Recrutamento de um Gestor de Projeto

A Coutinho, Neto & Orey no âmbito da sua atividade de recrutamento encontra-se a desenvolver um processo de seleção, para o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. (Camões, I.P.)

Prazo limite de candidatura: 12/04/2019

 

Enquadramento da ação

O PROCULTURA é uma Ação financiada pela União Europeia no âmbito do Programa Indicativo Multianual UE/ PALOP- Timor-Leste 2014-2020, cofinanciado e gerido pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. e cofinanciado também pela Fundação Calouste Gulbenkian, tendo por objetivo contribuir para aumentar o emprego e criar atividades geradoras de rendimento no setor cultural, com três componentes de intervenção: Recursos Humanos; Difusão e comercialização da música e artes performativas e criação e publicação de literatura infantil-juvenil.

 

Principais Responsabilidades

Reportando ao dirigente da unidade orgânica responsável pelo acompanhamento de projeto de cooperação para o desenvolvimento, neste caso, a Divisão de Parcerias Estratégicas, o Gestor de Projeto terá como principais responsabilidades:

  • Participar na conceção do projeto;
  • Instruir os procedimentos para celebração dos contratos e protocolos com entidades financiadoras e coexecutoras e acompanhar a respetiva execução;
  • Instruir os procedimentos para celebração dos contratos com entidades delegatárias, subvencionadas ou contratadas tendo em vista a prossecução das atividades do projeto, bem como acompanhar a respetiva execução;
  • Fazer o acompanhamento de todas as atividades do projeto, em articulação com o coordenador e com a missão diplomática;
  • Assegurar a comunicação entre todas as entidades envolvidas na execução do projeto;
  • Promover junto do Camões I.P. o procedimento de aquisição dos bens e serviços necessários para a execução do projeto, sempre que o mesmo envolva uma despesa superior a (euro) 50.000;
  • Monitorizar e promover a avaliação das atividades do projeto junto do Camões I.P., sempre que tal seja exigido ou se afigure necessário.

Coadjuvado no exercício das suas competências por dois gestores-adjuntos, serão igualmente funções do GP:

  • Liderar a equipa de gestão e coordenação de projeto e os parceiros de implementação no sentido de promover a boa execução e conclusão de todas as atividades de instalação da Ação;
  • Liderar a equipa de gestão e coordenação de projeto e transmitir orientações aos parceiros de implementação e à entidade contratada para assistência técnica à coordenação da Ação, no sentido de conseguir alcançar todos os resultados e impactos esperados da Ação;
  • Orientar e liderar a implementação do Plano de Comunicação e Visibilidade, articulando nesse sentido as ações do Coordenador do Projeto, dos Assistentes Técnicos, dos parceiros e do Técnico de Comunicação e Gestão de Conhecimento a afetar pela entidade que venha a ser contratada para assistência técnica à coordenação da Ação;
  • Submeter Informações de Serviço ao Conselho Diretivo do Camões I.P. com as propostas de despesas de valor superior a 50.000,00 Euros e outras propostas técnicas que sejam necessárias para implementação da Ação;
  • Monitorizar em permanência os indicadores de resultados da Ação e rever os relatórios narrativos e financeiros intercalares, assegurando a qualidade e o rigor da informação a submeter pelo Camões I.P. na versão consolidada e final desses relatórios;
  • Coligir informação e redigir o relatório final da Ação;
  • Outras tarefas necessárias para implementação da Ação, a pedido do Camões I.P.
  • Requisitos

 

DEZ Obrigatórios:

  • Licenciatura ou superior;
  • Formação específica em gestão e/ou avaliação de projetos de cooperação para o desenvolvimento;
  • Experiência mínima de três anos em funções de coordenação ou gestão de projetos;
  • Experiência mínima de dois anos em projetos de cooperação internacional para o desenvolvimento;
  • Experiência mínima de um ano em PALOP ou Timor-Leste;
  • Conhecimento das normas de contratação pública portuguesas;
  • Conhecimento mínimo das normas do Fundo Europeu de Desenvolvimento e de outros instrumentos da Ação Externa da União Europeia (regulamentação contratual e financeira);
  • Bons conhecimentos de informática na ótica do utilizador;
  • Proficiência na língua portuguesa;
  • Proficiência na língua inglesa.

 

Quatro Preferenciais:

  • Formação específica e/ou experiência profissional relevante em gestão cultural e/ou empreendedorismo, nomeadamente nos setores culturais;
  • Formação específica em Fundo Europeu de Desenvolvimento;
  • Experiência profissional relevante em projetos financiados pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento;
  • Experiência profissional relevante em planificação estratégica e/ou gestão de ciclo de projeto (conceção, execução, acompanhamento e avaliação de projetos).

 

Competências Mínimas

  • Excelente capacidade de comunicação e de relacionamento interpessoal
  • Competências de liderança, gestão de equipas e trabalho em equipa;
  • Competências de análise, sistematização e síntese;
  • Competências de gestão do tempo, resolução proativa de problemas e trabalho autónomo;
  • Competências para trabalhar em contexto internacional e intercultural e em países em desenvolvimento, designadamente, capacidade de negociação com múltiplos detentores de interesses divergentes;
  • Orientação para resultados.
  • Disponibilidade para trabalhar e viajar em contextos muito exigentes, quando necessário, nomeadamente aos PALOP-TL.

 

 

Prazo limite de candidatura: 12/04/2019

 

O processo de candidatura deverá ser feito através do registo no site www.cnorey.com (https://www.cnorey.com/pt/areas-actuacao/recrutamento-e-seleccao/)