Coordenador Adjunto

A Coutinho, Neto & Orey no âmbito da sua atividade de recrutamento encontra-se a desenvolver um processo de seleção para o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. (Camões, I.P.)

Prazo limite de candidatura: 13/10/2019

I - Enquadramento da ação

O Projeto PRO-Português, a implementar na República Democrática de Timor-Leste (RDTL), tem como objetivo global “contribuir para a consolidação do sistema educativo de Timor-Leste, através do apoio ao setor da formação profissional e contínua do pessoal docente do sistema educativo do Ensino Não Superior” e, como objetivos específicos, “i) constituir uma Bolsa de Formadores Nacionais, a nível de Posto Administrativo, e consolidar as suas competências técnico-científicas, didático-pedagógicas e linguístico-comunicativas para ministrarem Cursos de Língua Portuguesa (Níveis A2, B1 e B2); ii) reforçar as competências linguístico-comunicativas em Língua Portuguesa de docentes de todos os níveis de ensino (Educação Pré-Escolar, Ensino Básico e Secundário) do sistema educativo do Ensino Não Superior de Timor-Leste”.

 

II - Enquadramento da função

A atividade do/a Agente da cooperação na categoria de Coordenador-Adjunto com funções de Coordenador/a Científico-Pedagógico/a visa cumprir os seguintes objetivos:

  • Promover condições de diálogo e de comunicação permanentes entre a equipa, docentes e diferentes parceiros de desenvolvimento;
  • Apoiar o/a Coordenador/a de Projeto na definição, elaboração e implementação do Plano de Comunicação e Visibilidade;
  • Apoiar o/a Coordenador/a na coordenação e implementação das atividades do Projeto, de acordo com os objetivos e resultados previstos no Documento de Projeto e respetivo Quadro Lógico;
  • Mobilizar sinergias que valorizem o Projeto, de acordo com a política de intervenção definida pelo/a Coordenador/a.

 

III - Principais Responsabilidades 

Reportando, organizacionalmente, ao/à Coordenador/a de Projeto e ao Camões, I.P., O/A Agente da cooperação na categoria de Coordenador-Adjunto com funções de Coordenador/a Científico-Pedagógico/a terá como principais responsabilidades:

  • Representar o Camões, I.P. sempre que necessário ou solicitado;
  • Desenvolver orientações pedagógicas, didáticas e metodológicas que garantam a qualidade da formação/do ensino ministrado pelos docentes do Projeto, bem como a adequada implementação das atividades previstas no Documento de Projeto;
  • Conceber e estruturar o curso de formação de formadores;
  • Assegurar a supervisão científico-pedagógica e apoio à implementação e acompanhamento das atividades do Projeto;
  • Estruturar e consolidar os contributos remetidos pelos professores e formadores timorenses, tendo em vista os conteúdos das formações e dos Cursos de Língua Portuguesa (Níveis A2, B1 e B2) a ministrar no âmbito do Projeto, tanto na modalidade presencial como na modalidade b-learning;
  • Consolidar e validar os materiais e instrumentos pedagógicos produzidos no âmbito do Projeto;
  • Assegurar o backoffice científico-pedagógico aos docentes portugueses e aos formadores timorenses;
  • Supervisionar a gestão e execução dos contratos de prestação de serviços que forem celebrados em Portugal ao abrigo do Projeto Pro-Português;
  • Planear e organizar, conjuntamente com o/a Coordenador/a de Projeto e o/a Coordenador/a-Adjunto/a com funções de administração, finanças e logística, as formações previstas no âmbito do Projeto;
  • Apoiar o/a Coordenador/a de Projeto na coordenação, implementação e monitorização das atividades do Projeto, de acordo com os objetivos e resultados previstos no Documento de Projeto e respetivo Quadro Lógico;
  • Apoiar o/a Coordenador/a de Projeto na definição, elaboração e implementação do Plano de Comunicação e Visibilidade;
  • Apoiar o/a Coordenador/a de Projeto e o/a Coordenador/a-Adjunto/a na elaboração dos Relatórios de Execução Técnica e Financeira;
  • Promover condições de diálogo e de comunicação entre a Equipa de Coordenação;
  • Mobilizar sinergias que valorizem o Projeto, de acordo com a política de intervenção definida pelo/a Coordenador/a de Projeto;
  • Todas as demais responsabilidades e atividades compatíveis com a natureza e âmbito do cargo e das suas competências.

 

IV - Requisitos 

A - Obrigatórios:

  • Doutoramento em área que contemple a Língua Portuguesa e o seu ensino (ou equivalente);
  • Fluência da Língua Portuguesa (falada e escrita);
  • Excelentes conhecimentos de informática na ótica do utilizador;
  • Mínimo de dez anos de experiência comprovada na área da Língua Portuguesa como língua não materna, e, cumulativamente, mínimo de cinco anos de trabalho numa instituição de ensino superior num país em desenvolvimento;
  • Mínimo de três anos de experiência de coordenação na área da Língua Portuguesa em contextos multilingues e multiculturais;
  • Experiência em ensino em países onde o Português é Língua Não Materna;
  • Experiência na elaboração e publicação de materiais didáticos para o ensino do Português Língua Não Materna;
  • Formação complementar profissional ou de pós-graduação na área do ensino do Português Língua Não Materna;
  • Publicações científicas ou científico-pedagógicas no âmbito do ensino da língua portuguesa e/ou das culturas lusófonas;
  • Comprovada capacidade de representação institucional;
  • Capacidade para trabalhar em contexto internacional e intercultural e em contexto de países em desenvolvimento.

 

B - Preferenciais:

  • Experiência de trabalho em formação de adultos;
  • Bons conhecimentos de Inglês e Francês;
  • Conhecimentos de Tétum.

 

V - Competências Minímas: 

  • Excelente capacidade de comunicação e relacionamento interpessoal, bem como capacidade de adaptação a contextos complexos de tomada de decisão;
  • Capacidade demonstrada na gestão de conflitos;
  • Capacidade de organização, definição de prioridades e de gestão do tempo;
  • Boa capacidade de análise de problemas e de formulação de estratégias;
  • Orientado/a para a obtenção quotidiana de resultados;
  • Capacidade de automotivação e autoaprendizagem;
  • Capacidade para trabalhar sob pressão e autonomamente;
  • Flexível no desempenho das suas funções e fácil adaptação em contextos de mudança permanente;
  • Seriedade e ritmo de trabalho forte com postura e comportamento pessoal exemplar adequado à posição oferecida;
  • Capacidade para aceitar e cumprir instruções superiores, bem como ensinar e transmitir conhecimentos a outros colaboradores locais, ajudando à sua capacitação técnica e profissional com autonomia.

  

VI - Horário e Local de Trabalho

35 horas semanais, a exercer nas instalações do Camões, I.P., em Lisboa, com deslocações a Timor-Leste para acompanhamento científico-pedagógico do Projeto.

 

VII - Condições Contratuais

O contrato, a celebrar com o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal/Camões, I.P., terá uma duração inicial até 31 de dezembro de 2020, podendo ser renovado por períodos sucessivos de 12 meses, dentro do prazo de vigência do projeto.

 

VIII - Prazo limite de candidatura: 13/10/2019

O processo de candidatura deverá ser feito através do registo no site www.cnorey.com (https://www.cnorey.com/pt/areas-actuacao/recrutamento-e-seleccao/)