Spots temáticos do PACED difundidos na RDP África e RDP Internacional

Publicado em segunda-feira, 18 novembro 2019 12:52

A RDP África e a RDP Internacional associaram-se à campanha de sensibilização e responsabilização dos cidadãos para a prevenção e luta contra o branqueamento de capitais, corrupção e tráfico de drogas, promovida pelo Projeto de Apoio à Consolidação do Estado de Direito nos PALOP e Timor-Leste (PACED).

No âmbito desta campanha foram produzidos quatro spots para televisão, já transmitidos nas televisões públicas nacionais de Angola e São Tomé e Príncipe, RTP África e Internacional, e quatro spots para rádio, cuja emissão teve início na RDP África.

A campanha de comunicação e visibilidade do PACED resulta da participação e colaboração de todos os pontos focais do projeto nos PALOP e em Timor-Leste. Tem como objetivos aproximar os cidadãos da governação pública e da aplicação da justiça; aumentar a confiança na atuação dos agentes públicos e na justiça criminal; promover a eficácia e a qualidade da governação pública e da justiça; reforçar os mecanismos de responsabilização dos agentes públicos e dos atores da justiça; apelar à cidadania ativa para a aplicação de boas práticas; aumentar a responsabilidade e a consciência para com os próprios atos ou de terceiros com impacto coletivo/social, e para com as gerações futuras.

Os spots que integram a campanha de comunicação foram produzidos com o apoio financeiro da União Europeia. O seu conteúdo é da exclusiva responsabilidade do Camões, I.P. e não reflete necessariamente a posição da União Europeia.

Recorde-se que o PACED tem como objetivos a afirmação e consolidação do Estado de direito nos PALOP e Timor-Leste, a prevenção e luta contra a corrupção, o branqueamento de capitais e a criminalidade organizada, em particular o tráfico de estupefacientes, nos PALOP e em Timor-Leste.

Com duração até dezembro de 2019, o PACED tem um orçamento global de 8,4 milhões de euros (7 milhões financiados pela União Europeia ao abrigo do 10.º Fundo Europeu de Desenvolvimento e 1,4 milhões de euros pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, I. P.), dos quais 8,05 milhões de euros administrados diretamente pelo Camões, I. P.

Spot 1- Boa Governação

Spot 2 - Corrupção

Spot 3 - Branqueamento

 

Tópicos neste artigo: