Budapeste: “A Cidade Radiante” – Exposição de Fotografia de Carlos Azeredo Mesquita

Date
14-09-2017
Location
Budapeste

Description

Em setembro de 2017, a Galeria Faur Zsófi em Budapeste acolhe uma exposição do fotógrafo português Carlos Azeredo Mesquita (Porto, 1988). A inauguração da mostra, intitulada A Cidade Radiante, está agendada para dia 14, às 18h30, e contará com a intervenção de Levente Polyák, autor de um ensaio sobre o conjunto de fotografias em exposição.

Resultado de uma pesquisa desenvolvida nas urbanizações socialistas que existem na periferia de Budapeste, a série de fotografias “A Cidade Radiante” investiga o legado arquitetónico soviético com o objectivo de levantar questões acerca de projectos urbanísticos utópicos. O nome é uma apropriação do título do livro “Ville Radieuse” de Le Corbusier, cujas ideias e utopias acerca do desenvolvimento urbano serviram de base, até certo ponto, para estas urbanizações.

Exercício de fotografia panorâmica que, formalmente, evoca certos princípios do serialismo, as imagens mostram elementos arquitectónicos estranhamente idênticos entre eles que, de forma não planeada, acabaram lado a lado (filas de mesas de ping-pong, caravanas que servem de lojas, garagens improvisadas, blocos de betão que servem de assento…). Esta documentação põe em evidência de que forma as matrizes urbanas desenvolvidas durante a época socialista eram cúmplices na imposição de um condicionamento sócio-político, mas prova errada a ideia de que a habitação uniforme produziria cidadãos uniformes, ainda que estas ocorrências não planeadas sejam tão seriais como o ambiente que as circunda. O resultado, com um forte pendor antropológico, pode ser pensado como um “serialismo ready-made”, como imagens de uniformidade e transgressão na cidade pós-socialista.