a inventariação, o armazenamento e a distribuição de conteúdos como outra área complementar à transformação digital, e deu como exemplos o que está a ser feito em dois projetos: a Biblioteca Digital Camões que já reúne quase quatro mil itens – entre livros, manuais e publicações periódicas – de acesso gratuito online a qualquer pessoa, e o projeto ‘Ler em rede’ que está a ser desenvolvido pelo Camões, I.P. em parceria com o Instituto Português do Oriente e que se traduz numa plataforma de apoio à leitura. O Chefe da Diplomacia portuguesa apontou ainda três outras grandes áreas complementares: a Formação de professores; o Ensino e certificação; e as Parcerias com outras entidades.

O Presidente do Camões, I.P., Luís Faro Ramos, realçou que o encontro de 2020 teve a particularidade de ajudar a projetar o futuro do Ensino Português no Estrangeiro “em tempos diferentes”, acrescentando que os docentes são “um pilar do EPE”, elogiando os resultados do esforço coletivo, considerando como mais importante e duradouro terem podido avançar “muito em quatro meses”, em termos digitais. “Na produção de conteúdos, na certificação de competências, na formação, constituímos consórcios, consolidamos parcerias com instituições de referência, a uma escala inédita”, exemplificou.

IMG 9715

A título de exemplo, citou o repositório digital que resultou do trabalho de professores e alunos da rede EPE, e que está já disponível para todos os docentes tanto da rede oficial como da rede apoiada. Posteriormente, será disponibilizado a professores de outras redes, mediante uma inscrição na plataforma eLearning do Camões, I.P.

Luís Faro Ramos referiu ainda a plataforma digital  a ser desenvolvida por um grupo de docentes em cooperação com o Instituto Português do Oriente e “que deverá estar disponível a curto prazo”.

Outra inovação em tempos de pandemia foi o consórcio criado entre o Camões, I.P. e cinco universidades portuguesas que permitiu pela primeira vez a realização de um curso de verão de Língua e Cultura Portuguesas, em formato online, certificado por todos os parceiros, com início em julho. No âmbito das parcerias, Luís Faro Ramos referiu a que foi posta em prática com as autoridades educativas luxemburguesas, afirmando que “o que se passou no Luxemburgo é exemplar”.

“Foram as autoridades educativas luxemburguesas a apelar à ajuda dos docentes portugueses para o final do ano letivo nas escolas daquele país, apelo que foi correspondido”, revelou, agradecendo aos professores portugueses “pela sua generosidade extra”, num país onde tudo aponta para um ano letivo presencial.

Sobre os resultados do Encontro, defendeu que o Camões, I.P., e a rede EPE sairão “mais bem preparados para lidar com os cenários educativos que os países onde estamos a ensinar, decidirem colocar em prática”. Os participantes destacaram a atualidade dos temas abordados e a partilha de experiências.

Relativamente ao 2.º dia, em que pontuaram os painéis temáticos, 65% de avaliações submetidas pelos participantes atribuíram a nota máxima (5).

A metodologia e oradores/moderadores também mereceram grande aprovação dos docentes que deixaram várias sugestões como por exemplo a inclusão do Ensino Superior e da Cultura.

Dados obtidos, com base na avaliação realizada, permitem demonstrar o sucesso do 5.º Encontro de professores da Rede EPE, sucesso esse para o qual contribuiu o modelo híbrido adotado para o evento, articulando o regime presencial e a distância, permitindo aumentar o número de participantes e a própria geografia da participação, bem como constituir-se como inequívoco espaço de partilha e reflexão.

O duplo formato adotado, mais orientado no primeiro dia e relativamente mais aberto no 2.º, permitiu aos participantes posicionarem-se em função dos seus interesses ou necessidades específicas, atendendo aos temas/cenários propostos.

Vários professores, que participaram nesta iniciativa e que lecionam em diferentes geografias, sublinham os resultados positivos. Ângela Barroqueiro, da Coordenação de Ensino EPE de Espanha e Andorra, concluiu que, “a partir deste momento, o ensino-aprendizagem também se “escreve” inequivocamente de forma digital e o papel do professor continuará a ser imprescindível pela sua relevância em termos socio-afetivos, mesmo quando estamos perante um modelo não presencial.” , acrescentando que “a diversidade e a partilha de saberes foram, na minha opinião, os pontos mais positivos deste encontro, que mostrou a capacidade que um corpo docente bem preparado e dinâmico tem de recriar-se e de adaptar-se em termos de ensino-aprendizagem”.

Joana Marmelo, também professora em Espanha, destaca “a simbiose perfeita de duas modalidades, presencial e digital, um encontro épico, que proporcionou a participação, a partilha de experiências, a interação e o convívio entre docentes, que, mesmo em tempos de confinamento, não descuraram e não desistiram do seu principal objetivo, o ensino da língua e da cultura portuguesas”.

Maria Agostinha Gomes, docente no Luxemburgo, viu o 5ºEncontro – Rede de Ensino Português no Estrangeiro como o mais aliciante de todos, muito enriquecedor, não só pelas partilhas e interações inter e intra-participantes como também pela divulgação do trabalho exaustivo que instituições [IC/IP, IPOR, ...], Coordenações de Ensino e professores desenvolveram durante a fase de pandemia.

Sónia Morais, a lecionar também no Luxemburgo, considera que este Encontro proporcionou momentos de partilha e de reflexão sobre os desafios pedagógicos do EPE, acrescentando que o momento de partilha de boas práticas permitiu evidenciar o trabalho árduo e a capacidade de resiliência dos professores dos diferentes países em época de pandemia.

Wilson Rodrigues, professor nos Estados Unidos, considerou o evento “muito rico pela quantidade e qualidade de aperfeiçoamentos que veio disponibilizar a todos” sublinhando que foi a primeira vez que esteve num encontro de Ensino Português com profissionais de todo o mundo e que, apesar de não estar no mesmo espaço físico, foi para ele muito interessante conhecer e ouvir professores de toda a parte e participar online.

“Portugal tem uma rede de ensino no estrangeiro muito grande e este encontro foi a melhor representação que dela tive até hoje, sendo que é sem dúvida uma mais valia para todas as comunidades educativas do EPE”, acrescentou.

De Sidney, na Austrália, o testemunho do professor José David dá conta de que gostou bastante da iniciativa, considerando útil e oportuno o conjunto de tópicos abordados.

Com Lusa e “Mundo Português”

Aceda aqui ao artigo do Presidente do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., Luís Faro Ramos, a propósito do Encontro – Rede de Ensino Português no Estrangeiro.

 

IMG 9706

IMG 9709

IMG 9765

IMG 9767

IMG 9779

IMG 9782

IMG 9784

IMG 9870

IMG 9792

IMG 9798

IMG 9897

IMG 9804 edit 2

IMG 9806 edit

IMG 9810 edit

IMG 9824 edit

IMG 9834 edit

IMG 9850 edit

IMG 9856 edit

IMG 9861 edit

IMG 9867 edit

IMG 9878 edit

IMG 9895

IMG 9900 edit

IMG 9915 edit

Tópicos neste artigo: