Portugal, União Europeia e Governo de Colômbia inauguram fábrica de processamento de fruta em Caquetá, Colômbia

Publicado em sexta-feira, 12 julho 2019 10:08

No âmbito do projeto “Territórios Sustentáveis para a Paz em Caquetá”, projeto financiado pelo Fundo Europeu para a Paz na Colômbia e pelo Camões, I.P., foi inaugurada a fábrica de processamento de frutas no Espaço Territorial de Capacitação e Reincorporação (ETCR) de Água Bonita pela Embaixadora de Portugal, Gabriela Soares de Albergaria, pelo Chefe de Cooperação da UE na Colômbia, Francisco García, por vários representantes do Governo Colombiano a nível central – nomeadamente do Ministérios de Relações Exteriores da Colômbia, do ARN e do SENA – regional e local, assim como das Forças Armadas Colombianas e das Nações Unidas.

As entidades implementadoras do projeto estiveram representadas na figura da Administradora Executiva do Instituto Marquês de Valle Flôr, Carolina Quina, e do Diretor Executivo da ONGD Colombiana Red Adelco, Carlos Callejas.

O espaço inaugurado permitirá aumentar a produtividade e a comercialização de frutas produzidas naquela zona como o abacaxi, o maracujá e a graviola entre muitas outras e, deste modo, apoiar a  consolidação dos processos de reincorporação dos ex-combatentes, de acordo com o estabelecido no Acordo de Paz. Neste espaço foram também entregues vários equipamentos de informática com os quais se pretende incentivar os processos de formação virtual dos ex-combatentes e suas famílias, promovendo assim a construção de paz.

A missão à região de Caquetá – que teve lugar entre o dia 4 e o dia 6 de julho de 2019 – contou ainda com vários  outros momentos significativos para o projeto, em particular, para a economia local e para as populações beneficiadas. Foram disso exemplo a colocação da primeira pedra do Centro de Processamento de Cacau em El Paujil e do Centro de Processamento de Cana de Açúcar na localidade de Palma Azul Coconuco em La Montañita, na presença dos Presidentes da Câmara daquelas comunidades. Foram também entregues equipamentos diversos para o funcionamento da Rádio Paujil Éstereo, rádio comunitária com um papel crucial na promoção do desenvolvimento local e pedagogia da paz.

Por fim, foram visitados os locais onde se registam avanços substantivos na melhoria das condições de vias terciárias – obras que contaram com o apoio da empresa Portuguesa Mota-Engil e do Exército Colombiano – e que são fundamentais para o escoamento e comercialização dos produtos que incorporam as mais-valias resultantes da implementação do projeto.

Destaca-se ainda o agraciamento realizado pela Alcadia de El Paujil com a entrega das Chaves da cidade à Embaixadora de Portugal e ao Chefe de Cooperação da UE.

20953 2.jpg