Renovação do protocolo de Empresa Promotora da Língua Portuguesa com o Banco Santander

Publicado em terça-feira, 10 dezembro 2019 15:57

Realizou-se no dia 9 de dezembro de 2019 na sede do Camões, I.P. em Lisboa, a assinatura da Renovação do protocolo de Empresa Promotora da Língua Portuguesa com o Banco Santander, contando com a presença do Presidente do Camões, I.P., Luís Faro Ramos, e da Administradora do Santander, Inês Oom de Sousa.


Através desta renovação, o Santander prolonga o seu apoio à frequência de cursos superiores lecionados em Portugal e em língua portuguesa, através do programa de bolsas de estudo do Camões, I.P., ao abrigo do qual foram, em 2017 e 2018 atribuídas 22 bolsas Camões/Santander a estudantes da África do Sul, da Alemanha, da Argentina, do Canadá, do Chile, da China, dos EUA, de França, do Luxemburgo, do Reino Unido, entre outros, que frequentaram, em Portugal, cursos de verão e cursos anuais de língua e cultura portuguesas, assim como na área da tradução.

O presente protocolo expande ainda o apoio para uma nova área, criando um «Programa de Bolsas de Estágio Santander Universidades», através do qual alunos lusodescendentes ou estrangeiros com a sua proficiência linguística em português certificada, que sejam finalistas ou recém-licenciados, podem estagiar numa Empresa em Portugal, sendo-lhes concedida uma bolsa de estágio. O protocolo prevê a atribuição de até 15 bolsas de estágio até final de 2020.

Estes bolseiros obterão formação em ambiente de trabalho junto das Empresas, em Portugal, durante um período de 3 meses, promovendo-se, por esta via, a ligação Universidade – Empresa. Serão facilitados o complemento da formação académica superior através de estágios em Empresas, assim como o encontro do primeiro emprego, em Portugal, para finalistas ou recém-licenciados lusodescendentes ou estrangeiros com conhecimentos certificados de português. Do ponto de vista das empresas, é facilitada a possibilidade de conhecerem e formarem um bolseiro com formação superior durante 3 meses, conferindo-lhes a possibilidade de vir a contratar trabalhadores diplomados no estrangeiro, já com experiência e conhecimento na respetiva área de atividade.

Esta nova área de apoio reforça o compromisso do Santander com o Camões, I.P. na promoção da Língua Portuguesa como língua internacional, apoiando os processos de internacionalização das empresas portuguesas e facilitando a captação de jovens talentos lusodescendentes ou estrangeiros, que realizaram a sua formação no estrangeiro.

Desde o seu início, o estatuto de Empresa Promotora de Língua Portuguesa permitiu um investimento total de cerca de 500 mil euros.

31295 2

 31295 3

Tópicos neste artigo: